Entrevista com o piloto Julien Bill

Por Mariah Morgado | Fotos por Luiz Pires | 19 de fevereiro de 2014 - 18:31

Entramos em contato para bater um papo com a surpresa da equipe Honda para 2014 no campeonato Brasileiro de Motocross, o suíço Julien Bill, que dá ao Mundocross sua primeira entrevista para um site especializado brasileiro desde sua chegada em terras brasileiras.

Sempre muito simpático, Julien não poupou sorrisos e brincadeiras e respondeu a todas as perguntas do Mundocross com bastante descontração. Vamos conhecer mais um pouco o novo gringo que vai estar em ação nas pistas brasileiras.

Mundocross – Antes de começar, nós do Mundocross gostaríamos de te dar as boas vindas em nosso país e te agradecer por conversar com a gente. É um prazer conhecê-lo e tê-lo nas pistas de corridas brasileiras.

Julien Bill – Muito obrigado !!! Estou feliz em estar aqui, e espero me divertir um pouco.

Mundocross – Por que você não começa nos contando um pouco sobre você ?

Julien Bill – O que vocês querem saber ? Sou suíço, tenho 30 anos e eu amo Motocross rsrsrsrs.

Mundocross – Como você entrou no mundo do Motocross ?

Julien Bill – Foi muito simples. Meu pai costumava ir a corridas locais com um amigo dele que competia por lá, e eu fui assistir algumas vezes. Gostei e pedi para andar em uma moto de corrida e aí entrei no esporte e não parei mais.

Mundocross – Você vem da Suíça, um país com o clima frio, tipicamente europeu. E você veio para o Brasil durante o verão. Como tem sido a sua adaptação ao clima quente tropical brasileiro ?

Julien Bill –  Wow !!! Essa foi uma grande mudança mesmo. Quando eu sai de casa um mês atrás, estava 10 graus negativos. Quando eu desci do avião aqui, estava uns 35 graus. Então são 45 graus de diferença !!! Vou te dizer, foi um grande choque rsrsrsrs.

Equipe Honda de Motocross 2014

Mundocross – Até agora o que você já viu de nosso país ? Você está gostando ?

Julien Bill – Na verdade não vi muito ainda. Até agora tenho passado o maior tempo treinando. Mas eu já estive aqui para o GP de Motocross em 2009. Mas sim, eu gosto daqui, as pessoas são muito simpáticas e de mente aberta. Eu também gosto muito da vegetação daqui.

Mundocross – Os pilotos brasileiros estão sempre tentando correr no exterior. Como você acabou vindo para o Brasil ?

Julien Bill – Bem, a crise na Europa está muito forte no momento e as equipes estão sofrendo muito com orçamento e outras coisas. Eu sacrifiquei minha vida inteira para atingir esse nível de corrida e hoje esse é o meu trabalho. Então eu acredito que nós precisamos ser pagos de acordo com seu valor justo e esse não é mais o caso quando você corre no Mundial. Eu não gosto da direção que tomou. Foi por isso que eu peguei essa oportunidade de vir e correr no Brasil. O país de vocês está em progresso constante.

Mundocross – Como é sua rotina de treinos ? Como você se prepara para as corridas ? Como se mantém em forma ?

Julien Bill – Não tem segredo. Apenas treine duro e faça sacrifícios por isso. De qualquer forma eu não vou te contar mais nada rsrsrsrs.

Equipe Honda de Motocross 2014

Mundocross – Antes de você vir para o Brasil, você conhecia algum piloto brasileiro ou sobre as competições brasileiras ?

Julien Bill – Para falar a verdade, não muito. Eu conheço o Balbi porque ele está no esporte há muito tempo e ele correu em alguns GPs e ele é o melhor piloto brasileiro. Só isso.

Mundocross – Você é considerado o Rei do Genova Supercross. No ano passado você deu um show com Wil Hahn para seus compatriotas. Como foi correr contra os norte americanos ?

Julien Bill – É sempre muito divertido correr em casa !!! Eu adoro. Fãs, patrocinadores, amigos, família, todo mundo está lá torcendo por mim. Mas eu tenho que ser honesto, os caras dos Estados Unidos são muito mais rápidos no Supercross do que qualquer outro piloto do mundo. Mas todo ano é um bom treino e uma boa experiência para mim. Todo mundo me espera nessa corrida.

Mundocross – Você conquistou o título mundial MX3 em 2011. Como foi a experiência ?

Julien Bill – Bem, com certeza foi um sonho que virou realidade. Quando você é criança e começa a correr, você sempre olha seus heróis e quer fazer igual. Eu sou muito orgulhoso por ser o primeiro piloto suíço de Motocross a se tornar campeão Mundial !!! Sabe, no meu país o Motocross é muito pouco desenvolvido e com o clima que temos, não é a maneira mais fácil para se tornar bem sucedido no esporte. E isso torna esse título ainda mais doce. Eu devia ter jogado tênis, hockey no gelo ou ser esquiador para me tornar ‘famoso’ no meu país.

Mundocross – Você já chegou a competir no campeonato Mundial de Motocross MX2 ou MX1 antes de correr na MX3 ?

Julien Bill – Não, eu nunca corri na categoria MX2. Eu comecei no Mundial nos tempos das 125 2T e quando as 4 Tempos entraram no jogo, eu subi direto para a categoria 450. Então eu corri principalmente na MX1 e dois anos na MX3.

Equipe Honda de Motocross 2014

Mundocross – Conte-nos como tem sido com a equipe oficial Honda Brasil ? Você está gostando ? Como foi a recepção ?

Julien Bill – Eu gosto muito. Como eu disse, as pessoas aqui são muito relaxadas (as vezes até demais !! hahaha), mas os caras que estão comigo, todos tem tentado me ajudar o máximo possível e nós ainda estamos trabalho duro na moto e nos arranjos. E em relação ao pessoal da Honda, eu ainda não tive a chance de conhecê-los ainda.

Mundocross – E em relação a concorrência no campeonato Brasileiro de Motocross ? O que você espera encontrar ?

Julien Bill – Eu sei que vai ser um campeonato difícil, com certeza. Muitos caras são rápidos, mas meu objetivo é vencer.

Mundocross – Quais são seus sonhos ? O que você planeja para sua vida no Motocross ?

Julien Bill – Quando eu comecei a correr, eu sempre quis correr nos Estados Unidos, já que meu herói é o Jeremy McGrath. Mas eu ainda não tive a chance de fazer isso. Além disso, eu queria me tornar campeão Mundial de Motocross e eu consegui. Eu também queria me tornar o melhor piloto suíço de Motocross. Eu acredito que posso ser orgulhoso e feliz já que dois dos três sonhos hoje já são realidades !!!

Mundocross – Quais serão seus patrocinadores para essa temporada?

Julien Bill – Honda, Pirelli, Mobil, IMS Racewear e meus patrocinadores particulares são Leatt Brace, DC Shoes e Compressport.

Perfil do piloto Julien Bill :

Nome completo : Julien Bill
Nascimento : 2 de maio de 1983
Naturalidade : Genova – Suíça
Cidade onde reside : Indaiatuba – SP.
Apelido : Djulmix (Tyla Rattray me deu esse apelido na época que eu morava na Bélgica com ele como pilotos de fábrica KTM só porque eu amo tanto música e ele achou que esse seria meu nome de DJ e desde então permaneceu assim e todo mundo me chama assim agora)

Moto : Honda CRF 450
Número que vai usar em 2014 : 902
Títulos mais importantes da carreira: 13 vezes campeão Suíço de Motocross, vice-campeão Europeu de Supercross, terceiro lugar individual na categoria MX1 no MX das Nações 2008 na Inglaterra e campeão Mundial de Motocross MX3.

Ídolo no Motocross : Jeremy Mc Grath
Pista favorita : Pergunta difícil, mas eu diria a pista de Cahuilla Creek, na California
Comida favorita : Sou muito guloso para te dar apenas uma
Bebida favorita : Ice Tea de limão
Comida no dia de corrida : Macarrão
Bebida no dia de corrida : Água

Tipo de filme favorito : Sou um grande fã de filmes, gosto de todos
Hobbies : Sair com os amigos, internet, cinema, todos os tipos de esportes e é claro, música
Twitter : @julienbill2
Facebook : https://www.facebook.com/JulienBill2

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly