Prévia do Mundial da Alemanha

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 20 de junho de 2014 - 11:00

A pequena cidadela de Teutschenthal, que é a casa de cerca de 15000 pessoas, foi colocada no mapa no ano passado depois de receber o que foi, sem dúvidas, o Motocross das Nações mais espetacular na história de nosso esporte. A pista conhecida pelo povo local como ‘Talkessel’ (bacia em alemão), oferece uma superfície deformada com diversas elevações e uma variedade ampla de saltos e obstáculos para os pilotos serem criativos, que já viu uma abundância de vencedores diferentes de GPs, na verdade, 38 no total.

Neste final de semana o agradável circuito de Teutschenthal será o palco do GP da Alemanha, a 11ª etapa do Campeonato Mundial de Motocross que vai marcar o retorno oportuno do candidato número um da Alemanha neste ano, Max Nagl.

Track5_MXoN_D_20131

A terceira etapa do Campeonato Europeu EMX150, liderado pelo jovem finlandês, Jere Haavisto, e as quintas etapas do Campeonato Mundial de Motocross Feminino WMX, no qual a atual campeã, Chiara Fontanesi, lidera com apenas quatro pontos de vantagem sobre Meghan Rutledge, e o Campeonato Europeu EMX125 que está sendo liderado por Davy Pootjes com uma vantagem saudável de 57 pontos sobre o vencedor da última etapa, Brian Hsu também estarão no paddock do circuito tradicional e modernizado durante o final de semana. Lembrando também que as cores do Brasil estarão sendo defendidas na WMX pela querida Mariana Balbi durante o final de semana.

Germania2

Categoria MXGP

Saindo de sua vitória inspiracional no GP dentro de casa na semana passada, Antonio Cairoli tem a chance de quebrar um recorde neste final de semana na Alemanha. Se a estrela italiana conseguir outra vitória, ele fará história como o piloto melhor sucedido em Teutschenthal. No momento, o piloto de 28 anos venceu três etapas do Mundial no circuito e atualmente compartilha a vaga no topo da lista com três outras lendas, Stefan Everts, Joel Smets e MIkael Pichon, que também venceu três GPs nesse circuito.

O quão perigosos serão os belgas no final de semana? Depois de vencer o Nações 2013 neste mesmo circuito, os belgas Jeremy Van Horebeek, Clement Desalle e Ken De Dycker irão agitar o final de semana com algumas de suas lembranças mais doces. Embora a equipe tenha vencido o troféu Chamberlain, aquele final de semana não terminou muito bem para Clement Desalle, pois ele foi forçado a comemorar com um ombro quebrado que mais tarde precisou de cirurgia. Em relação a seu colega de equipe, Kevin Strijbos, que foi o piloto reserva para a equipe Bélgica, este será o final de semana para provar que se ele tivesse na equipe principal, eles ainda teriam sido tão bem sucedidos quanto foram.

E Jeremy Van Horebeek? A boa sensação que a pista trás pode leva-lo a sua primeira e altamente aguardada vitória de GP enquanto Ken De Dycker também poderia usar a confiança de sua ultima bateria no MXoN e também a sua vitória nesse circuito icônico durante o Campeonato Mundial em 2010 a seu favor enquanto ele continua se recuperando após voltar de uma lesão séria que sofreu há seis meses.

Desalle e Philippaerts em Maggiora

Desalle e Philippaerts em Maggiora

Quem também não é nenhum estranho a ter sucesso no agitado circuito alemão é o quinto colocado da etapa da semana passada, David Philippaerts, que também venceu uma etapa do Campeonato Mundial em 2007 em Teutschenthal.

Enquanto isso, os fãs alemães podem se animar pelo retorno de seu herói, Max Nagl, que voltará ao grid de largada depois de quebrar as duas mãos que foram operadas no começo de Maio. Para comemorar, Nagl, graças a seu patrocinador, a FOX Europer, estará dando um conjunto completo da edição especial de seu equipamento de corrida FOX em uma competição que estará acontecendo na página oficial da MXGP no Facebook.

O piloto alemão, Dennis Ulrich, tem beliscado o top 10 nas duas últimas etapas do campeonato com dois 11º lugares no geral. Com o apoio do público local, sua família e amigos, seu GP em casa pode ser o final de semana que vai trazer seu melhor resultado até agora.

Classificação do campeonato na categoria MXGP após nove etapas: 

1. Antonio Cairoli – 443 pontos

2. Clement Desalle – 405

3. Jeremy Van Horebeek – 402

4. Kevin Strijbos – 314

5. Steven Frossasrd – 271

6. Shaun Simpson – 211

7. Gautier Paulin – 205

8. Evgeny Bobryshev – 184

9. Max Nagl – 166

10. Davide Guarneri – 163 pontos

 Categoria MX2

É um momento de aperto para Jefrrey Herlings enquanto ele tenta se unir ao cículo de vencedores em Teutschenthal pela primeira vez em sua carreira.

Depois de subir no terceiro degrau do pódio de Teutschenthal em 2012, Arnaud Tonus estará torcendo para dar um passo mais próximo ao ‘The Bullet’, Jeffrey Herlings, e com sorte subir um pouco mais no pódio nesse final de semana.

Jordi Tixier tem melhorado gradualmente de corrida a corrida, o que já pagou os dividendos quando ele assumiu a terceira posição na classificação do campeonato depois de Maggiora. Embora as coisas estejam caminhando na direção correta, com dois de seus compatriotas, Romain Febvre e Dylan Ferrandis, colado em sua traseira não existe margem para erros para o frânces.

Romain Febvre está ansioso por um lugar entre os três primeiros colocados no final da temporada. É o último ano do francês na MX2 e com esse ano sendo sua última chance para um top 3 no campeonato mundial da MX2, podem apostar que ele vai brigar até o final.

Enquanto isso, o terceiro francês dentro dos cinco primeiros colocados, Dylan Ferrandis, tem o necessário para subir no pódio, a única pergunta é a consistência do talentoso jovem.

O competidor mais jovem da categoria, Tim Gajser, é a maior contratação da Honda para 2015. O eslovendo de 17 anos já provou o seu talento com seu primeiro pódio em Matterley Basin no mês passado e já se rotulou como um dos pilotos a se atingir em um futuro muito próximo.

Tim Gajser é considerado a promessa do esporte

Tim Gajser é considerado a promessa do esporte

Classificação do campeonato na categoria MX2 após dez etapas: 

1. Jeffrey Herlings – 444 pontos

2. Arnaud Tonus – 389

3. Jordi Tixier – 331

4. Romain Febvre – 327

5. Dylan Ferrandis – 314

6. Tim Gajser – 269

7. Aleksandr Tonkov – 240

8. Valentin Guillod – 223

9. Jose Butron – 213

10. Jeremy Seewer – 191 pontos

Cronograma

Sábado: 

08:00 – EMX150 Treinos livres

08:35 – EMX125 Grupo 1 Treinos livres/cronometrados

09:10 – EMX125 Grupo 2 Treinos livres/cronometrados

09:45 – WMX Treino livre

10:15 – MX2 Treino livre

10:45 – MXGP Treino livre

11:15 – WMX Treinos cronometrados

12:20 – EMX125 LCQ

13:20 – EMX150 Bateria 1

14:00 – MX2 Treinos cronometrados

14:35 – MXGP Treinos cronometrados

15:20 – WMX Bateria 1

16:20 – MX2 Corrida classificatória

17:00 – MXGP Corrida classificatória

17:40 – EMX125 Bateria 1

Domingo:

08:20 – WMX Warm-up

08:40 – EMX150 Warm-up

09:00 – EMX125 Warm-up

09:15 – MX2 Warm-up

09:40 – MXGP Warm-up

10:30 – WMX Bateria 2

11:15 – EMX150 Bateria 2

12:00 – EMX125 Bateria 2

13:15 – MX2 Bateria 1

14:15 – MXGP Bateria 1

16:10 – MX2 Bateria 2

17:10 – MXGP Bateria 2

Lembrando que com a diferença de fuso horário, tem um acréscimo de 5 horas do horário de Berlim para o horário de Brasília.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Boa tarde Moacir, não sabemos ao certo, provavelmente é devido a Copa do Mundo.

Desenvolvido por GetFly