Silly Season Mundial de Motocross 2014 – Round 1

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 01 de novembro de 2013 - 10:41

O chamado Silly Season já começou há algum tempo no Mundial de Motocross para a temporada 2014, e está chegando em sua fase final de definições de equipes e pilotos. Todos os anos quando chega esta época, quando o campeonato termina, as equipes se prepararem para a temporada seguinte do Mundial de Motocross, e abaixo você pode conferir os pilotos que já estão com equipes confirmadas para o campeonato do ano que vem.

A temporada 2014 do campeonato Mundial de Motocross verá algumas mudanças radicais nas cores dos pilotos conforme eles fazem suas mudanças de equipes no início de novas temporadas. Não apenas os pilotos e equipes viajarão para circuitos novos e desconhecidos, como na Ucrânia, no México, no Brasil e possivelmente na Bélgica, muitos pilotos de ponta trocaram de marcas, e novas equipes foram criadas.

Com pilotos da Austrália, África do Sul, Rússia, Bélgica, Itália, França, Alemanha, Grã Bretanha, Holanda, Espanha e tantos outros países, não é apenas a diversidade dos circuitos que faz o campeonato Mundial de Motocross o campeonato de MX mais forte do mundo.

131031174377891_DeDycker_MXGP_2013_R12_RA50251_2456

É claro que as maiores mudanças serão o sul-africano Tyla Rattray e o australiano Todd Waters correndo pela equipe de fábrica da Husqvarna na categoria MX1, enquanto na MX2 serão Aleksandr Tonkov e Romain Febvre nas poderosas máquinas Husky.

Eventualmente, a Husqvarna pode ser o maior desafio para a equipe oficial KTM, e pilotos como Rattray, Waters, Tonkov e Febvre tentarão marcar suas presenças.

Também veremos Jeremy Van Horebeek mudando da equipe de fábrica da Kawasaki para a equipe de fábrica da Yamaha, E Steven Frossard trocando seu lugar na equipe azul com o lugar de Van Horebeek na equipe verde. O italiano David Philippaerts começa sua própria equipe DP Racing / Yamaha, e o piloto belga, Joel Roelants também correrá com sua própria estrutura com apoio da Honda.

1310201048VanHorebeek_Yamaha

Jeremy Van Horebeek

O piloto inglês, Max Anstie muda para a equipe Steve Dixon / Yamaha para liderar a categoria MX2 deles, e o holandês Glenn Coldenhoff correrá na MX2 pela equipe de fábrica da Suzuki. Outro piloto inglês, Jake Nicholls vai correr pela equipe Steve Turner / KTM na categoria MX1.

Como Rattray e Waters, o australiano Luke Styke é a nova adição ao campeonato Mundial de Motocross, correndo na MX2 pela equipe Kemea / Reytec / Van de Laar / Yamaha.

Nas mudanças das categorias, os pilotos que passam da MX2 para a MX1 serão Dean Ferris e Jake Nicholls. A Sahkar / KTM contratou Harri Kullas e a 24MX / Honda Racing tem Xavier Boog em seu time. A CLS / Monster / Kawasaki continua com Alessandro Lupino, Arnaud Tonus e Dylan Ferrandis na MX2 e Tommy Searle na MX1.

A Honda continua apostando em Evgeny Bobryshev e Max Nagl. Clement Desalle e Kevin Strijbos continuam alinhando pela equipe oficial Suzuki na categoria MX1.

É claro que a equipe mais forte no paddock do Mundial de 2014 será a equipe quase invencível KTM, com dois campeões mundiais e o piloto terceiro colocado na MX1 e o segundo colocado na categoria MX2.

Herlings-w

Jeffrey Herlings

Seja lá o que acontecer no campeonato Mundial 2014, será interessante ver como os pilotos vão se sair em suas novas equipes conforme eles começam o campeonato no circuito magnífico de Losail no Qatar.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly