A seleção da França está pronta para o MXoN

Por Mariah Morgado | Foto por Divulgação | 22 de setembro de 2013 - 7:45

A França só venceu o Motocross das Nações em uma única ocasião, no famoso circuito de Namur, na Bélgica, em 2001. A equipe francesa para a edição 2013 do evento pode não ser tão forte como as anteriores, mas tem uma grande chance de brigar pela vitória na Alemanha daqui a uma semana, no sábado e domingo, dias 28 e 29 de setembro.

O chefe de equipe da Equipe França, Olivier Robert, organizou durante esta semana uma semana de preparação com os pilotos que irão representar as cores da nação na 67ª edição do Motocross das Nações, Gautier Paulin, Jordi Tixier e Christophe Charlier. Os pilotos tiveram a oportunidade de treinar juntos e também puderam ter um tempo livre para se conhecerem melhor e se divertirem longe das motos.

Quem lidera a equipe é Gautier Paulin, que terminou o campeonato Mundial de Motocross deste ano em quinto colocado na MX1. Paulin sofreu muito com seu acidente no GP da Alemanha em julho e provavelmente merecia uma posição melhor do que o quinto lugar, embora seus resultados não tenham sido o mesmo depois do acidente.

Porém, Paulin é um dos melhores pilotos dos últimos cinco anos no Motocross das Nações, faturando duas vitórias de baterias, uma em 2009 e outra em 2011. Ele também ajudou a França a chegar na segunda posição em 2009 quando ele mostrou ao mundo o quão talentoso é na 450, vencendo a segunda bateria do dia.

Em 2010, o piloto de fábrica da Kawasaki fez um quinto e nono lugares quando a França terminou em sétimo lugar no overall. Indo novamente em 2011, Paulin ficou na primeira e oitava posições, e a França chegou parecer que iria disputar a vitória com a Equipe dos Estados Unidos até que Christophe Pourcel furou o pneu traseiro na última bateria do dia.

Em sua última aparição pela a equipe, Paulin mostrou mais uma vez grandes habilidades nas areias profundas de Lommel, em 2012 na Bélgica. Apesar do circuito fazer muitos dos pilotos de ponta parecerem lentos, o francês ficou em segundo e oitavo e ajudou a equipe a ficar em sexta no geral.

Apoiando Paulin, estarão dois estreantes neste evento. Jordi Tixier e Christophe Charlier, que terminaram na segunda e quarta posições do Campeonato Mundial na MX2. Assim pode ser que seja possível colocar a França no pódio deste ano.

Tixier esteve ótimo em 2013, muitas vezes até correndo lado a lado com o melhor piloto do mundo na MX2, Jeffrey Herlings. Ele não conseguiu uma vitória de GP nesse ano, mas terminou 12 vezes entre os três primeiros em baterias e sua segunda posição na classificação do campeonato foi merecida com certeza.

Charlier, que foi um grande rival para Herlings e Ken Roczen nos dias de novatos, se tornou um dos melhores pilotos do mundo. Sua quarta posição na classificação da MX2 veio depois de alguns resultados consistentes na metade da temporada e ele terminou com apenas 38 pontos atrás do terceiro colocado, o espanhol José Butrón.

1309211811EQUIPE DE FRANCE_PH_5438_LR

Gautier Paulin, Jordi Tixier e Christophe Charlier

Com diversas equipes, uma chance de subir no pódio na Alemanha e a França tendo três pilotos que terminaram entre os cinco primeiros em seus respectivos campeonatos, seria difícil não se surpreender se eles ficarem entre os três primeiros em 2013.

Não percam tas ações do Motocross das Nações 2013 aqui no Mundocross. Durante a semana estaremos trazendo novidades e notícias para que vocês se sintam em Teutschenthal. Fiquem ligados !!!

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly