Gaúcho de Velocross fecha ano com show em Pontão

Por André Charão | Fotos por André Charão | 21 de dezembro de 2013 - 14:53

O Rinaldi Gaúcho de Velocross e Copa Norte fecharam temporada com um show dos pilotos em Pontão. Depois de alguns milhares de quilômetros cruzando o Rio Grande do Sul de norte a sul e de leste a oeste, o campeonato Gaúcho de Velocross encerrou a temporada no município de Pontão em um final de semana de muito sol, calor e velocidade. Juntamente com o gaúcho, foi disputada a final da tradicional Copa Norte de Velocross.

A competição aconteceu no Camping Zambiasi, uma belíssima área de lazer, distante dezoito quilômetros da sede do município, que contou com a presença de mais de duas mil e quinhentas pessoas, que entre um banho de piscina e outro, acompanharam as emoções das disputas nas dezoito categorias disputas entre o sábado e domingo.

A última etapa da temporada contou com a presença de cento e cinqüenta pilotos, que protagonizaram pegas eletrizantes em busca das vitórias que permitiram a pilotos e equipes comemorar efusivamente cada conquista de título. Além da quantidade, a qualidade dos pilotos garantiu o sucesso do evento, destaque para a presença de Fabiano Ribeiro (Passo Fundo), Tri-Campeão Brasileiro de Velocross, Elder Pirolli (Tapejara) Campeão Brasileiro de Velocross, Felipe Deloss (Lajeado), Campeão Sul-Brasileiro de Velocross, Jordan Martini (Santa Maria), campeão Sul-Brasileiro de Velocross, Marco Aurélio Farias (Lajeado) Campeão Sul-Brasileiro e Luciano De Conto (Passo Fundo) Vice-Campeão Sul-Brasileiro de Velocross.

Para quem chegou ao camping Zambiasi na sexta-feira, a impressão era de que a previsão de calorão não se confirmaria, isso porque, a chuva chegou com força na sexta-feira a tarde, na noite, a chuva fina durou até o começo da madrugada e a temperatura ficou mais amena.

IMG_3242

Com a chuva da sexta-feira, a pista ficou muito encharcada, com isso, os treinos livres marcados para a manhã de sábado foram cancelados. A nova programação para o sábado, ficou apenas com os treinos livres e duas largadas no sábado, uma valendo pela Copa Norte (Promocional) e outra válida pela segunda bateria da Força Livre Nacional  do Gaúcho de Velocross realizado em Dom Pedrito. O sol e o calor voltaram com força no sábado, os treinos livres mostraram que a pista em pouco tempo estaria seca, fazendo com que os organizadores da etapa já projetassem um intenso trabalho de manutenção na pista para o domingo.

Dal Sólio carimba título de Pirolii e De Conto na VX4 e VX3 Nacional
Com o título garantido na VX4 Nacional, Elder Pirolli (Tapejara), alinhou no gate com uma mão do título da VX3 Nacional, porém, nesta categoria, seu principal concorrente, Luciano De Conto (Passo Fundo), estava focado em levar o caneco para casa. A exemplo de outras etapas, as duas categorias alinharam juntas para a disputa da final. Na largada, quem roubou a cena foi Marcio Dal Sólio (Passo Fundo), que assumiu a ponta, logo atrásr Elder Pirolli, Jocemar Magni (Estrela), Alceu Zancanaro (Mato Castelhano), Danny de Oliveira (Panambi), Marcos Onzi (Flores da Cunha) e Luciano De Conto formaram o primeiro e disputadíssimo pelotão. No segundo pelotão a briga era pelo vice-campeonato na VX4 Nacional entre Marco Aurélio Farias (Lajeado), vice-líder, e Nilton Brignol (Pelotas), terceiro colocado. Márcio Dal Sólio foi absoluto e venceu de ponta a ponta, Elder Pirolli até chegou perto do título na VX3, mas Luciano De Conto conseguiu superá-lo e chegar a frente do piloto de Tapejara confirmando o título. Jocemar Magni fez uma ótima prova, além de fazer a volta mais rápida da prova (1:08.895) e chegou em segundo.

Màrcio Dal Sólio

VX4 Nacional (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Márcio Dal Sólio (Passo Fundo)
2º – Élder Pirolli (Tapejara)
3º – Danny de Oliveira (Panambi)
4º – Alceu Zancanaro (Mato Castelhano)
5º – Carlos Giovane da Silva (Passo Fundo)
Campeão: Élder Pirolli (Gaúcho) – Alceu Zancanaro (Copa Norte)
Vice:
Nilton Brignol/Pelotas (Gaúcho) – Márcio Dal Sólio (Copa Norte)
 

VX3 Nacional (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Márcio Dal Sólio (Passo Fundo)
2º – Jocemar Magni (Estrela)
3º – Luciano de Conto (Passo Fundo)
4º – Élder Pirolli (Passo Fundo)
5º – Danny de Oliveira (Panambi)
Campeão: Luciano de Conto (Gaúcho e Copa Norte)
Vice:
Elder Pirolli (Gaúcho) – Márcio Barela/Ernestina (Copa Norte)

Com título assegurado Gustavo de Freitas vence e fecha temporada invicto
Foi uma temporada memorável para Gustavo de Freitas (Barros Cassal). Em sua primeira participação no campeonato o piloto conquistou o título com uma etapa de antecipação, mesmo assim, venceu a última etapa e fechou a temporada com o título de forma invicta. Na largada, Jonathan Correa (Passo Fundo), assumiu a ponta com Gustavo de Freitas em segundo, um pouco mais atrás, a disputas pelas três posições restantes no pódio foi eletrizante entre Guilherme Accorsi (Passo Fundo), Vanderson Graepin (Nicolau Vergueiro), Cassiano Santa Catarina (Passo Fundo) e João Marcos Antonelo (Ernestina). Antes mesmo de completar a primeira volta Gustavo assumiu a ponta, e disparou na liderança fazendo a volta mais rápida (1:07.452) para vencer pela oitava vez no campeonato.

Gustavo de Freitas

Estreantes 230 (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Gustavo de Freitas (Barros Cassal)
2º – Jonathan Correa (Passo Fundo)
3º – Anderson Graepin (Nicolau Vergueiro)
4º – João Marcos Antonello (Ernestina)
5º – Cassiano Santa Catarina (Passo Fundo)
Campeão: Gustavo de Freitas (Gaúcho) – Jonathan Correa (Copa Norte)
Vice:
Júnior Pick/Vera Cruz (Gaúcho) – Roger Cagliero Júnior (Copa Norte)

Pablo Santos vence e título fica com Erick Reis na 50
O vice-líder do campeonato na categoria 50cc, Pablo dos Santos (Panambi), tinha uma missão praticamente impossível para fechar o ano com o título, não bastava apenas a vitória, tinha que contar com um revés do líder Erick Bom Reis (Rio Grande). Na largada, Pablo saiu na frente com Erick em segundo, Matheus Melo (Dom Pedrito), que mostrou muita evolução nas duas últimas etapas saiu em terceiro e manteve um ritmo muito parecido dos líderes nas primeiras voltas, Roberty Godinho (Nova Prata) em quarto. A disputa pela vitória foi intensa entre Pablo e Erick, os dois praticamente andaram colados. Mesmo fazendo a volta mais rápida da prova (1:22.556) Erick não conseguiu comemorar a conquista do título com a vitória, que ficou com Pablo.

Pablo dos Santos

50  (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Pablo dos Santos (Panambi)
2º – Erick Moura Bom Reis (Rio Grande)
3º – Matheus Melo (Dom Pedrito)
4º – Roberty Godinho (Nova Prata)
Campeão: Erick Moura Bom Reis (Gaúcho) – Roberty Godinho (Copa Norte)
Vice: Pablo dos Santos (Gaúcho) – Wagner Gandini (Copa Norte)

Sanches venceu e é o campeão na VX3 e VX4
Com mais uma vitória, Fernando Sanches (Santa Maria), conseguiu fechar com chave de ouro a etapa que estava prestes a ser esquecida pelo piloto. Na última etapa em Pontão, Sanches venceu as categorias VX3 e VX4 (prova única), as vitórias aliadas ao regulamento garantiram para o piloto a conquista dos títulos de campeão nas duas categorias. Fernando Sanches alinhou no gate com o título na categoria VX4 assegurado, isso porque, Giovane Pick (Vera Cruz), vice-líder da categoria não participou da etapa, com isso a briga em aberto era pela VX3, onde Sanches disputava com mais dois pilotos, Fabiano Ribeiro (Passo Fundo), vice-líder e Rodrigo Volcan (Pelotas). Na largada Sanches assumiu a ponta assim que o gate caiu, Volcan em segundo e Fabiano em terceiro, trataram de não deixar o líder de prova abrir espaço na frente, logo atrás, formando o segundo pelotão vieram Elder Pirolli (Tapejara), Danny de Oliveira (Panambi), Eduardo Treviso (Sertão), Alexandre de Lima (Carazinho) e Gustavo Visoto (Carazinho). Com a volta mais rápida da prova (1:03.598), Fernando Sanches abriu vantagem para vencer a prova de ponta a ponta, Fabiano ainda conseguiu a ultrapassagem em cima de Volcan, que tentou dar o troco na mesma volta, mas não conseguiu. Com a vitória, Fernando conquistou o caneco da VX3 com apenas um ponto de vantagem sobre Fabiano Ribeiro.

Fernando Sanches (2)

VX4 (Gaúcho)
1º – Fernando Sanches (Santa Maria)
2º – Danny de Oliveira (Panambi)
3º – Élder Pirolli (Passo Fundo)
4º – Flávio Damin (Tapejara)
5º – Jack Pitaluga (Santo Ângelo)
Campeão: Fernando Sanches/Santa Maria
Vice:
Giovane Pick/Vera Cruz

VX3 (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Fernando Sanches (Santa Maria)
2º – Fabiano Ribeiro (Passo Fundo)
3º – Rodrigo Volcan (Pelotas)
4º – Danny de Oliveira (Panambi)
5º – Alexandre de Lima (Carazinho)
Campeão: Fernando Sanches (Gaúcho) – Fabiano Ribeiro (Copa Norte)
Vice:
Fabiano Ribeiro (Gaúcho) – Elder Pirolli/Tapejara (Copa Norte)

Jordan fechou campeonato com mais uma vitória na 230 Pró
Com o título assegurado com uma etapa de antecipação, Jordan Martini (Santa Maria), terminou o campeonato com mais uma vitória na categoria 230cc Pró. Na largada os irmãos Joel e Jonas da Costa (Ciríaco) pressionaram o campeão, Joel assumiu a ponta na primeira curva, no entanto, Jordan conseguiu assumir a segunda colocação, deixando Jonas um pouco para trás na terceira colocação. A primeira metade da prova foi muito dinâmica, com muitas ultrapassagens no segundo pelotão, no entanto, entre os ponteiros a briga foi muito equilibrada. Não demorou muito para Jordan assumir a ponta e marcar a volta mais rápida da prova (1:06.691), Gustavo Gusberti (Vila Flores) superou os irmãos de Ciríaco e assumiu o segundo lugar, assegurando o título de vice-campeão no Gaúcho de Velocross.

Jórdan Martini

230 Pró (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Jordan Martini (Santa Maria)
2º – Gustavo Gusberti (Vila Flores)
3º – Joel Esteven da Costa (Ciriaco)
4º – Jonas Esteven da Costa (Ciriaco)
5º – Leandro Fole (Montauri)
Campeão: Jordan Martini (Gaúcho) – Dioy da Costa (Copa Norte)
Vice:
Gustavo Gusberti (Gaúcho) – Jonas Esteven da Costa (Copa Norte)

Rasia venceu a VX2 e Nicoletti é o campeão na Estreante Importadas
As categorias VX2 e Estreantes Importadas alinharam juntas na última etapa do campeonato, pela VX2, tudo já estava definido, Lucas e Mateus Basso conquistaram com uma etapa de antecipação os títulos de campeão e vice-campeão da categoria, respectivamente, com isso, eles abriram mão de disputar a etapa final. Com isso o grande destaque da disputa ficou pela briga pelo título na Estreantes Importadas entre Maicon Galiotto (Flores da Cunha) e Henrique Nicoletti (Ijuí). Para a conquista do título Henrique teria que chegar duas posições a frente de Galiotto, pelo retrospecto de Galiotto nas últimas três etapas o resultado seria improvável. Na largada Henrique saltou na frente e contou com a sorte quando Galiotto não conseguiu fazer uma boa largada, saindo na oitava colocação. Enquanto Henrique abria espaço a frente seguido por Cristiano Rasia (Três de Maio), Celso Drey Filho (Carazinho), Diovam Hoffmann (Panambi) e Leonardo Weingartner (Passo Fundo). Ainda na primeira metade da prova, Cristiano Rasia, que participava da prova pela categoria VX2, fez a volta mais rápida (1:05.537) e assumiu a ponta da prova, o título Estreantes estava assegurado para Henrique, pois, Galiotto, pressionado em melhorar a sua colocação, não conseguia superar os adversários, assim que conseguiu, enrolou o cabo e começou a chegar no primeiro pelotão. A situação ficou mais dramática quando Celso caiu e deixou o caminho aberto para Galiotto ficar a duas posições de Nicoletti, no entanto, a reação do piloto de Flores da Cunha começou tarde, com isso Nicoletti comemorou a conquista do título na Estreante.

Cristiano Rasia

Estreantes Importadas (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Henrique Nicoletti (Ijuí)
2º – Diovam Hofmann (Panambi)
3º – Maycon Galiotto (Flores da Cunha)
4º – Douglas Silva Moraes (Carazinho)
5º – Fábio Antoniolli (S. Miguel do Oeste)
Campeão: Henrique Nicoletti (Gaúcho) – Emerson Rebeschini/Ernestina (Copa Norte)
Vice:
Maycon Galiotto (Gaúcho e Copa Norte)

VX2 (Gaúcho)
1º – Cristiano Rasia (Três de Maio)
2º – Henrique Nicoletti (Ijuí)
3º – Diovam Hofmann (Panambi)
4º – Maycon Galiotto (Flores da Cunha)
5º – Douglas Silva Moraes (Carazinho)
Campeão: Lucas Basso/Gentil (Gaúcho)
Vice:
Mateus Basso/Gentil (Gaúcho)

Arthur Barcelos venceu e Hernandes é o campeão na 65
Uma das disputas mais eletrizantes da final do campeonato foi da 65cc, onde Gabriel Costa (Dom Pedrito), até então o líder do campeonato, alinhou no gate com apenas um ponto de vantagem para o vice-líder, Matheus Hernandes (Rio Grande). Gabriel Costa foi com tanta sede de conquistar o título que assim que o gate enroscou o cabo e acabou virando para trás, Matheus Hernandes aproveitou e assumiu a ponta. João Pedro Roncato (Nova Prata), o visitante Matheus Zolet (União da Vitória/PR), Rubens Felipetto Oliveira Filho (Alegrete), Arthur Barcelos (Capão do Leão) formaram o primeiro pelotão. Na quarta volta, enquanto Matheus Hernandes perdia a liderança para Matheus Zolet, Gabriel Costa que vinha em franca recuperação caiu e pôs fim as chances de brigar pelo título ao sofrer uma queda. À partir daí Matheus Hernandes tratou de administrar para poder comemorar no final. Arthur Barcelos enrolou o cabo, cravou a volta mais rápida (1:15.605) e no final de conseguiu a sua primeira vitória no campeonato.

Arthur Barcelos

65 (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Arthur Barcelos (Capão do Leão)
2º – Matheus Zolet (União da Vitória/PR)
3º – João Pedro Roncato (Nova Prata)
4º – Matheus Hernandes (Rio Grande)
5º – João Vitor Gomes (Santa Rosa)
Campeão: Matheus Hernandes (Gaúcho) – João Pedro Roncato (Copa Norte)
Vice: Gabriel Dias Lopes Costa/Dom Pedrito (Gaúcho) – Angélica Laimer/Passo Fundo (Copa Norte)

Roberto Bergmann fatura a VXPró
A categoria VX Pró alinhou no gate sem a participação dos irmãos Mateus e Lucas Basso (Gentil), que conquistaram, respectivamente, os títulos de campeão e vice-campeão antecipadamente. Na largada Roberto Bergmann (Santa Rosa), Rodrigo Volcan (Pelotas) e Gustavo Visotto (Carazinho) dividiram a primeira curva, Bergmann saiu na frente com Volcan em segundo, Fabiano Ribeiro (Passo Fundo), Cristiano Rasia (Três de Maio), Antônio Edu Brazaca (Vila Flores) e Danny de Oliveira (Panambi) abriram franca disputa por uma vaga no pódio. Fabiano e Brazaca, dono da melhor volta da prova (1:04.578), aumentaram o ritmo e superaram Rodrigo Volcan. Depois de uma intensa disputa com Visotto, Cristiano Rasia assumiu a quinta colocação. Roberto Bergmann venceu de ponta a ponta.

Roberto Bergmann (2)

VXPró (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Roberto Bergmann (Santa Rosa)
2º – Fabiano Ribeiro (Passo Fundo)
3º – Antônio Edu Brazaca (Vila Lângaro)
4º – Rodrigo Volcan (Pelotas)
5º – Cristiano Rasia (Três de Maio)
Campeão: Mateu Basso/Gentil (Gaúcho) – Fabiano Ribeiro (Copa Norte)
Vice:
Lucas Basso/Gentil (Gaúcho) – Antônio Edu Brazaca (Copa Norte)

Jonas da Costa venceu e garantiu o vice na Intermediária Nacional
Com o título definido em favor de Gustavo Gusberti (Vila Flores), a grande disputa na última etapa da categoria Intermediária Nacional ficou pelo vice-campeonato entre os pilotos Ricardo Gusberti (Vila Flores), Jonas da Costa (Ciriaco) e Gustavo de Freitas (Barros Cassal), mesmo com chances, somente Jonas dependia de sim mesmo para faturar o vice-campeonato. E foi com essa pensamento que Jonas não deu chances para ninguém a assumiu a ponta assim que o gate caiu, Gustavo de Freitas, Marcos Onzi (Flores da Cunha), Cristiano Teixeira (Tapejara), Diego Zancanaro (Mato Castelhano) e Diego Lazzari (Soledade) dividiram a primeira curva brigando pela segunda colocação, Gustavo Gusberti não fez uma boa largada, saindo no pelotão Intermediário. Mesmo sem precisar da vitória, Gusberti apertou o ritmo, fez a volta mais rápida (1:07.141) e alcançou a segunda colocação, no entanto, não foi o suficiente para comemorar a conquista do campeonato com a vitória, que ficou com Jonas que venceu de ponta a ponta.

Jonas da Costa

Intermediária Nacional (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Jonas Esteven da Costa (Ciríaco)
2º – Gustavo Gusberti (Vila Flores)
3º – Gustavo de Freitas (Barros Cassal)
4º – Cristiano Teixeira (Tapejara)
5º – Diego Zancanaro (Mato Castelhano)
Campeão: Gustavo Gusberti (Gaúcho) – Jonas Esteven da Costa (Copa Norte)
Vice:
Jonas Esteven da Costa (Gaúcho) – Cristiano Teixeira (Copa Norte)

Michel Lemos venceu e é o campeão na 85
A categoria 85cc foi mais uma que chegou em Pontão indefinida, no entanto, as chances da vice-líder, Kamila Rocha (Chui), eram praticamente nulas, com isso, ela optou por abrir mão da disputa da última etapa, sendo assim, quando a categoria alinhou no gate Michel Lemos estava com o campeonato garantido. Na largada Gabriel Costa (Dom Pedrito) assumiu a ponta da prova, logo atrás o visitante Matheus Zolet (União da Vitória/PR) e Michel Lemos disputaram a primeira curva e busca da segunda posição. Pouco depois da primeira volta, Matheus e Michel ultrapassaram Gabriel, que caiu para a terceira colocação. Mathues Zolet e Michel Lemos fizeram uma disputa muito equilibrada, qualquer erro poderia definir o vencedor, depois de muito tentar, Michel enrolou o cabo do acelerar e foi para a última tentativa de ultrpassar o líder, a tentativa deu certo na metade da última volta, Michel assumiu a ponta, fez a volta mais rápida (1:12.263) e comemorou o título com vitória.

Michel Lemos

85 (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Michel Lemos de Andrade (Dom Pedrito)
2º – Matheus Zolet (União da Vitória/PR)
3º – Gabriel Dias Lopes Costa (Dom Pedrito)
4º – Arthur Barcelos (Rio Grande)
5º – João Vitor Sturm (Passo Fundo)
Campeão: Michel Lemos Andrade (Gaúcho) – Lucas Colombi/Marau (Copa Norte)
Vice: Kamila Rocha/Chui (Gaúcho) – João Vitor Sturm (Copa Norte)

Ronei Curzel dominou Nacional Força Livre e Deloss é o campeão
A categoria Nacional Força Livre, teve nesta última etapa, três baterias, a primeira delas aconteceu no sábado, sendo válida pela etapa de Dom Pedrito. Novamente Felipe Deloss (Lajeado) e Jórdan Martini (Santa Maria) travaram uma grande disputa durante toda a prova, sendo que a vitória ficou com Deloss. Com o resultado o piloto de Lajeado praticamente abriu a vantagem na liderança e praticamente o título de campeão, para Jórdan, vice-líder, só a vitória nas duas baterias do domingo não lhe garantiam o título, tendo que contar com um revés de Deloss para isso acontecer.

Ronei Curzel

Na primeira bateria do domingo Felipe Deloss assumiu a ponta com Luciano de Conto (Passo Fundo), Márcio Dal Sólio (Passo Fundo), Cristiano Teixeira (Tapejara), Ronei Curzel (Sananduva), e Joel da Costa (Ciriaco) formando o primeiro pelotão, Jordan Martini não fez uma boa largada e saiu no segundo pelotão, entre os dez primeiros colocados, com isso Jordan teve que forçar o ritmo para encostar no ponteiros nas primeiras voltas, no entanto, à partir da segunda volta problemas na moto fizeram com que ele começasse a perder rendimento e posições caindo para a nona colocação. Lá na frente foi Ronei Curzel que enrolou o cabo e começou a ganhar posições, com a melhor volta da primeira bateria (1:05.745), Ronei assumiu a liderança da prova e levou a bandeirada da vitória com Felipe Deloss em segundo, Joel da Costa em terceiro, Márcio Dal Sólio em quarto e Elvis Penz (Ernestina) em quinto.

Na segunda bateria a largada foi um show a parte, mais de seis pilotos disputaram a primeira curva em busca da liderança da prova, melhor para Joel da Costa e Ronei Curzel que saíram em vantagem, Felipe Deloss, Márcio Dal Sólio, Douglas dos Santos (Carazinho), Cristiano Teixeira formaram o primeiro pelotão. Poucas voltas depois Ronei assumiu a liderança, Deloss pegou carona e conseguiu fazer a ultrapassagem em cima de Joel da Costa, novamente a disputa da primeira etapa se repetiu, coincidentemente, Felipe ao forçar o ritmo para assumir a segunda colocação, fez o mesmo tempo que Ronei fez na primeira bateria (1:05.745), os dois pilotos deram um verdadeiro show para o público, no final, nova vitória para Ronei com Deloss em segundo, Joel em terceiro, Márcio na quarta colocação e Cristiano em quinto.

Felipe Deloss

Nacional Força Livre (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Rolnei Curzel (Sananduva)
2º – Felipe Deloss (Lajeado)
3º – Joel Esteven da Costa (Ciriaco)
4º – Márcio Dal Sólio (Passo Fundo)
5º – Cristiano Teixeira (Tapejara)
Campeão: Felipe Deloss (Gaúcho) – Dioy da Costa (Copa Norte)
Vice:
Jordan Martini (Gaúcho) – Rolnei Curzel (Copa Norte)

Com vitória de ponta a ponta Bergmann comemora título da Intermediária
Roberto Bergmann confirmou a excelente fase na temporada, com uma vitória tranqüila e segura de ponta a ponta, ele pode comemorar o título de campeão da categoria. Na largada Bergmann assumiu a liderança da prova, Gustavo Visoto (Carazinho), Antônio Edu Brazaca (Vila Lângaro), Danny de Oliveria (Panambi) e Cristiano Rasia (Três de Maio) e Leandro Fole (Montauri) entraram na primeira curva disputando a segunda colocação. Na segunda volta Brazaca, que ainda sonhava com o título, assumiu a segunda colocação, à partir daí Brazaca tinha que ultrapassar Bergmann e contar com a sorte para que o piloto de Santa Rosa não completasse a corrida, algo improvável, pois Bergmann voava baixo na pista, marcando a volta mais rápida da pista (1:02.186)  comemorando o título da categoria.

Roberto Bergmann (1)

Intermediária Importadas (Gaúcho e Copa Norte)
1º – Roberto Bergmann (Santa Rosa)
2º – Antônio Edu Brazaca (Vila Lângaro)
3º – Cristiano Rasia (Três de Maio)
4º – Danny de Oliveira (Panambi)
5º – Alexandre de Lima (Carazinho)
Campeão: Roberto Bergmann (Gaúcho) – Antônio Edu Brazaca (Copa Norte)
Vice:
Antônio Edu Brazaca (Gaúcho) – Maurício Miorando/Água Santa (Copa Norte)

Promocional (Copa Norte)
1º – Robson da Silveira (Carazinho)
2º – Dieison Nobre (Passo Fundo)
3º – Solano Klein (Carazinho)
4º – Alexandro Cruz (Carazinho)
5º – Douglas Hauschild (Carazinho)
Campeão: David Correa (Carazinho)
Vice: Dieison Nobre (Passo Fundo)

Novatos 230(Copa Norte)
1º – Gustavo de Freitas (Barros Cassal)
2º – Daniel Paulo de Gois Filho (Ernestina)
3º – Jonathan Correa (Passo Fundo)
4º – Roger Cagliero Júnior (Tapejara)
5º – Jonilson Esteven da Costa (Ciriaco)
Campeão: Jonilson Esteven da Costa
Vice:
Daniel Paulo de Gois Filho

O campeonato Gaúcho de Velocross 2013 tem o patrocínio master da Rinaldi, Honda, Total Distribuidora Moto Peças, IMS Racewear, co-patrocínio da SobreRodas e apoio da Vitrine da Moto, Works Suspensões, M3 Racing, Vinhos e Sucos Galiotto, Farover, Kimoto e Artemoto. 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly