Curiosidades do AMA Supercross em Seattle

Por Mariah Morgado | 10 de abril de 2014 - 23:19

Seattle foi uma das primeiras etapas do AMA Supercross em 1978.A primeira corrida aconteceu no dia 18 de Fevereiro de 1978 e Jimmy Ellis venceu pela Honda. Foi sua primeira e única vitória pela marca.

Esta será a 43ª vez que o gate vai cair para uma corrida da categoria 450 em Seattle. Esta é a décima corrida no CenturyLink Field.De 1978 a 1989, o Seattle King Dome recebeu a etapa.

Durante uma corrida dupla em 1984, as lendas do Supercross Jeff Ward e Rick Johnson venceu suas primeiras corridas da carreira na categoria 450. De 1979 a 1989, corridas duplas aconteceram no King Dome.

Pilotos que venceram as duas corridas no King Dome: Mike Bell  em 1980, Darrel Shultz em 1981, Bob Hannah em 1983, Ron Lechien em 1985 e Rick Johnson em 1987 e 1989.

Larry Ward venceu sua primeira corrida da categoria 450 com uma Suzuki em Seattle no ano de 1990 e dez anos mais tarde, ele venceu sua última corrida da categoria em Seattle. Foi a última corrida no King Dome.

A KTM nunca venceu em Seattle, será que Ryan Dungey ou Ken Roczen podem mudar isso ? Por dez vezes o piloto que venceu a etapa de Seattle, venceu o campeonato.

Vencedores novatos na 450 em Seattle
Darrel Shultz – 1981

Rick Johnson – 1984

Jeff Ward – 1984

Larry Ward – 1990

Ryan Villopoto – 2009

Andrew Short – 2012

Número de vitórias por marcas na 450 no CenturyLink Field

Honda – 20 vitórias

Yamaha – 9

Kawasaki – 8

Suzuki – 5

Recapitulando a categoria 450 em Houston

Ryan Villopoto conquistou sua 39 vitória na categoria, foi a sua quarta da temporada e a 60ª de sua carreira. Ele agora tem cinco temporadas consecutivas com quatro vitórias de corrida.

Justin Barcia conquistou seu quarto resultado de top 5 consecutivo e seu terceiro pódio consecutivo na segunda posição. Foi o seu oitavo top 5 da temporada.

Se a Honda não vencer nessa temporada, isso irá quebrar a sua sessão de vitórias de quatro anos consecutivos.

Atualmente a Kawasaki tem a sessão mais longa de vitórias em dez temporadas.

Roczen conquistou seu sétimo pódio da temporada com um terceiro lugar.

Em suas duas primeiras corridas após a lesão, Trey Canard conquistou resultados consecutivos entre o top 5, essa foi a primeira vez que ele faz isso desde as terceira e quarta etapas em 2013.

James Stewart conquistou seu 86ª top 5 da carreira e está em sétimo na lista dos pilotos com maior número de top 5. Ele agora tem 115 largadas na carreira nas 450 e está empatado com Ricky Carmichael e Jeff Emig nessa categoria.

Andrew Short terminou em sexto e agora tem um top 10 em 13 das 14 corridas dessa temporada. Apenas RV tem um resultado de top 10 em toda corrida.

Ryan Dungey conquistou uma sétima posição. Foi seu 13º top 10 da temporada.

Mike Alessi conquistou seu segundo resultado de top 10 da temporada com sua oitava posição.

Eli Tomac conquistou uma nona posição e foi seu quarto top 10 da temporada.

Chris Blose conquistou seu primeiro top 10 da temporada ao terminar na décima posição. Foi seu primeiro top 10 desde seu quarto lugar em Las Vegas na temporada 2011.

Nick Wey teve o seu melhor resultado da temporada, ficando em 11º lugar e está empatado com Chad Reed na quinta posição com um total de 170 largadas na carreira na categoria 450.

Curiosidades da categoria 250 em Seattle

A primeira corrida aconteceu no dia 09 de Fevereiro de 1985 e Mike Healey venceu pela Suzuki.

Esta será a 30ª vez que o gate vai cair em Seattle para uma corrida da categoria 250.

A Kawasaki não vence essa corrida desde que Villopoto venceu o main event em 2007.

Por dez vezes, o piloto que venceu a etapa de Seattle, venceu o campeonato.

Cole Seely venceu em Seattle em 2011 e é o único piloto ativo da 250 a vencer nessa categoria.

Stewart e Villopoto são os únicos formandos da categoria 250 a vencer em Seattle nas duas categorias.

Número de vitórias por marcas na 250 no CenturyLink Field

Kawasaki – 10 vitórias

Honda – 6

Suzuki – 1

Yamaha – 5

KTM – 2

Vencedores novatos na 250 em Seattle

Bader Manneh – 1985

Phil Lawrence – 1995

David Vuillemin – 1997

Broc Tickle – 2010

Recapitulando a categoria 250 em Houston

Jason Anderson conquistou a quinta vitória de sua carreira na categoria 250 e agora tem cinco pódios e um resultado de top 5 em cada corrida dessa temporada.

Dean Wilson conquistou seu terceiro pódio da temporada e esteve no pódio em três das últimas quatro corridas da categoria 250 Costa Oeste.

Malcolm Stewart conquistou uma terceira posição, o que lhe dá pódios consecutivos. Ele tem três pódios nesta temporada.

Seely conquistou uma quarta posição e é o único piloto a ter um top 4 em cada corrida da temporada.

Em sua primeira corrida de volta desde Oakland, Zach Osborne conquistou uma quinta posição e agora tem quatro top 5 na temporada 2014.

Jake Canada conquistou seu melhor resultado da temporada, ficando na oitava posição. 

Número de voltas lideradas na 450 em 2014

Ryan Villopoto – 94 voltas

James Stewart – 84

Ryan Dungey – 24

Chad Reed – 23

Ken Roczen – 21

Justin Brayton – 13

Justin Barcia – 11

Mike Alessi – 9

Cole Seely – 1 volta

Número de voltas lideradas na 250 em 2014

Cole Seely – 52 voltas

Martin Davalos – 42

Adam Cianciarulo – 34

Jason Anderson – 21

Justin Hill – 20

Justin Bogle – 15

Blake Baggett – 14

Dean Wilson – 12 voltas

Prêmio do Holeshot da 450 em 2014

Anaheim 1 – Ryan Villopoto

Phoenix – Matt Moss

Anaheim 2 – Ryan Dungey

Oakland – Vince Friese

Anaheim 3 – James Stewart

San Diego – Andrew Short

Arlington – Ryan Dungey

Atlanta – Mike Alessi

Indianapolis – Mike Alessi

Daytona – Ryan Villopoto

Detroit – Cole Seely

Toronto – Ken Roczen

St. Louis – Mike Alessi

Houston – Ryan Villopoto

Prêmio do Holeshot da 250 em 2014

Anaheim 1 – Jason Anderson

Phoenix – Cooper Webb

Anaheim 2 – Cooper Webb

Oakland – Dean Wilson

Anaheim 3 – Cole Seely

San Diego – Dakota Tedder

Arlington – Adam Cianciarulo

Atlanta – Adam Cianciarulo

Indianapolis – Vince Friese

Daytona – Martin Davalos

Detroit – Martin Davalos

Toronto – Justin Bogle

St. Louis – Martin Davalos

Houston – Jessy Nelson

Mais rápidos nos treinos classificatórios da 450 em 2014

Anaheim 1 –Justin Barcia

Phoenix – Ryan Villopoto

Anaheim 2 – Justin Brayton

Oakland – Ryan Villopoto

Anaheim 3 – Ryan Villopoto

San Diego – James Stewart

Arlington – Ken Roczen

Atlanta – James Stewart

Indianápolis – James Stewart

Daytona – Dean Wilson

Detroit – Ryan Villopoto

Toronto – James Stewart

St. Louis – James Stewart

Houston –  Ryan Villopoto

Mais rápidos nos treinos classificatórios da 250 em 2014

Anaheim 1 – Dean Wilson

Phoenix – Jason Anderson

Anaheim 2 – Jason Anderson

Oakland – Dean Wilson

Anaheim 3 – Dean Wilson

San Diego – Jason Anderson

Arlington – Martin Davalos

Atlanta – Adam Cianciarulo

Indianapolis – Adam Cianciarulo

Daytona – Adam Cianciarulo

Detroit – Adam Cianciarulo

Toronto – Martin Davalos

St. Louis – Martin Davalos

Houston – Jason Anderson

Classificação do campeonato 450 2014 após quatorze etapas
1. Ryan Villopoto – 293 pontos (4 Vitórias)
2. James Stewart – 248 (5 Vitórias)
3. Ryan Dungey – 247 (1 Vitória)
4. Ken Roczen – 235 (2 Vitórias)
5. Justin Brayton – 198
6. Justin Barcia – 196
7. Andrew Short – 181
8. Broc Tickle – 126
9. Wil Hahn – 122
10. Josh Hill – 122
11. Chad Reed – 111 pontos (2 Vitórias)

Classificação do Campeonato 250 Costa Oeste após sete etapas
1. Jason Anderson – 156 pontos (4 Vitórias)
2. Cole Seely – 145 (1 Vitória)
3. 
Dean Wilson – 120 (1 Vitória)
4. Justin Hill – 119 (1 Vitória)
5. Malcolm Stewart – 109
6. Cooper Webb – 107
7. 
Jessy Nelson – 87
8. Zach Osborne – 85
9. Shane McElrath – 85
10. Dean Ferris – 63 pontos

Classificação do Campeonato 250 Costa Leste após sete etapas
1. Martin Davalos – 149 pontos (2 Vitórias)
2. Justin Bogle – 141 (1 Vitória)
3. Adam Cianciarulo – 120 (3 Vitórias)
4. Blake Baggett – 100 (1 Vitória)
5. Vince Friese – 100
6. Kyle Cunningham – 94
7. 
Cole Thompson – 89
8. 
Matt Lemoine  – 74
9. Alex Martin – 72
10. James Decotis – 65 pontos

AMA-logo2

Compartilhe este conteúdo

Comentários

é Editor do Mundocross, site que foi lançado por causa de sua paixão por Motocross e Supercross. Em 1990 ele começou a escrever sobre motos no Jornal VS, em São Leopoldo, no RS, numa coluna onde escrevia sobre Trilhas, Enduro e Motocross. Depois também escreveu para o Jornal O Pódium, Revista Moto Action. Nestes 24 anos teve experiências em eventos internacionais, como Mundiais de Motocross, AMA Supercross, AMA Motocross, Motocross das Nações e US Open Supercross.

Desenvolvido por GetFly