Mudanças nas regras do Mundial de Motocross 2014

Por Mariah Morgado | 29 de novembro de 2013 - 17:22

A Comissão dos Grand Prix de Motocross / SuperMoto, composta por Giuseppe Luongo (presidente da Youthstream), Dr. Wolfgang Srb (Diretor da CMS/FIM) e Takanao Tsubouchi (Secretário Geral da MSMA), se reuniu no dia 31 de outubro em Chanannes-de-Bogis, na Suíça, e esta comissão adotou unanimamente as seguintes  mudanças no regulamento de 2014:

Padrões da FIM para circuitos de Motocross:

047.3.8 Pistas contíguas

As pistas contíguas, onde possível, têm uma largura mínima de aproximadamente 10 metros entre elas.

Pistas adjacentes devem ser separadas e protegidas por quaisquer dos seguintes procedimentos: cerca de madeira, cerca de plástico, fardos de palha e/ou material publicitário.

Uma atenção especial deve estar focada em áreas contíguas para que nenhuma vantagem injusta possa ser conquistada por qualquer piloto que pegue atalho.

047.4 Marcação de pista e cercagem

Nos campeonatos Mundiais MXGP/MX2, Women, Júnior e Sidecar Motocross, o Motocross das Nações e a Copa  Mundial Veterana de Motocross, a pista deve ser definida pelos seguintes procedimentos:

a) Marcadores de curso

Os marcadores de curso definem a lateral da pista e podem ser marcadores feitos de plásticos, fardos de palha, bancos de terra ou material flexível de publicidade, etc. Os pilotos devem permanecer o tempo todo dentro da marcação original.

b) Zona neutra

A zona neutra é a área entre a lateral da pista marcada pelos marcadores de pista e a marcação de pista (limite exterior da zona neutra). A zona neutra pode variar de largura, mas, onde possível, deve ter aproximadamente um metro de largura. Sempre que possível, essa zona deve ser em um banco de terra, contínuo ou intermitente e de aproximadamente 50cm de altura.

c) Marcação de pista

O exterior da pista pode ser marcado por marcadores de curso, fardos de palha, blocos de espuma de borracha, bancos de terra, banners publicitários e/ou cercagem flexível.

d) Barreira de controle de espectadores

As barreiras de controle de espectadores podem ser de tipos variados de construção, preferencialmente cerca de arame e deve ter força suficiente para controlar os espectadores e não restringir sua visão.  Essas barreiras devem, onde possível, ter aproximadamente 2 metros de altura e no mínimo aproximadamente 5 metros da marcação da pista (limite externo da zona neutra), criando uma área livre para equipe oficial. Essas barreiras também serão usadas para criar zonas de espectador.

047.5.2 Reta de largada

Foi excluído o 3º parágrafo: A reta de largada só pode ser usada para a largada e não pode ser cruzada ou usada como parte do curso, exceto no final da volta.

Campeonatos Mundiais FIM de Motocross

2.10 Comportamento e assistência de piloto

18. Os pilotos podem usar apenas a pista marcada. Porém, se acidentalmente saírem da pista, eles podem continuar com uma velocidade muito reduzida até que eles possam reentrar na pista com segurança. Eles devem reentrar, sem ganhar uma vantagem, no ponto mais próximo de onde saíram da pista.

Motocross das Nações

Onde estiverem mais de 36 países presentes (= de 37 países adiante), uma Final C será adicionada. A equipe vencedora da Final C subirá para a Final B. O número máximo de equipes participantes da Final C é de 13 equipes.

Stampa

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly