Série Perspectivas 2014 – Raul Guilherme

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 10 de fevereiro de 2014 - 15:14

Placa de 5 segundos no ar, largou…

Mundocross – Antes de falar de 2014, faça aí uma avaliação do que rolou na tua temporada 2013.

Raul Guilherme – Muito boa. Primeiro pelo fato de não ter sofrido nenhuma lesão. Consegui conquistar títulos Estaduais nos campeonatos que disputei por inteiro aqui no Rio de Janeiro. Infelizmente foi um ano complicado de participar do nacional. Em 2013 ganhei meu maior presente e título, que foi minha filha e com isto as competições mais longes de casa ficaram em segundo plano.

Mundocross – Você está participando, ou vai participar de algum campeonato de Verão, ou prova (s) extra campeonato como parte de sua pré-temporada ?

Raul Guilherme – Infelizmente o Rio de Janeiro passa por uma fase muito ruim, e espero que isto se resolva neste ano. Sendo assim não tenho provas a participar aqui no Rio de Janeiro. Estou há praticamente dois anos sem competir as provas da Femerj, por não concordar com certas atitudes. A CBM destituiu esta entidade que recorreu e ficou neste ‘entra e sai’. Vamos ver agora qual será o próximo capítulo deste assunto. Eu este ano não vou deixar de ir a provas que julgar valer à pena, independente da entidade que organizar o evento. Vou me preocupar mais em andar de moto, visto que lutar por melhorias no motociclismo é interesse de poucos.

Mundocross – Quais os campeonatos Estaduais e Nacionais que pretende disputar em 2014, e em quais as categorias ?

Raul Guilherme – A categoria que vou me dedicar é a MX1. Irei disputar os três campeonatos Estaduais aqui do Rio de Janeiro e pretendo ir a todo Brasileiro de Motocross. Este ano quero participar de provas de Enduro FIM e Cross-Country com mais frequência também. Sempre que possível estou em Estados vizinhos, como Espírito Santo e Minas Gerais para provas tradicionais em certas cidades.

Raul Guilherme

Raul Guilherme

Mundocross – Sobre a sua pré-temporada, o que já está fazendo e o que ainda pretende fazer para 2014 ?

Raul Guilherme – Tenho feito muito trabalho cardio, e andando pouco de moto devido a falta de tempo e condições das pistas. A partir da segunda quinzena de fevereiro quero treinar mais com a minha nova Yamaha 450 para estar preparado para o inicio do Brasileiro de Motocross em abril.

Mundocross – O que você achou do formato do calendário que a CBM criou para o campeonato de 2014, com etapas tendo algumas categorias e outras etapas tendo outras categorias em disputa, sendo que as categorias Feminina e MX4 terão somente rodada na etapa final ?

Raul Guilherme – A CBM vem tentando há alguns anos profissionalizar o Motocross, mas minha opinião com mudanças amadoras. Não existe você realizar na mesma pista provas com nível técnico elevado quando se tem uma categoria 50 ou 65 com pilotos da Pró de motos de 450 !!! Se for preparar um terreno e construir obstáculos para pilotos Pró (MX2 e MX1) da forma como temos em campeonatos internacionais as mini motos não andam, fica perigoso (terreno ‘pesado’, com cavas e muito buraco), os pilotos da Nacional não terminam as corridas, pois as motos não aguentam os saltos que eles são capazes de realizarem, e a MX4 do pelotão intermediário pra trás, fica com alto índice de se machucarem.

O certo é realizar dois campeonatos Brasileiros. Um profissional de outra forma como vem sendo feito (MX2 / MX1 e Júnior) e outro amador (Nacional / MX3 / MX4 / Feminina / 50 e 65). Deixar cada Federação ‘responsável’ pelo evento fica uma coisa meio que sem parâmetro de uma prova pra outra. É preciso colocar uma promotora de eventos padrão para todo o campeonato. Enfim, vamos torcer por dias melhores.

Mundocross – Você irá disputar as etapas do Mundial de Motocross no Brasil, em Penha, em Santa Catarina e Senador Canedo, em Goiás ?

Raul Guilherme – Não pretendo. É caro, é outro nível e ir só para dizer que participei, prefiro assistir. O objetivo será andar entre os 10 primeiros no Brasileiro de Motocross na MX1.

DSCN7483

Raul Guilherme

Mundocross – Já faz algumas temporadas que não se tem campeonato Brasileiro de Supercross. O que você acha sobre isto ? Gostaria que tivesse um Brasileiro de Supercross ? Se sim, relate aqui sua opinião sobre qual formato de competição, de pistas e quantas etapas deve ter este campeonato ?

Raul Guilherme – Acho uma pena não termos um Supercross como já tivemos o Skol e o Dunas. Acho que falta um pouco de esforço por parte da CBM em deixar o Supercross na mão de uma boa promotora e organizadora de eventos. É uma modalidade técnica e de grande interesse de público. Creio que se tiver pelo menos três etapas no padrão AMA de pista e espetáculo, no segundo ano as coisas ficam muito mais fáceis de serem organizadas.

Mundocross – Com qual equipe e patrocínios e apoios que você já tem fechado para a temporada 2014 ?

Raul Guilherme – Estou com a equipe Revenda Moto-X Yamaha. Com o apoio da Race-Tech, Motorex, Mormaii, Decal Art e O2 Fitness. Estamos acertando alguns detalhes para estruturar melhor a equipe para esta temporada. Mas já esta tudo bem adiantado, e o principal que é moto (Yamaha 450) e equipamentos já estão todos disponíveis.

Mundocross – Nesta temporada você pretende competir no Arenacross no Brasil ?

Raul Guilherme – Infelizmente é mais um custo e mais um tempo que hoje fica inviável.

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são todo seus.

Raul Guilherme – Gostaria de agradecer a você Jorge, e a Mariah pelo espaço e pelo apoio que dão ao motociclismo Off-Road. Espero que este ano as coisas sejam diferentes aqui no Rio de Janeiro, para que possamos ter provas com todos os pilotos do Rio no mesmo gate. Quero agradecer a todos que de alguma forma acompanham e torcem pelo meu trabalho, e claro as pessoas que me apóiam, pois sem elas já estaria longe das pistas a tempos, que são a Revenda Moto-X Yamaha, Race Tech, Motorex, Mormaii, Decal Art e O2 Fitness.

Perfil do piloto Raul Guilherme :

Nome completo : Raul Guilherme Gehren Gonçalves
Data de nascimento : 6 de agosto de 1985
Cidade onde nasceu : Petrópolis – RJ.
Cidade onde mora : Cabo Frio – RJ.
Apelido : Raulzinho
Moto atual : Yamaha YZ 450F      

Número que vai usar na moto em 2014 : 33
Principal título : Vários Cariocas (MX/SX/VX/XC) e um Brasileiro de XC
Ídolo no Motocross Nacional : Swian Zanoni
Ídolo no Motocross Internacional : Jorge Balbi Jr. (Este fez estória)
Pista favorita no Rio de Janeiro : Três Rios (Racer Park)
Pista favorita no Brasil : Serra Verde – BH (Não existe mais)
Comida favorita : Massa
Bebida favorita : Água de coco
Comida nos dias de corridas : Massa
Bebida nas corridas : Água

Tipo de filme favorito : Ação

Programa de TV favorito : Ultimamente Galinha Pintadinha
Lazer preferido : Curtir minha filha
Esporte preferido fora o Motocross : Ciclismo Mountain Bike

E-mail : [email protected]

Face : Raul.Guilherme
Site : motoxyamaha.com.br

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly