AMA Supercross 2014 – 2ª Etapa – Phoenix

Por Mariah Morgado | Fotos por GuyB | 13 de Janeiro de 2014 - 7:26

Exatamente 49.834 pessoas lotaram as arquibancadas do Chase Field ontem, 11 de janeiro, para assistirem a segunda etapa do AMA Supercross 2014. O tricampeão da categoria 450, Ryan Villopoto, piloto da equipe oficial Kawasaki, venceu sua primeira corrida da temporada e lembrou a todos porque ele é o chefe do pedaço. Na categoria 250 Costa Oeste, Jason Anderson repetiu o feito de Anaheim1, e em mais uma ultrapassagem fantástica na última volta, roubou a vitória de Cole Seely, faturando a segunda vitória da temporada para a equipe semi-oficial Rockstar / KTM.

Durante a manhã e a tarde, Eli Tomac da equipe Geico / Honda entrou na pista para treinar, mas ainda sentia dores e dormência no ombro e braço, e tomou a decisão de não correr a etapa. Na mesma sessão de treinos seu jovem colega de equipe Zach Bell caiu em uma sessão de ritmo e quebrou a clavícula, deixando-o fora de algumas etapas. E Josh Grant lesionou o ombro, e até o momento não temos notícias de quanto tempo o piloto da equipe oficial Toyota / Yamaha ficará de molho.

A pista de Phoenix estava bem técnica, com grandes obstáculos, grandes costelas e a tradicional terra seca e escorregadia. A pista de Anaheim1 parecia mais técnica do que as pistas de aberturas anteriores, e a de Phoenix parecia um pouco mais desafiadora do que nos anos anteriores. Se essa tendência continuar, as pistas estarão mais extraordinárias no final da temporada.

Categoria 450

A primeira Heat da categoria principal alinhou no gate e o Holeshot foi de Jake Weimer, da equipe oficial Monster / Kawasaki, que liderou toda a bateria até a linha de chegada. Mike Alessi, que largou logo atrás de Weimer, foi rapidamente ultrapassado por Chad Reed que o deixou para trás.

Mais atrás, Ken Roczen levou a melhor em sua briga com Ivan Tedesco pela sétima posição. O alemão da equipe oficial Red Bull / KTM terminou a bateria na quinta posição e foi para a disputa da Semi-final.

Justin Barcia não largou muito bem e teve que fazer uma bateria de recuperação, mas parecia um foguete dentro da pista e ainda nas primeiras voltas já estava entre os cinco primeiros. Em uma bela jogada, Bambam ultrapassou Reed e assumiu a segunda posição.

Completando os classificados para o Main Event veio Broc Tickle da RCH Racing / Suzuki que fez uma bela corrida que deixou os chefes Ricky Carmichael e Carey Hart orgulhosos.

Ryan Dungey estava fervendo na Heat 2, e ele e Ryan Villopoto disputaram a liderança da bateria o tempo todo. Justin Brayton mostrou que estava na pista para negócio e disputou a terceira posição com James Stewart. No final, os quatro respectivamente se classificaram para o Main Event.

O gate do Main Event começou e o Holeshot foi do australiano Mike Moss, que vinha seguido de Nick Wey, Justin Brayton, Ken Roczen e Andrew Short. O grupo foi perseguido de perto por Justin Barcia. A liderança de Moss não durou muito, Brayton logo o ultrapassou. A performance fantástica de Brayton quase ofuscou por um segundo quem estava no meio do pelotão, Ryan Villopoto. Em apenas uma semana, RV reverteu seja qual for o impulsou ou confiança que ele deu para seus concorrentes na abertura, largou na décima posição e abrindo caminho até a liderança. Ao longo do caminho, o piloto Monster / Kawasaki passou grandes nomes como Stewart, Barcia, Roczen e Dungey, antes de alcançar Brayton. Foi realmente impressionante.

s780_011114phxrace030

s780_011114phxrace035

Mas Brayton ficou bem perto até o final e isso deixou o público a polvorosa. Parece que a nova YZ450F da Yamaha e o treinamento com Nathan Ramsey foram cruciais para toda essa evolução dele que estava bem à vontade na pista de Phoenix, fazendo com facilidade uma sessão de ritmo difícil de triplo-triplo-triplo e arrasando nas costelas. Na verdade, foi nas costelas que ele conseguiu encostar em Villopoto na última volta. Brayton parece bem tranquilo e relaxado nesse começo de temporada e não sofreu com o nervosismo típico da etapa de abertura na semana passada e ontem não pareceu se abalar com a liderança por várias voltas e nem com a disputa pela primeira posição. Mas Villopoto mostrou suas cores e o porquê de ter o plate #1 vermelho em sua moto por três anos, e venceu sua primeira corrida da temporada e assumiu a liderança na pontuação.

s780_011114phxrace031

s780_011114phxrace036

Ryan Dungey mais uma vez foi bem consistente, ele não resistiu muito quando RV o ultrapassou por dentro depois das costelas. Ele ficou bem perto da batalha pela dianteira entre Villopoto e Brayton, mas foi atrasado por Matt Goerke  e teve que fazer um duplo em um triplo na sessão de ritmo. Isso fez com que ele perdesse tempo e o impediu de se juntar a batalha pela liderança.

s780_011114phxrace032

s780_011114phxpitbits038

O vencedor da semana passada, Ken Roczen, entrou na corrida lutando contra uma infecção alimentar que o deixou vomitando na quinta-feira. Ele se sentiu melhor na sexta e estava bem ontem, embora ele tenha dito que talvez não estava 100%. Ele disputou com o pelotão da frente até que Justin Barcia o pegou e ele caiu. Kenny disse que ele vai se vingar por essa jogada.

s780_011114phxrace033

Barcia parecia ter a melhor chance de desafiar Villopoto já que eles fizeram tempos parecidos durante os treinos. Logo no início do Main Event, ele estava perto de Dungey e desafiava Brayton pela liderança e tudo parecia estar indo a seu favor. Então, de repente, ele começou a errar e perder terreno antes de terminar na quinta posição. Barcia caiu durante os treinos e isso pode ter o deixado dolorido.

s780_011114phxrace034

s780_011114phxrace037

Eli Tomac não conseguiu se recuperar da lesão do ombro da semana passada, e disse que ele precisa de um tempo para voltar a moto e que está pensando em retornar na quarta etapa, em Oakland. E Chad Reed ? Onde ele estava a essa altura ? Depois de sua ótima performance na sua Heat, ele fez uma péssima largada e teve que fazer uma corrida de recuperação, terminando apenas na nona posição.

A surpresa triste da noite foi a ausência de Josh Hill no Main Event. O piloto Soaring Eagle Casino / RCH / Suzuki não teve boas largadas nas classificatórias e não conseguiu avançar na corrida de última chance.

Classificados na Heat 1
1. Jacob Weimer
2. Justin Barcia
3. Chad Reed
4. Broc Tickle

Classificados na Heat 2
1. Ryan Dungey
2. Ryan Villopoto
3. Justin Brayton
4. James Stewart

Classificados na Semi 1
1. Weston Peick
2. Matt Moss
3. Mike Alessi
4. Kyle Chisholm
5. Kyle Partridge

Classificados na Semi 2
1. Andrew Short
2. Ken Roczen
3. Wil Hahn
4. Matthew Goerke
5. Ivan Tedesco

Classificados na Last Chance
1. Vince Friese
2. Nicholas Wey
3. Nicholas Schmidt
4. Chris Blose

Resultado do Main Event da categoria 450 em Phoenix
1. Ryan Villopoto (Kawasaki)
2. Justin Brayton (Yamaha)
3. Ryan Dungey (KTM)
4. James Stewart (Suzuki)
5. Justin Barcia (Honda)
6. Ken Roczen (KTM)
7. Andrew Short (KTM)
8. Broc Tickle (Suzuki)
9. Chad Reed (Kawasaki)
10. Wil Hahn (Honda)
11. Matt Moss (Suzuki)
12. Ivan Tedesco (KTM)
13. Nicholas Wey (Kawasaki)
14. Vince Friese (Honda)
15. Matthew Goerke (KTM)
16. Kyle Chisholm (Yamaha)
17. Mike Alessi (Suzuki)
18. Jacob Weimer (Kawasaki)
19. Kyle Partridge (Honda)
20. Nicholas Schmidt (Honda)
21. Weston Peick (Suzuki)
22. Chris Blose (Honda)

Classificação da categoria 450 após duas etapas
1. Ryan Villopoto – 43 pontos (1 Vitória)
2. Ryan Dungey – 42
3. Ken Roczen – 40 (1 Vitória)
4. Justin Brayton – 37
5. Chad Reed – 32
6. Justin Barcia – 32
7. Andrew Short – 26
8. Broc Tickle – 26
9. James Stewart – 22
10. Wil Hahn – 21
11. Matt Moss – 18
12. Josh Grant – 14
13. Jacob Weimer – 14
14. Mike Alessi – 13
15. Ivan Tedesco – 10
16. Nicholas Wey – 8
17. Nicholas Schmidt – 8
18. Kyle Partridge – 8
19. Vince Friese – 7
20. Matthew Goerke – 7 pontos

Categoria 250 Costa Oeste

Diferente da abertura, a noite começou com os pilotos da categoria 250 Costa Oeste alinhando no gate para a Heat 1. O Holeshot ficou com Cooper Web, perseguido de perto por Dean Wilson, que logo assumiu a liderança.  A dupla disputou a posição até o final da bateria e levou o público ao delírio no começo da noite. Cole Seely da equipe TLD / Lucas Oil / Honda perseguiu a dupla de perto durante todo o tempo e as apostas para uma bela disputa entre os três no Main Event foram reforçadas.

A dupla deixou Wilson sozinho na dianteira e restando duas voltas para o final da bateria, Seely ultrapassou Webb na segunda curva depois das costelas e assumiu a posição, com o piloto da equipe Yamalube / Star Racing / Yamaha tentando ultrapassa-lo, até que na última volta Seely abriu vantagem até a bandeirada final.

Enquanto isso, um pouco mais atrás Jessy Nelson e Jake Canada brigavam pela quarta posição. A bateria terminou com o piloto Jessy Nelson na quarta posição e o piloto Jake Canada, da equipe Fifty Energy Drink, em quinto, pegando a última vaga da bateria para o Main Event.

A segunda bateria começou com um acidente envolvendo Michael Lieb e Dean Ferris. O segundo Holeshot da categoria ficou para a Rockstar / KTM com Jason Anderson liderando com Zach Osborne em segundo. Malcolm Stewart, piloto da equipe TLD / Lucas Oil / Honda perseguindo a Kawasaki de Justin Hill de perto, travando uma batalha pela terceira posição.

Darryn Durham, da equipe Monster / Pro Circuit / Kawasaki alcançou Malcolm que perdeu a terceira posição para Hill e os dois travaram uma batalha pela última vaga que os levaria direto para o Main Event, revezando-se por diversas vezes na quarta posição. Malcolm se enrolou em um acidente e perdeu duas posições, chegando a ocupar a sexta posição atrás de Scott Champion da equipe Strikt Gear / Slaton Racing / Yamaha por quase uma volta. Malcolm ultrapassou os dois pilotos de uma vez para ocupar a quarta posição e se classificou para o Main Event atrás de Anderson, Osborne e Hill.

Cooper Webb faturou mais um Holeshot no Main Event da categoria. O piloto da equipe Yamalube / Star Racing / Yamaha manteve a liderança pela maior parte da primeira volta até que Cole Seely da equipe TLD / Lucas Oil / Honda assumiu a posição com uma linda ultrapassagem que deixou Webb e Anderson para trás ao mesmo tempo. Webb caiu logo depois e perdeu várias posições.

s780_011114phxrace021

s780_011114phxrace022

Seely e Anderson abriram uma distância confortável do segundo pelotão, com o líder aumentando sua vantagem sobre Anderson pela maior parte da corrida. Anderson se reduziu a distância para apenas uma diferença algumas motos restando poucas voltas para a bandeirada final. Como na etapa de abertura, Seely errou na última volta, permitindo que Anderson, que não conseguiu se classificar no ano passado em Phoenix, assumisse a liderança e vencesse a etapa.

s780_011114phxrace023

s780_011114phxrace026

Zach Osboner e Dean Wilson brigaram a corrida inteira pela terceira posição, até que o piloto da equipe Geico / Honda levou a melhor e conquistou o último degrau do pódio, seu segundo pódio da temporada. Com o pódio de Phoenix, a pontuação de Anderson agora é de 6 pontos de vantagem.

s780_011114phxrace027

s780_011114phxrace028

No próximo sábado, 18 de janeiro, o AMA Supercross 2014 volta para o Angel Stadium, em Anaheim, na Califórnia, para a terceira etapa. Acompanhe as novidades aqui pelo Mundocross.

Classificados na Heat 1
1. Dean Wilson
2. Cole Seely
3. Cooper Webb
4. Jessy Nelson
5. Jake Canada
6. Shane McElrath
7. Colton Aeck
8. Dakota Tedder
9. Cole Martinez

Classificados na Heat 2
1. Jason Anderson
2. Zach Osborne
3. Justin Hill
4. Malcolm Stewart
5. Scott Champion
6. Aaron Siminoe
7. Conner Elliott
8. Chris Plouffe
9. Dean Ferris

Classificados na Last Chance
1. Darryn Durham
2. Austin Burns
3. Ruben Alanis
4. Killian Auberson

Resultado do Main Event da categoria 250 Costa Oeste em Phoenix
1. Jason Anderson (KTM)
2. Cole Seely (Honda)
3. Zach Osborne (Honda)
4. Dean Wilson (Kawasaki)
5. Malcolm Stewart (Honda)
6. Cooper Webb (Yamaha)
7. Dean Ferris (KTM)
8. Justin Hill (Kawasaki)
9. Jessy Nelson (Honda)
10. Cole Martinez (Kawasaki)
11. Scott Champion (Yamaha)
12. Shane McElrath (Honda)
13. Austin Burns (Honda)
14. Darryn Durham (Kawasaki)
15. Chris Plouffe (Honda)
16. Colton Aeck (Honda)
17. Dakota Tedder (Kawasaki)
18. Aaron Siminoe (Kawasaki)
19. Ruben Alanis (KTM)
20. Killian Auberson (KTM)
21. Conner Elliott (Honda)
22. Jake Canada (Honda)

Classificação da categoria 250 Costa Oeste após duas etapas
1. Jason Anderson – 50 pontos (2 Vitórias)
2. Cole Seely – 44
3. Zach Osborne – 40
4. Dean Wilson – 36
5. Cooper Webb – 31
6. Malcolm Stewart – 29
7. Justin Hill – 28
8. Jessy Nelson – 24
9. Darryn Durham – 21
10. Dean Ferris – 21
11. Shane Mcelrath – 14
12. Cole Martinez – 12
13. Scott Champion – 12
14. Dakota Tedder – 12
15. Austin Politelli – 11
16. Michael Leib – 10
17. Jake Canada – 10
18. Austin Burns – 8
19. Zachary Bell – 6
20. Chris Plouffe – 6 pontos

Calendário AMA Supercross 2014
Terceira Etapa – 18 de janeiro – Anaheim / Califórnia – Angel Stadium
Quarta Etapa – 25 de janeiro – Oakland / Califórnia – O.co Coliseum
Quinta Etapa – 1º de maio – Anaheim / Califórnia – Angel Stadium
Sexta Etapa – 8 de fevereiro – San Diego / Califórnia – Qualcomm Stadium
Sétima Etapa – 15 de fevereiro – Arlington / Texas – Cowboys Stadium
Oitava Etapa – 22 de fevereiro – Atlanta / Geórgia – Georgia Dome
Nona Etapa – 1º de março – Indianápolis / Indiana – Lucas Oil Stadium
Décima Etapa – 8 de março – Daytona / Flórida – Daytona International Speedway
Décima Primeira Etapa – 15 de março – Detroit / Michigan – Ford Field
Décima Segunda Etapa – 22 de março – Toronto / Canadá – Rogers Centre
Décima Terceira Etapa – 29 de março – St.Louis / Missouri – Edward Jones Dome
Décima Quarta Etapa – 5 de abril – Houston / Texas – Reliant Stadium
Décima Quinta Etapa – 12 de abril – Seattle / Washington – Century Link Field
Décima Sexta Etapa – 26 de abril – East Rutherford / Nova Jersei – MetLife
Décima Sétima Etapa – 3 de maio – Las Vegas / Nevada – Sam Boyd Stadium

 

Calendário AMA Supercross 250 Costa Oeste 2014
Terceira Etapa – 18 de janeiro – Anaheim / Califórnia – Angel Stadium
Quarta Etapa – 25 de janeiro – Oakland / Califórnia – O.co Coliseum
Quinta Etapa – 1º de maio – Anaheim / Califórnia – Angel Stadium
Sexta Etapa – 8 de fevereiro – San Diego / Califórnia – Qualcomm Stadium
Sétima Etapa – 5 de abril – Houston / Texas – Reliant Stadium
Oitava Etapa – 12 de abril – Seattle / Washington – Century Link Field
Nona Etapa – 3 de maio – Las Vegas / Nevada – Sam Boyd Stadium

 

Calendário AMA Supercross 250 Costa Leste 2014
Primeira Etapa – 15 de fevereiro – Arlington / Texas – Cowboys Stadium
Segunda Etapa – 22 de fevereiro – Atlanta / Geórgia – Georgia Dome
Terceira Etapa – 1º de março – Indianápolis / Indiana – Lucas Oil Stadium
Quarta Etapa – 8 de março – Daytona / Flórida – Daytona International Speedway
Quinta Etapa – 15 de março – Detroit / Michigan – Ford Field
Sexta Etapa – 22 de março – Toronto / Ontário – Canadá – Rogers Centre
Sétima Etapa – 29 de março – St.Louis / Missouri – Edward Jones Dome
Oitava Etapa – 26 de abril – East Rutherford / Nova Jérsei – MetLife Stadium
Nona Etapa – 3 de maio – Las Vegas / Nevada – Sam Boyd Stadium

 

AMA Supercross Shootout 250 Oeste versus 250 Leste 2014
Etapa Única – 3 de maio – Las Vegas / Nevada – Sam Boyd Stadium

 

Confira como foi a primeira etapa do AMA Supercross 2014

Primeira Etapa – 4 de janeiro – Angel Stadium / Anaheim – Califórnia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly