Brasileiro de Rally Cross Country terá novidades em 2014

Por Divulgação | Foto por David Santos | 22 de novembro de 2013 - 7:54

O campeonato Brasileiro de Rally Cross Country 2013 chega ao fim após passar por 12 Etapas em cinco Estados brasileiros: Rio Grande do Norte, Alagoas, Tocantins, Goiás e São Paulo. Foi um ano de boas disputas com grandes pilotos. 

“Foi um ano excelente. O nível técnico e esportivo está muito melhor do que nos últimos anos. A cada dia cresce mais o esporte. Tivemos etapas com participação de pilotos que correm o mundial. O Rally Brasileiro cresceu muito e a disputa está cada vez mais fortes, com pilotos mais preparadas e grande equipes que estão contribuindo para a evolução da modalidade”, afirma o Diretor de Rally da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), Adilson Kilca.

As últimas etapas da competição foram no último fim de semana, na cidade de Barra Bonita-SP durante o VII Rally Rota Sudeste. Na principal categoria a Super Production, Jean Azevedo garantiu o favoritismo. Venceu as últimas etapas e assegurou o título do Campeonato, tanto na Super Production, como na Geral. “Fiquei muito contente com o resultado. Foi o meu primeiro ano na Honda e consegui este título brasileiro após alguns anos correndo de carro”, relatou Jean, por meio de assessoria. O piloto agora focará no Dakar 2014, que será de 5 a 18 de janeiro, na América do Sul. Dário Julio e Sérgio Klaumann ficaram em 2º e 3º respectivamente, também da Super Production e na Geral.

Na Marathon quem levou a melhor em 2013 foi Glauco Feitosa Veras, com 212 pontos, seguindo por Raul Lima, com 181 e Lauro Lopes com 102. Na Over 45, quem levou o título este ano foi Ricardo Medeiros Costa Junior (222 pts.), em segundo ficou Moara Sacilotti (201 pts.) e em terceiro Dimas Mattos (100 pts.).

Ricardo Martins foi o nome da Production Aberta. Com 228 pontos é o campeão da categoria. “Eu não podia deixar este título escapar, fiquei muito feliz em mostrar o meu potencial. Fui para o Rota Sudeste precisando de 16 pontos para confirmar a taça, e já garanti o segundo lugar no primeiro dia de prova, o que rendeu 22 pontos”, destacou o piloto por meio de assessoria. Em 2011 Ricardo foi campeão pela Marathon. Nielsen Bueno ficou na segunda colocação, com 207 pontos e Sérgio Klaumann em terceiro com 191.

ricardo - foto David Santos

Ricardo Martins

No quadriciclos quem se deu bem este ano foi Marcelo Medeiros que terminou o Campeonato com 178 pontos. Antônio Rosa Neto foi o segundo, com 171, e Rodolgo Brito o teceiro com 161. No UTVs Super Production, Bruno Sperancini (209 pts.) é o campeão da categoria. No ano passado o piloto também levou o título na UTVs Production. Em segundo lugar na UTVs Super Production ficou Marcos Tulio (158 pts.), e na sequencia Carlos Giovanni Collet Junior (138 pts.).

2014

A direção da modalidade já começa a trabalhar pensando no campeonato do próximo ano. O calendário está sendo planejado e reuniões serão realizadas em breve com organizadores de etapas e comissão de pilotos para avaliar as melhores datas da competição.

Também está sendo estudada a criação de uma nova categoria entres os UTV’s: a UTV Marathon. “Vamos criar essa categoria em que os UTVs deverão possuir as características mais originais possíveis. Pensamos nisso para os pilotos que querem iniciar na categoria e ainda não podem fazer grandes investimentos para equipar a máquina”, explica Kilca.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly