Enzo fez sua estreia nas Superminis no Mini O’s

Por Sandra Souza | Fotos por Divulgação | 28 de novembro de 2013 - 13:58

O último grande evento americano de Motocross do ano, o Winter Olympics – Mini O’s, encerrou nesta quarta-feira, 27 de novembro, as disputas das categorias da modalidade Supercross, que tiveram início na segunda-feira, dia 25. A pista de Gatorback precisou receber tratamento intenso depois das fortes chuvas que caíram no dia anterior.

 

Apesar das condições da pista não estarem perfeitas, o piloto gaúcho Enzo Lopes conquistou o segundo lugar no overall na categoria Supermini 2, para motos de 112cc e pilotos de 13 a 16 anos. No main event Enzo largou na frente e fez o melhor tempo da prova, mas ao cometer um erro foi ultrapassado por Austin Forkner, vencedor do Monster Energy Cup 2013, e seu principal concorrente nas Superminis. Enzo buscou a liderança até o fim e por muito pouco não venceu a prova.

Gate Mini Os 2013 a

 

Na prova da categoria Mini Sr, para motos de 105cc e pilotos de 12 a 15 anos, Enzo novamente fez o holeshot e abriu vantagem, mas um pequeno deslize na pista o fez perder a liderança na última volta, terminando a prova e o campeonato em segundo lugar.

 

Na prova da Categoria Supermini 1, para motos de 112cc e pilotos de 12 a 15 anos, o piloto largou em terceiro lugar mas logo caiu, e com o braço machucado demorou para voltar. Enzo precisou fazer uma prova de recuperação e terminou em vigésimo segundolugar.

Gate Mini Os 2013

 

“Enzo surpreendeu como sempre. A lógica seria ele terminar entre os dez primeiros nas Superminis, já que é Estreante nessas categorias. Acredito que na modalidade Motocross ele deve andar entre os cinco nas três categorias”, analisa Léo Lopes, pai do piloto, que está na Flórida, nos Estados Unidos,acompanhando Enzo.

 Photo by Matt Rice

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly