10 coisas para assistir no AMA SX em St. Louis

Por Mariah Morgado | 29 de março de 2014 - 7:53

O capitão
O que começava a parecer com uma dominação de Adam Cianciarulo na Costa Leste, complicou muito em Toronto quando Justin Bogle aproveitou da desistência de Cianciarulo e levou a primeira vitória de sua carreira. Agora, restando três corridas e com AC fora da temporada com uma lesão no ombro, o piloto Geico / Honda está com apenas cinco pontos atrás da liderança e ele chega a St. Louis com esperanças ao título em sua mente.

A volta de Canard
Depois de quebrar o braço antes do começo da temporada, Trey Canard voltará a ação nesse final de semana em St. Louis. Mas não vai ser fácil… tentar derrotar os pilotos que estão em ritmo de corrida desde Anaheim é uma tarefa árdua. Podemos esperar que Canard use St. Louis como uma oportunidade de voltar à competição e não como uma chance de correr pela vitória.

Justin Brayton
Depois de um começo de temporada forte, os resultados de Justin Brayton cairam um pouco na metade da temporada, e isso é em parte devido a ter ficado doente. Mas em Toroton o piloto da Toyota / Yamaha estava de volta a forma e quebrando de novo seu slogan “correndo contra os caras que devo estar competindo”. Brayton ficou em quarto lugar em Toronto, mas se ele correr daquele jeito de novo, nós podemos vê-lo no pódio em St. Louis.

A magia está de volta
No último final de semana, James Stewart parecia muito mais como o James Stewart que estávamos acostumados em ver a alguns anos atrás. Sua pilotagem mágica tem sido comentada durante toda a semana e depois de vê-la, devemos nos perguntar onde que aquele cara estava nas últimas temporadas. Não tem resposta para essa pergunta, mas o que se sabe é que se ele aparecer de novo em St. Louis será uma notícia ruim para o pessoal da categoria 450.

Alex Martin
Alex Martin está tendo um ótimo ano depois de ficar de fora em 2013. Ele tem se classificado para os main events com frequência e tem sido um regular no top 10. Seu melhor resultado do ano foi em Toronto, um sétimo lugar. Depois disso, ele disse em entrevista que sente que está começando a se recuperar e que a estabilidade de sua equipe nova o ajuda a evoluir a cada semana.  Será que ele vai subir mais e ficar entre os cinco primeiros em St. Louis ?

Sucesso repetido
Com 32 resultados de top 10 e oito resultados de top 5 em sua carreira, Matt Lemoine estava perto do topo da lista dos “Melhores pilotos sem um pódio”. Finalmente Lemoine deu um basta no rótulo na semana passada em Toronto: “Eu sei que pertenço na frente com aqueles caras, então é ótimo conseguir finalmente,” ele disse em entrevista. Um sucesso maior trás exigências maiores e Lemoine não está mais fora do radar. Como será que ele vai lidar com esse sucesso recém-descoberto em St. Louis ?

72523_lemoine-torontosx14-c_3f024

Matt Lemoine

Onde está o Goerke ?
Em sua primeira temporada complete com a BTOSports / KTM na temporada passada, Matt Goerke ficou cinco vezes no top 10 em 14 corridas. A primeira observação, Goerke parece ter dado um passo para trás em 2014, apenas dois top 10 em 12 etapas. Na realidade, isso é devido a um dedo quebrado que aconteceu em A1. Agora que Goerke está recuperado, ele dois top 10 em três etapas. Será que ele vai continuar com os resultados de top 10 ?

O retorno de Tomac
A primeira temporada complete de Eli Tomac nas 450 foi manchada por uma lesão. Uma lesão no ombro limitou a estrela da Geico / Honda a apenas cinco corridas em 2014. Ele estava em um bom ritmo antes da última lesão, sofrida em Daytona, e disse numa declaração da equipe nesta semana que “Eu realmente espero estar no mesmo nível que estava antes”. Como Tomac vai se sair em seu retorno ?

A saúde de Villopoto
No começo dessa semana, Ryan Villopoto postou o seguinte em seu site RV2.com: “Só queria mandar uma pequena mensagem para informar a todos que estou bem agora e de volta as pistas depois de um final de semana louco.” Na mesma declaração, RV afirmou que embora ele estivesse sofrendo de dores abdominais severas no último final de semana, os médicos não conseguiram encontrar nada de errado. Villopoto guerreou em Toronto enquanto estava doente e ficou em sexto lugar. Como ele vai se sair em St. Louis se ele estiver 100% ?

Baggett tenta contra atacar
Minutos após o líder do campeonato, Adam Cianciarulo, ser obrigado a jogar a toalha em Toronto, Blake Baggett caiu e desperdiçou uma chance de marcar grandes pontos. “Com certeza essa é difícil de engolir,” Baggett disse em uma declaração a imprensa. Enfrentando uma desvantagem de 24 pontos com apenas três etapas para o final do campeonato, Baggett se encontra em um grande buraco. Será que ele consegue se recuperar nesse final de semana ?

72522_baggett-torontosx14-c_3ebcc

Blake Baggett

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly