Série Perspectivas 2014 – Chumbinho Becker

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 30 de janeiro de 2014 - 18:42

Placa de 5 segundos no ar, largou…

Mundocross – Antes de falar de 2014, faça aí uma avaliação do que rolou na tua temporada 2013.

Chumbinho Becker – Foi um ano de muito trabalho dedicação. Tive um acidente numa prova promocional que atrapalhou bastante os trabalhos na temporada, mas quando me recuperei, logo voltei aos treinos e provas, somando pontos importantes  no campeonato e alcançando mais dois títulos na temporada.   

Mundocross – Você está participando, ou vai participar de algum campeonato de Verão, ou prova (s) extra campeonato como parte de sua pré-temporada ?

Chumbinho Becker – Não vou participar de campeonatos de verão. A pré-temporada eu pretendo fazer só com treinamentos.

Mundocross – Quais os campeonatos Estaduais, Nacionais que pretende disputar em 2014, e em quais as categorias ?

Chumbinho Becker – Pretendo participar  do campeonato Brasileiro de Motocross nas categorias MX3  e MX4.  

Mundocross – Sobre a sua pré-temporada, o que já está fazendo e o que ainda pretende fazer para 2014 ?

Chumbinho Becker – No momento estou treinando poucas vezes, porque  a categoria MX3  ainda esta longe de começar, mas logo vou intensificar os treinamentos com moto, e também físico.

6504384f05a8941bdea0b39927469442foto1

Milton ‘Chumbinho’ Becker

Mundocross – O que você achou do formato do calendário que a CBM criou para o campeonato de 2014, com etapas tendo algumas categorias e outras etapas tendo outras categorias em disputa, sendo que as categorias Feminina, 230 e MX4 terão somente uma rodada na etapa final ?

Chumbinho Becker – Eu não gostei. Acho que vai enfraquecer cada vez mais o esporte. A categoria MX3 vai ter etapas em Estados onde o número de pilotos é menor que em outros Estados que não vai ter a MX3 !!! Isso não é bom. Seria melhor ter um campeonato com mais etapas, e assim mais pilotos poderiam viajar juntos, dividir as despesas e com isso trabalhar mais e evoluir.

Mundocross – Você pretende disputar alguma competição de Motocross no exterior, assim como você fez em 2013 ?

Chumbinho Becker – Estou pensando na possibilidade de mais uma vez participar  da prova do Mundial de Veteranos nos Estados Unidos. Foi uma experiência muito boa.   

Mundocross – Você pretende disputar as etapas do Mundial de Motocross que terão no Brasil em Santa Catarina e em Goiás ?

Chumbinho Becker – Não.

Mundocross – Com qual equipe e patrocínios e apoios que você já tem fechado para a temporada 2014 ?

Chumbinho Becker – Fechei com a Pro Tork e também com a TBT Suspensões, mas continuo trabalhando e buscando mais apoios para a temporada 2014.

Chumbinho 2

Milton ‘Chumbinho’ Becker

Mundocross – Quem será teu mecânico e preparador para este temporada ?

Chumbinho Becker – Ainda não contratei um mecânico para a temporada.

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são todos seus.

Chumbinho Becker – Quero agradecer aos meus patrocinadores, Pro Tork, TBT Suspensões, Kawasaki, AMA Lubrificantes e Pirelli que acreditaram no meu trabalho. Muito obrigado.

Perfil do piloto Milton Becker :

Nome completo : Milton Becker
Data de nascimento : 18 de julho de 1967
Cidade onde nasceu : Itapiranga – SC.
Cidade onde mora : Joinville – SC.
Apelido : Chumbinho
Moto atual : Kawasaki

Número que vai usar na moto em 2014 : 2
Principal título : Multi-campeão Brasileiro de Motocross
Ídolo no Motocross Nacional : Pedro Bernardo ‘Moronguinho’ Raymundo
Ídolo no Motocross Internacional : Ricky Carmichael
Pista favorita no Santa Catarina : Pista do Ipê – Joinville
Pista favorita no Brasil : Carlos Babosa – RS
Comida favorita : Lasanha
Bebida favorita : Suco de acerola
Comida nos dias de corridas : Macarrão
Bebida nas corridas : Água

Tipo de filme favorito : Comédia

Programa de TV favorito : Esporte
Lazer preferido : Pedalar
Esporte preferido fora o Motocross : Mountain Bike
E-mail :[email protected]

Face : Milton Becker
Site : www.chumbinho2.com

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly