10 coisas para assistir no AMA SX em Indianápolis

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 01 de março de 2014 - 8:07

A ameaça do número três
No esporte, o uso da expressão ‘três vitórias consecutivas’ é associado com algo positivo. Mas no caso de Jeremy Martin isso é o oposto. Considerado antes da temporada começar, uma ameaça ao título da Costa Leste, o piloto Yamalube / Star Racing / Yamaha ainda tem que se classificar para um Main Event neste ano. Neste momento, as ideias de título foram largadas e sem dúvida, Martin está focado em não ficar de fora pela terceira vez consecutiva quando gate cair em Indianápolis.

O herói das heats
Depois de 63 largadas da categoria 250, Martin Davalos finalmente venceu um Main Event no sábado passado em Atlanta e fez isso em alto estilo, assumindo a liderança logo no início e liderando todas as 15 voltas. Com a tensão de vencer a primeira corrida fora do caminho, será que o apelido de ‘herói das heats’ vai começar a cair em desuso com uma série de vitórias ?

O novato
O Geórgia Dome é um lugar especial para Wil Hahn, da Geico / Honda, que venceu sua primeira corrida na categoria 250 no ano passado no estádio. Isso também foi comprovado semana passada. Hahn mostrou estar bem durante todo o dia, marcando o quinto melhor tempo nos treinos classificatórios, se classificando direto em sua heat e terminando o Main Event em quarto lugar. Se em Indianápolis ele tiver outra noite como aquela, ele vai tentar outro Top 5 e talvez até um lugar no pódio.

A redenção de Wharton
Dependendo de como você olha a figura, Indianápolis já foi metade cheia e metade vazia para Nlake Wharton. Metade das pessoas vai apontar para sua vitória de 2012 e sua quase vitória em 2013 antes de cair na última volta. A outra metade vai apontar para o seu erro na temporada passada. Indianápolis viu Wharton em seus pontos mais alto e mais baixo. Como será que ele vai se sair neste final de semana ?

70005_wharton-atlantasx2014_2a856

Blake Wharton

Solução simples
Quem diria que tudo que Ken Roczen tinha que fazer para repetir a vitória de Anaheim1 era cortar o cabelo? O piloto Red Bull / KTM apareceu em Atlanta com um corte de cabelo novo e brigou forte com Ryan Villopoto para vencer e se restabelecer como um candidato ao campeonato não só por pódios consistentes, mas também como vencendo corridas. Vamos ficar de olho em Roczen e sua cabeleira bem cuidado para brigar por outra vitória neste final de semana.

Se preparando
Com o terreno ficando cada vez mais duro e seco nos últimos anos, as equipes estão sendo forçadas a revisar constantemente os ajustes na jornada para encontrar o equilíbrio perfeito entre suspensão dura para aguentar os enormes saltos e costelas sem estar duro demais para perder a tração em superfícies escorregadias. Como resultado disso, os pilotos têm que confiar na competências das equipes por trás deles, já que eles se esforçam para atingir o melhor ajuste possível. Vamos ver como essa equipe coadjuvante vai acertar em Indianapolis e quem vai esquecer o roteiro.

Quinta vitória consecutiva de Villopoto
Só relembrando mesmo a temporada 2009, a temporada de novato de Ryan Villopoto, para achar a última vez que ele perdeu em Indianápolis. O tricampeão encontrou seu porto seguro no Estado do meio leste dos Estados Unidos, vencendo os quatro últimos Main Event. Com uma vantagem de nove pontos sobre o vencedor da etapa passada, Ken Roczen e restando nove corridas para o final da temporada, RV vai abrir mais sua vantagem com uma quinta vitória consecutiva em Indy ?

70006_villopoto-atlantasx20_2a36c

Ryan Villopoto

Ainda na competição ?
Uma semana depois de diminuir a liderança de Villopoto por sete pontos em Dallas, o erro de James Stewart em Atlanta o fez cair 12 pontos atrás do líder. Agora, restando nove etapas para terminar a temporada, ele tem 26 pontos atrás de RV. Será que as cortinas se fecharam para as chances de Stewart ao título ? Depende. Mas para ele vencer o campeonato, ele teria que pegar uma vantagem de 2,8 pontos em toda etapa a partir de agora. Difícil, mas como já vimos, tudo pode acontecer no AMA Supercross. Stewart vai voltar a briga pelo campeonato neste final de semana ?

Pódios consecutivos
Desde sua seca de quatro corridas sem pódio, começando em Anaheim2 até San Diego, Ryan Dungey se recuperou com pódios consecutivos nas duas últimas etapas, o único piloto com dois pódios neste período. Assim como Bubba, Dungey tem muito terreno para percorrer até alcançar Villopoto, 30 pontos na verdade. Será que ele pode se aproximar com o que pode ser a sua primeira vitória da temporada ?

As boas vindas de Wilson e Seely
Indianápolis vai marcar a estreia de Dean Wilson na categoria 450. Substituindo Chad Reed na equipe Discount Tire / TwoTwo Motorsports / Kawasaki, devido a sua lesão no ombro, Wilson será o primeiro piloto que não se chama Reed  correr pela equipe desde sua criação em 2011. Wilson teve um pouco mais de uma semana para se acostumar com a moto e disse em entrevista que “só quer correr em seu melhor potencial e seja lá onde isso vai terminar é onde vai terminar”. Wilson terá a companhia de seu companheiro da categoria 250 Costa Oeste, Cole Seely, que vai carregar a bandeira da Honda / Muscle Milk com Trey Canard agora que Justin Barcia está fora devido uma lesão no joelho. Como os dois novatos vão se sair nas motos grandes em Indy ?

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly