10 coisas para conferir no AMA SX em Atlanta

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 21 de fevereiro de 2014 - 19:13

O reinado de Stewart
A vitória de James Stewart na semana passada em Arlington foi a segunda vitória consecutiva do piloto Yoshimura / Suzuki na temporada (ele é o único piloto a vencer duas etapas consecutivas na temporada 2014) e foi a primeira dobradinha dele desde 2011 quando venceu em Seattle e St.Louis. Essas duas vitórias na temporada atual com certeza fizeram os fãs do Bubba relembrarem da temporada de 2009 quando ele venceu sete vezes consecutivas, desde Phoenix até Atlanta, em busca do título do campeonato. Vencer em Atlanta não só vai deixar Stewart mais próximo da chance ao título da temporada, mas também vai empatá-lo com seu antigo rival, Ricky Carmichael, na segunda posição da lista do maior número de vitórias da história do AMA Supercross, com um total de 48 vitórias. Será que veremos Stewart no degrau mais alto do pódio ?

A invasão da Monster / Pro Circuit / Kawasaki
A equipe Monster / Pro Circuit / Kawasaki começou o campeonato Costa Leste 2014 com o pé direito colocando três pilotos no pódio da abertura da temporada em Arlington. A festa dominou conta do Team Green, a última vez que isso aconteceu foi em em 2011 quando Josh Hansen, Broc Tickle e Tyla Rattray levaram o pódio de Anaheim1. Vamos ficar de olho nessa equipe que promete dar mais um show com Adam Cianciarulo, Blake Baggett e Martin Davalos e dominar o pódio em Atlanta.

A rixa da temporada
Desde o inicio da temporada em Phoenix que as atenções estão voltadas para Ken Roczen e Justin Barcia e não só porque o novato está dando um show na sua temporada de estreia na categoria principal e o piloto Muscle Milk Honda não está pilotando como todos estão acostumados a ver. O foco das atenções são as quedas de braço que os dois estão travando a cada etapa. Depois do block que Barcia deu em Roczen que derrubou o piloto KTM na etapa de Phoenix, o alemão prometeu se vingar e na etapa seguinte, ele pagou com a mesma moeda e bloqueou Barcia. Em Arlington, Justin Barcia causou um furacão de comentários, tanto negativos quanto positivos, quando mandou um whip bem próximo a Roczen em um salto, que com certeza deixou o alemão mais uma vez com o sangue fervendo. Conhecendo o perfil dos dois pilotos, será que veremos mais uma disputa entre os dois em Atlanta ? Será que Roczen vai se vingar mais uma vez ?

Repeteco
Pelo segundo ano consecutivo, Jeremy Martin não conseguiu se classificar para o Main Event da abertura do campeonato Costa Leste. Desde a pré-temporada, o piloto da Yamalube / Star Racing / Yamaha tem sido considerado um dos favoritos ao título. Foi um choque quando o gate caiu sem o plate #19. Será que veremos uma recuperação do jovem piloto em Atlanta ?

69445_martinj-dallassx2014-_25a6e

Jeremy Martin

O privado
Gavin Faith, quase teve a noite de sua carreira na semana passada. Depois que Martin Davalos e Anthony Rodriguez caíram, o piloto privado ocupou a terceira posição durante várias voltas. Infelizmente, ele caiu na nona volta e quebrou a manete de embreagem, obrigando-o a se retirar da briga. Será que veremos Gavin se recuperar e tentar conquistar o pódio mais uma vez ?

O novato
Desde 2008 quando Trey Canard venceu três etapas consecutivas, nenhum novato venceu corridas consecutivas começando sua carreira no AMA Supercross.  A performance de Adam Cianciarulo em Arlington, sua estreia no campeonato, pode ser classificada por nada menos que impecável. O novato mostrou que pode aguentar, e com tranquilidade, a pressão imposta pelo colega de equipe e veterano na categoria 250 Supercross, Blake Baggett. Será que veremos Adam vencendo mais uma neste sábado ?

Montanha russa
A temporada 2014 de Weston Peick tem sido uma montanha russa. Problemas mecânicos e acidentes contribuíram para uma série de altos e baixos. Em sete etapas, Peick fez o 16º, 21º,7º, 22º, 5º, 5º e 20º lugares. É incontestável que ele tem a habilidade de acompanhar o ritmo dos líderes, mas a inconsistência tem sido sua decadência. Embora tenha saído derrotado e machucado de Dallas, e de acordo com suas colocações até agora, será Weston Peick pode ter um bom resultado em Atlanta ?

69444_peick-dallassx2014-cu_25ea0

Weston Peick

Os três mosqueteiros
Em Atlanta, pela primeira vez em toda a temporada, a Toyota / JGR / Yamaha terá um esquadrão de três pilotos. Josh Grant retorna de uma lesão no ombro, o que colocaria seu substituto Phil Nicoletti no banco de reservas, mas Atlanta é uma das três corridas no contrato de Nicoletti. Se tudo correr como o planejado, JGR vai ter um time completo pela primeira vez em 2014.

Voltando ao Top 5
Blake Wharton é um dos pilotos mais consistentes do campeonato. O veterano só ficou fora do Top 5 por duas vezes na Costa Leste durante as últimas temporadas, incluindo a deslizada do ano passado seguindo um acidente na última volta enquanto liderava em Indianápolis. O sétimo lugar de Wharton em Dallas foi inesperado. Mesmo ainda estando na disputa por seu primeiro título, ele precisa começar a ter melhores resultados em Atlanta.

69442_wharton-dallassx2014-_25da3

Blake Wharton

Quebrando tendências
Em Arlington parecia que, depois de nove longos anos, Martin Davalos iria quebrar a fama de ‘vencedor só de Heats’ e conquistar sua primeira vitória de um Main Event. É uma pergunta constante se Davalos vai aguentar a pressão por 15 voltas completas e será assim até que seja provado o contrário. Será que ele vai provar que aguenta a pressão em Atlanta ?

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Jorge Soares disse:

Twitter: mundocross
Tens razão Chandler Bohm…….. Scrub é a manobra para matar a moto para fazer ele voltar o mais rápido possível ao chão para voltar acelerar. A manobra q Barcia fez na frente de Roczen foi um Whip mesmo……… Falowwwwwww , Jorge

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly