Série Perspectivas 2014 – Enzo Lopes

Por Jorge Soares | Fotos por Divulgação | 17 de fevereiro de 2014 - 19:15

Placa de 5 segundos no ar, largou…

Mundocross – Antes de falar de 2014, faça uma avaliação da tua temporada 2013.

Enzo Lopes – 2013 foi um ano de muito bom. Na pré-temporada participei de duas classificatórias de área para o Loretta Lynn’s, onde obtive dois primeiros lugares e na sequência competi em Millcreek e no Ricky Carmicheal Daytona Supercross, onde fui campeão em ambos. Depois de Daytona, partimos para o Texas, onde eu competiria em outros dois campeonatos importantes, Oakhill e James Stewart Freestone. Quando já estava entre os Top 3 em Oakhill, indo para as finais, sofri uma queda e precisei voltar rapidamente para o Brasil, onde fui operado no tornozelo.

Apesar de ainda estar em recuperação, fazendo sessões de fisioterapia, consegui correr em Carlos Barbosa, 20 dias após a cirurgia, na abertura do campeonato Brasileiro de Motocross, e venci essa etapa que foi muito importante para mim, por ser praticamente em casa. No Brasil, fui consistente em todas as provas durante o ano, tanto do Arenacross como do Brasileiro, e fiquei muito contente por ter conquistado ambos os campeonatos na categoria Júnior, já que nesse ano meu foco principal será a categoria MX2. No exterior, fui vice-campeão do Loretta Lynn’s e em novembro estreei na categoria de motos grandes, a Supermini 1 e Supermini 2, conquistando mais dois vice-campeonatos no Mini O´s, modalidade Supercross.

Mundocross – Você está participando, ou vai participar de algum campeonato de Verão de Motocross como parte de sua pré-temporada ?

Enzo Lopes – Sim, participei de uma etapa da Copa de Verão no Rio Grande do Sul, em Torres, onde fiz a minha estreia na MX2.  Competi em quatro categorias e venci as quatro, ganhando mais confiança para disputas desse tipo. Nos dias 8 e 9 de fevereiro viajei para Bragança Paulista, em São Paulo, onde disputei a segunda etapa da Copa Verão IMS de Motocross. Disputei novamente quatro categorias, conquistei o primeiro lugar nas categorias MX2 Amador e MX Intermediária. E competindo com pilotos bem mais experientes, fiquei em segundo lugar na MX 2Tempos e em terceiro lugar na MX2.

Mundocross – Quais os campeonatos Estaduais e Nacionais que pretende disputar em 2014, e em quais as categorias ?

Enzo Lopes – Participarei do campeonato Brasileiro de Motocross nas categorias Júnior e MX2 e do Arenacross na categoria Júnior.

1457712_693979787287410_1170112678_n

Enzo Lopes

Mundocross – Sobre a sua pré-temporada, o que já está fazendo e o que ainda pretende fazer para 2014 ?

Enzo Lopes – Estou treinando bem forte no meu CT aqui no sul, e logo após a primeira etapa do Arenacross no dia 22 de fevereiro, viajarei para os Estados Unidos para competir nos quatro principais campeonatos desse trimestre, que são  novamente o Millcreek, o Ricky Carmichael Daytona Supercross, o Oakhill e o James Stewart Freestone.  Retorno no final de março, serão 30 dias de intensas disputas nos Estados Unidos.

Mundocross – O que você achou do formato do calendário que a CBM criou para o campeonato de 2014, com etapas tendo algumas categorias e outras etapas tendo outras categorias em disputa ?

Enzo Lopes – Acho que deveria ter todas as categorias em todas as etapas, pois há pilotos de todas as idades e categorias querendo competir, e isso prejudicou muitos pilotos.

Mundocross – Já faz algumas temporadas que não se tem campeonato Brasileiro de Supercross. O que você acha sobre isto ? Gostaria que tivesse um Brasileiro de Supercross ? Se sim, relate aqui sua opinião sobre qual formato de competição, de pistas e quantas etapas deve ter este campeonato ?

Enzo Lopes – Adoro Supercross. Gostaria muito que tivesse o campeonato com poucas etapas, em cidades importantes, mas só se for com boa estrutura. O Romagnolli poderia organizar. Seria um Show !!!

Mundocross – Quais os patrocínios e apoios que você já tem fechado para a temporada 2014 ?

Enzo Lopes – No Brasil renovamos com a Pirelli, com a Mobil, com a Red Bull e com a Stocovich, sendo que ainda estamos em conversações com outros patrocinadores. Nos Estados Unidos, estamos aguardando definição da minha equipe KTM Orange Brigade para saber quais serão nossos patrocinadores nesse ano, mas provavelmente serão os mesmos do ano passado, sendo meu preparador de motos, a WMR1/Nihilo Concepts.

enzolopes

Enzo ‘EL16’ Lopes

Mundocross – Quem será seu mecânico e o seu preparador em 2014 ?

Enzo Lopes – Com a saída do meu mecânico e técnico Jethro Feula, o Ricardo (Moranguinho) assumiu essa parte. É claro que continuo tendo toda orientação do meu pai nos treinos e nas pistas. Tenho ainda um personal trainer, o Diogo, que ma ajuda a ficar preparado fisicamente para as corridas.

Mundocross – Agora a palavra e o espaço são todo seus.

Enzo Lopes – Gostaria de agradecer a você Jorge, pelo espaço aqui no Mundocross, a todos meus patrocinadores que não só me apoiam, mas acreditam em mim e fazem meus planos de carreira se tornar realidade. E à minha família por me acompanhar sempre.

Perfil da piloto Enzo Lopes:

Nome completo : Enzo Lázaro Pedó Lopes
Data de nascimento : 16 de agosto de 1999
Cidade onde nasceu : Lajeado – RS.
Cidade onde mora : Lajeado – RS.
Moto atual : KTM 150 2T

Número que vai usar na moto em 2014 : 16
Principais títulos : Campeão Categoria Júnior do Arenacross e do Brasileiro de Motocross 2013 e Vice-Campeão Mundial Categoria 65 em 2011
Ídolo no Motocross Nacional : Jean Ramos

Ídolo no Motocross Internacional : Ricky Carmichael
Pista de MX favorita no Rio Grande do Sul : As minhas em Lajeado e em Colinas
Pista de Motocross favorita no Brasil : Canelinha – SC.
Comida favorita : Massa ao molho de queijo
Bebida favorita : Suco de maracujá
Estilo de filme preferido : De ação, como o ‘Gigantes de Aço’
Comida nos dias de corridas : Massa
Bebida nas corridas : Água, gatorade e suco
Lazer preferido : Jogar futebol e sair com os amigos
Esporte preferido fora o Motocross : Futebol
E-mail : [email protected]
Facebook : www.facebook.com/pages/Enzo-Lopes/289454527739940

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly