Mathys diz porque optou pela KTM e não pela Suzuki

Por Mariah Morgado | Foto por Divulgação | 12 de dezembro de 2013 - 17:14

A equipe Standing Construct / KTM já provou ser mais do que um tapa buraco no cenário do Mundial de Motocross MX2. Uma equipe que venceu uma etapa do Mundial, e também levou um piloto ao Top 5 do mundo. O dono da equipe, Tim Mathys, pensou em seguir outra direção com a Suzuki, mas no último segundo decidiu que preferiria continuar com a KTM, e vai continuar com a mesma estrutura que o levou ao sucesso da equipe em 2013. Aqui  Mathys conta o que pode revelar sobre seus planos para 2014.

“Como vocês devem ter ouvido há dois meses, eu decidi não fazer a fusão da minha equipe Standing Construct com a marca Suzuki na MX2, e é por isso que eu decidi manter a equipe atual como era, com os mesmos membros, o mesmo caminhão, o mesmo ‘espírito’, etc.”

Embora isso faça uma enorme diferença financeira para mim, tenho certeza absoluta que foi a decisão correta, e que em 2014 nós teremos novamente uma equipe jovem e poderosa, que poderá surpreender novamente como fizemos em 2013.

Infelizmente nós perdemos Glenn Coldenhoff, mas a Standing Construct / KTM está feliz em anunciar a contratação do atual campeão Europeu da MX2, Valentin Guillog. O piloto suíço vai participar com a equipe no campeonato Mundial MX2 e vai correr eventos selecionados que são livres depois que disputarmos os 18 eventos do calendário do Mundial de MX.

Valentin tinha diversas opções para 2014, mas decidiu escolher a Equipe Standing Construct / KTM depois que testou a moto da equipe. Guillod dominou o campeonato Europeu MX2 neste ano e é treinado pelo ex-tricampeão Mundial de Motocross, o francês Yves Demaria.

1312091423mathys

Nós estamos muito felizes que Valentin escolheu nossa equipe porque muitas equipes estavam interessadas nele. Nós estamos confiantes que quando dermos a Valentin o mesmo material e possibilidades que Glenn Coldenhoff teve esse ano, ele consiga mostrar ótimas coisas em 2014.

A equipe começou com a ideia de ajudar pilotos talentosos a mostrar seu potencial com bom material em uma ótima estrutura. Nós fizemos isso juntos com  algumas pessoas ao redor de Glenn Coldenhoff esse ano o que resultou no nível que atingimos agora. Com Valentin, nós vamos tentar fazer o mesmo e estamos muito confiantes que ele possa fazer os mesmos passos como Glenn fez !!!”

Além de Valentin Guillod, a equipe assinou contrato com Damon Graulus para o Mundial do ano que vem. Damon teve um período difícil na última temporada porque ele uniu os estudos com o Motocross. Apesar disso, ele ainda terminou na terceira posição do campeonato Europeu MX250 e faturou o campeonato Belga na MX2. Ele agora tem seu diploma e pode focar suas atenções completamente no Motocross.

A equipe Standing Construct / KTM também vai ingressas no campeonato Europeu MX125. A equipe assinou com o jovem piloto belga, Yannick Vertommen, que é treinado por Harry Everts. Junto com Damon, ele vai participar do campeonato Belga.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly