Brakke no lugar de Searle no GP Brasil de Motocross

Por Divulgação | Fotos por Divulgação | 19 de março de 2014 - 19:38

O britânico Tommy Searle de 24 anos de idade foi a maior vitima dos problemas enfrentados com o combustível na Tailândia e explicou o que aconteceu: “O motor de minha KX 450F simplesmente falhou bem na entrada do triplo. Muitos pilotos e equipes tiveram problemas com o combustível fornecido na Tailândia de última hora, já que as autoridades locais cancelaram a importação de nossos combustíveis. Minha equipe está agora checando o que aconteceu”.

 

O proprietário da equipe CLS / Kawasaki / Monster, Jean Jacques Luisetti acrescentou, “Ainda estamos esperando a devolução da motocicleta pois após a corrida ela foi despachada direto para o Brasil, mas faremos um check up completo assim que possível para sabermos exatamente o que aconteceu. No momento não podemos afirmar nada ainda”.

 

Tommy Searle foi operada ainda na Tailândia, na manhã de segunda-feira e foi liberado para voar de volta para a Inglaterra na quinta-feira. Chegando em seu país, passará por nova avaliação de seu médico particular, especialista em medicina esportiva, mas o mesmo já havia analisado as radiografias de Searle e disse estar satisfeito com o resultado da cirurgia no pulso esquerdo do piloto.

de4c9fa44f499ee7bec90814a2949017Searle_1

No momento as expectativas são de que Searle fique afastado das pistas por seis semanas. “Faremos tudo que pudermos para ajudar o Tommy a ter uma recuperação completa o mais rápido possível. Todos podem imaginar nossa frustração e não mediremos esforços. Assim que ele passar por seu médico, virá para Marselha, onde fica a base de nossa equipe, pois contamos com uma excelente estrutura, além do mar e o sol que certamente o ajudarão a se recuperar ainda mais rápido”, disse Jean Jacques.

42a07249d80bf32fdb4799f587b17855Searle_2

Um substituto para Searle já foi escalado. A equipe HB / Gebben / Kawasaki emprestará o holandês Herjan Brakke, que pilotará a KX 450F de Searle aqui no Brasil, nos dias 29 e 30 de março. Com 25 anos de idade, Brakke disputou apenas seis etapas do Mundial e mesmo assim ficou com a 21ª colocação no campeonato. Escalado para disputar as provas européias do Mundial pela sua equipe, Brakke não hesitou em aceitar o convite de colocar o GP Brasil em seu currículo e tanto ele como a CLS / Kawasaki / Monster estão confiantes de que farão um excelente trabalho juntos.

 

“Obviamente estamos chateados por não ter o Searle. Ele é insubstituível. Mas ao mesmo tempo temos um grande prazer em receber O Herjan para pilotar nossa Kawasaki no Brasil. Temos certeza que ele fará um ótimo trabalho e depois disto encontraremos uma solução para as provas em que Searle ainda estiver afastado, já que Herjan terá de voltar a sua equipe”, completou Jean Jacques.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly