10 coisas para você ver no AMA SX em Anaheim2

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 18 de Janeiro de 2014 - 12:43

Repetição
Se você gostava de ficar navegando na internet no sábado a noite durante o Main Event das 250 Costa Oeste, você iria pensar que estava assistindo a reprise de Anaheim1. Cole Seely mais uma vez liderou quase toda a corrida antes de Jason Anderson o ultrapassar na última volta. Com Seely com apenas seis pontos atrás e sete etapas restantes no calendário da Costa Oeste, dificilmente ele está com problemas, mas deve ser muito frustrante perder a liderança novamente na última volta. Será que veremos mais heroísmos na última volta pela terceira vez consecutiva ?

Inspiração azul
Pode-se argumentar facilmente que Justin Brayton, da equipe oficial Toyota / Yamaha, teve a noite de sua carreira em Phoenix. Com certeza, ele já faturou por duas vezes a segunda posição antes, mas os dois pódios foram em 2012 contra uma temporada repleta de lesões. Não desmerecendo essas performances, elas foram impressionantes, mas a tocada dele no último sábado a noite foi especialmente inspiradora. Quase todos estavam saudáveis e Brayton ficou roda-a-roda com o campeão por várias voltas e até mesmo encostando nele novamente na última volta. Brayton diz que está feliz com sua equipe e com a Yamaha 2014, e ele está mostrando isso. Será que o fantástico pódio em Phoenix será seguido por mais pódios ou até mesmo uma vitória ?

Altos e baixos
Antes do último final de semana, a última vez que Josh Hill correu em Phoenix foi em 2010 e as coisas correram muito bem para ele. Ele faturou a terceira posição da noite e disputou a segunda nas quatro etapas seguintes. Infelizmente, as coisas não aconteceram dessa vez e Hill teve alguns problemas e não conseguiu se classificar para o Main Event. Ele também teve problemas em Anaheim1. Será que ele vai deixar a decepção do DNQ para trás, sacudir a poeira e contra atacar com uma boa posição em A2 ?

Mudanças de terreno
Normalmente as pistas começam bem fáceis para evitar lesões, mas este ano parece que um plano diferente está em ação. Embora A1 não tenha sido nada muito louco, a pista tinha uma sessão grande de costelas, e em Phoenix foi a mesma coisa, com a adição de algumas sessões bem técnicas nas quais muitos pilotos não conseguiram navegar consistentemente. Com o campeonato voltando para Anaheim neste sábado, onde a terra será mais difícil depois de ser compactada por caminhões do Monster Jam, qual será o nível de dificuldade que os pilotos vão enfrentar ?

Onde Reed se encaixa ?
As performances de Chad Reed nas duas etapas (terceiro lugar em A1 e nono em Phoenix) desnortearam um pouco de direção para onde o veterano se encaixa na disputa pelo campeonato. Com muitas variáveis em jogo, Reed está longe de ficar fora da jogada, estando com apenas 11 pontos atrás de Villopoto, mas ele não pode ficar foram do Top 5 de novo.  Será que Anaheim2 vai correr do jeito que Reed gosta, pela segunda vez em três semanas ?

66417_reed-phoenixsx14-cudby-088_600

Chad Reed

Vingança
Em Phoenix não foi a primeira vez que vimos um piloto cair depois de enfrentar Justin Barcia, e não será a última. Dessa vez foi Ken Roczen que se encontrou caído na terra depois que Barcia apareceu na reta de largada e esbarrando na roda dianteira de Roczen. Depois da corrida, Roczen estava furioso, chegando a falar em entrevista: “Eu acho que foi uma boa corrida para todos, super divertida. Então, Barcia me derrubou. Ele vai pagar por isso. Eu fiquei muito aborrecido”. Será que a semana entre Phoenix e A2 foi tempo o suficiente para Roczen se acalmar ou ele vai ser fiel a suas palavras e retribuir o favor de Barcia ?

Sentindo-se mal
Desde viagens constantes até esforços extraordinários de treinamento entrando na temporada, múltiplos fatores contribuem para que um número surpreendente de pilotos enfrentem algum tipo de doença nessa época do ano. Até agora, já vimos Ryan Villopoto enfrentando uma garganta inflamada em Anaheim e Ken Roczen e James Stewart se sentindo mal em Phoenix. Será que as doenças vão continuar no jogo nesse início de temporada ?

Fechando o negócio
Justificado ou não, Ryan Dungey enfrentou sua cota de críticas por ‘deixar de puxar o gatilho’. Phoenix não ajudou em nada. “Alguns erros nos atrasaram um pouco e no final nós perdemos um pouco de distância atrás dos dois líderes. Só não consegui ultrapassar,” disse ele em entrevista depois de Phoenix. Se você contornar as críticas por um segundo e olhar os fatos, você verá que Dungey tem dois pódios em duas etapas e está com apenas um ponto atrás de Ryan Villopoto, um ponto atrás da liderança do campeonato. Não tem como negar que uma vitória de Dungey iria silenciar os descrentes. Será que a vitória virá em Anaheim2 ?

Campanha de RV
Anaheim2 marcou a primeira vitória da campanha de Ryan Villopoto pelo campeonato a uma temporada atrás. Depois, ele venceu oito das 11 etapas seguintes, cimentando seu terceiro título consecutivo na categoria 450. Como já vimos no passado, RV só precisa de uma faísca para pegar fogo e desencadear uma rodada de vitórias. Será que Phoenix foi essa faísca ?

66418_villopoto-phoenixsx14_188c1_600

Ryan Villopoto

Outro competidor
A categoria 250 Costa Oeste tem sido bastante previsível, com as quatro primeiras posições preenchidas por Anderson, Seely, Osborne e Wilson (nessa ordem) nas duas etapas. Cooper Webb lançou seu nome no chapéu com uma largada rápida em Phoenix, antes de bater com o colega novato no SX, Shane McElrath. Será que Malcolm Stewart, Justin Hill, Darryn Durham ou Webb irão estragar a festa na dianteira ?

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly