Arnaud Tonus vai correr nos EUA em 2015

Por Mariah Morgado | Foto por Kawasaki Racing | 16 de junho de 2014 - 1:13

O atual concorrente ao título da MX2 do Campeonato Mundial de Motocross, Arnaud Tonus vai se mudar para os Estados Unidos na próxima semana. O suíço amigável assinou um contrato de dois anos com a equipe Monster Energy Pro Circuit Kawasaki para competir no campeonato do AMA Supercross e no AMA Motocross na categoria 250cc.

Em alguns dias, o líder da equipe da CLS Kawasaki Monster Energy na MX2 vai comemorar seu 23º aniversário e de acordo com as regras de idade, não pode competir mais no Mundial MX2 em 2015. Arnaud, que perdeu duas temporadas devido a lesões, teve diversas oportunidades de assinar contrato com equipes de fábrica para competir na categoria MXGP no próximo ano, mas ele também teve diversas ofertas para se mudar para os Estados Unidos. Sonhando desde criança em correr na terra do tio Sam, Arnaud finalmente decidiu se mudar para o outro lado do Atlântico e competir pela equipe de Mitch Payton.  Ele vai se unir ao esquadrão mais famoso do mundo, como a equipe Monster Energy Pro Circuit Kawasaki conquistou muitos títulos na categoria 250cc nas últimas temporadas.

Com esse anúncio, Arnaud agora pode focar completamente no próximo GP e no Motocross das Nações. Para a temporada 2015, a equipe CLS Kawasaki Monster Energy já assinou contrato com Dylan Ferrandis e Thomas Covington, os dois vão para sua segunda temporada com a equipe.

Arnaud Tonus: “Eu assinei um contrato de dois anos com a Kawasaki Pro Circuit e estou muito feliz em entrar emu ma nova experiência com uma equipe tão prestigiada. Era um sonho meu ir correr nos EUA um dia, eu não tenho muita experiência no Supercross, mas estou preparado para ir e trabalhar duro para obter bons resultados por lá. Nós tivemos uma longa reflexão com minha família e meu agente, é claro, eu tinha diversas oportunidades boas para ficar na Europa, mas devido a minhas lesões nas duas últimas temporadas, eu não atingi todos os meus objetivos na 250. Mitch Payton me queria em sua equipe e isso é uma grande honra, eu também estou feliz em continuar nossa ótima relação com a Monster Energy e a Kawasaki, as duas têm sido boas comigo quando eu tive problemas, então é perfeito ficar com as duas empresas. Vamos nos mudar com minha noiva para os EUA depois do Motocross das Nações, nós precisamos nos organizar o mais rápido possível para começar a trabalhar cedo. Eu sei que tem muito trabalho a ser feito, mas estou pronto e animado para esse novo desafio.”

Jean Jacques Luisetti (CLS Kawasaki): “Estou feliz por Arnaud, todo mundo sonha em um dia ser parte da equipe Pro Circuit. Estou convencido que foi a melhor opção para Arnaud, mudar de nossa equipe para a melhor equipe do mundo é ótimo para ele e estou orgulhoso com essa decisão. Eu quero lembrar que se nossa equipe CLS está nesse nível agora, é devido a Mitch Payton. Então enviar um de nossos pilotos para a equipe dele é ótimo. A Pro Circuit é outro membro da família Kawasaki e Monster Energy. É uma primeira mudança, talvez no futuro Dylan vai seguir os passos de Arnaud! Para a próxima temporada, a Kawasaki pede a equipe CLS que foque na categoria MX2, nós já assinamos com Dylan e Thomas Covington e nós provavelmente teremos um terceiro piloto na equipe.”

Steve Guttridge (Kawasaki Europe): “Depois de uma temporada tão boa até agora para Arnaud aqui na MX2, é ótimo saber que existe a oportunidade de continuar com nossa marca, correndo novamente com a KX250F no próximo ano lá nos EUA e com nossa melhor equipe de lá! Agora eu tenho certeza que ele pode focar e continuar brigando por vitórias aqui no Campeonato Mundial com sua Kawasaki.”

Mitch Covington (Monster Energy): “Nós estamos muito animados em ter Arnaud vindo para a Califórnia e pilotar pela Monster Energy Pro Circuit Kawasaki. Ele é uma escolha excelente para a equipe nos EUA e nós estamos ansiosos para torna-lo parte da família Monster nos EUA. Nós estamos muito felizes com sua escolha, é ótimo trazê-lo para a família nos Estados Unidos, e esperamos que ele tenha uma carreira maravilhosa lá no Supercross. Eu sei o quão difícil é para um piloto mudar para outro continente, mas com sorte a Monster, a Pro Circuit e a Kawasaki vão fazer essa transição mais fácil para ele, como a Monster, a Kawasaki, a CLS e a KRT tornaram mais fácil para meu filho Thomas quando ele veio para cá. Nós estamos ansiosos por isso, mas antes nós esperamos ver Arnaud vencer alguns GPs na Europa antes de se mudar para os Estados Unidos.

1303131650TONUS_PH_1474

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly