Mundial de Motocross 2014 – 11ª Etapa – Alemanha

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação | 24 de junho de 2014 - 18:21

O histórico circuito de Teutschenthal, sem dúvida, eleva o nível de extraordinário no Mundial de Motocross com seu terreno variável, duro e rápido misturando com os resultados e encorajando algumas performances surpreendentes. Embora, a aclamação do público em pé tenha ido para o herói local, Max Nagl, quando ele venceu a primeira bateria da primeira bateria, foi Clement Desalle que faturou a vitória no geral da 11ª etapa do Campeonato Mundial de Motocross 2014 e Jeffrey Herlings dominou completamente a MX2.

TeutschenthalTrack_MXGP_11_D_2014

Categoria MXGP

O acidente violento de Clement Desalle em Maggiora na semana passada o deixou abalado, mas claramente não o derrubou. Alinhando no gate de Teutschenthal, o belga usou seu estilo típico bem suave e equilibrado para faturar seu quarto geral de GP do ano com seus segundo e primeiro lugares nas duas baterias.

Depois de um intervalo de oito semanas devido a um acidente imprevisível quando um piloto amador caiu na sua frente durante uma sessão de treinos, o herói local, Max Nagl, desafiou as adversidades no final de semana e ficou em segundo lugar no seu GP em casa. Não havia uma pessoa em Teutschenthal que não sorriu para o humilde alemão quando ele, com um desempenho inspirado, conquistou a vitória da primeira bateria, mas infelizmente sua chance de faturar o geral se desfez depois de uma péssima largada na segunda bateria.

MXGPstart_MXGP_11_D_2014_0

Ninguém espera menos de Jeremy Van Horebeek do que um outro pódio. O terceiro lugar na Alemanha foi o décimo pódio consecutivo para o belga que mencionou na conferência de imprensa que passou a semana descansando devido a uma doença.

Enquanto isso, a outra parte da dupla dinâmica da Rockstar Energy Suzuki, Kevin Strijbos, teve um final de semana regular com altos e baixos. Uma confusão na primeira bateria, obrigou o belga a lutar para chegar na sétima posição depois de ter dificuldades para encontrar seu ritmo, mas seu impulso voltou na segunda bateria e ele conseguiu encerrar o final de semana com uma segunda posição na bateria e a quarta posição no GP.

Antonio Cairoli teve um final de semana ruim. Enquanto enfrentava uma infecção viral, o italiano conquistou a quarta e quinta posições nas baterias, o que lhe rendeu a quinta posição do geral da etapa, permanecendo com o plate vermelho e liderando o campeonato com uma vantagem de 25 pontos sobre Desalle.

MXGPpodium_MXGP_11_D_2014

Resultados da primeira bateria da categoria MXGP em Teutschenthal: 

1. Max Nagl

2. Clement Desalle

3. Steven Frossard

4. Jeremy Van Horebeek

5. Antonio Cairoli

6. Shaun Simpson

7. Kevin Strijbos

8. Tommy Searle

9. Valentin Teillet

10. Milko Potisek

Resultados da segunda bateria da categoria MXGP em Teutschenthal: 

1. Clement Desalle

2. Kevin Strijbos

3. Jeremy Van Horebeek

4. Antonio Cairoli

5. Shaun Simpson

6. David Philippaerts

7. Max Nagl

8. Tommy Searle

9. Dennis Ulrich

10. Davide Guarneri

Resultado geral da categoria MXGP em Teutschenthal: 

1. Clement Desalle – 47 pontos

2. Max Nagl – 39

3. Jeremy Van Horebeek – 38

4. Kevin Strijbos – 36

5. Antonio Cairoli – 34

6. Shaun Simpson – 31

7. Tommy Searle – 26

8. David Philippaerts – 25

9. Davide Guarneri – 20

10. Milko Potisek – 20 pontos

Classificação do campeonato na categoria MXGP após onze etapas: 

1. Antonio Cairoli – 477 pontos

2. Clement Desalle – 452

3. Jeremy Van Horebeek – 440

4. Kevin Strijbos – 350

5. Shaun Simpson – 242

6. Steven Frossard – 237

7. Gautier Paulin – 205

8. Max Nagl – 205

9. David Philippaerts – 185

10. Evgeny Bobryshev – 184 pontos

Campeonato dos fabricantes da categoria MXGP após onze etapas:  

1. KTM – 477 pontos

2. Suzuki – 468

3. Yamaha – 440

4. Kawasaki – 405

5. Honda – 340

6. Husqvarna – 214

7. TM – 211 pontos

Categoria MX2

Não importa o terreno da corrida, nada impede Jeffrey Herlings. Mesmo um tombo na primeira bateria, que provou que o ‘The Bullet’ é humano mesmo, não foi o suficiente para atrasar o jovem de 19 anos. Uma liderança de 21 segundos de vantagem na primeira bateria depois do tombo, seguido por uma liderança de 41 segundos de vantagem na segunda, o Holandês Voador dominou, mais uma vez, e conquistou sua primeira vitória no circuito alemão de Teutschenthal.

HerlingsStart_MXGP_11_D_2014

Com um desempenho de destaque, o jovem nomeado o ‘próximo sucesso’ da MX2, Tim Gajser, conquistou dois segundos lugares que ele comemorou com um grande whip na linha de chegada. Com apenas 17 anos de idade, o humilde esloveno disse “Eu tentei acompanhar Jeffrey, mas ele estava muito rápido então eu fui o segundo colocado duas vezes e estou feliz porque normalmente eu tenho uma corrida ruim e uma corrida boa, mas hoje eu fui muito bem nas duas e eu só quero continuar assim.”

Jordi Tixier não ficou entre os dois primeiros colocados neste final de semana, mesmo assim o jovem francês parecia estar em sua melhor intensidade. Mantendo a moto baixa enquanto empinava, ele fez uma série de ultrapassagens impressionantes que lhe colocaram na terceira posição na segunda bateria. Esse resultado combinado a seu quarto lugar da primeira bateria, lhe renderam o terceiro degrau do pódio do GP.

Outra estrela em ascensão, Valentin Guillod, não teve a melhor das largadas no final de semana, mas o suíço trabalhou duro e se esforçou para faturar a sexta posição na primeira bateria e terminou o final de semana com um impressionante quarto lugar na segunda, ficando em quarto no geral.

Enquanto isso, o garoto com o coração de um leão, Romain Febvre, lutou para abrir caminho para chegar em quinto e sexto lugares nas duas baterias e completou o top 5 no geral da MX2.

MX2podium_MXGP_11_D_2014

Resultados da primeira bateria da categoria MX2 em Teutschenthal: 

1. Jeffrey Herlings

2. Tim Gajser

3. Dylan Ferrandis

4. Jordi Tixier

5. Romain Febvre

6. Valentin Guillod

7. Julien Lieber

8. Jose Butron

9. Petar Petrov

10. Christophe Charlier

Resultados da segunda bateria da categoria MX2 em Teutschenthal: 

1. Jeffrey Herlings

2. Tim Gajser

3. Jordi Tixier

4. Valentin Guillod

5. Aleksandr Tonkov

6. Romain Febvre

7. Julien Lieber

8. Max Anstie

9. Jose Butron

10. Christophe Charlier

Resultado geral da categoria MX2 em Teutschenthal: 

1. Jeffrey Herlings – 50 pontos

2. Tim Gajser – 44

3. Jordi Tixier – 38

4. Valentin Guillod – 33

5. Romain Febvre – 31

6. Dylan Ferrandis – 29

7. Julien Lieber – 28

8. Jose Butron – 25

9. Christophe Charlier – 22

10. Jeremy Seewer – 10 pontos

Classificação do campeonato na categoria MX2 após onze etapas: 

1. Jeffrey Herlings – 494 pontos

2. Arnaud Tonus – 389

3. Jordi Tixier – 369

4. Romain Febvre – 358

5. Dylan Ferrandis – 343

6. Tim Gajser – 313

7. Valentin Guillod – 256

8. Aleksandr Tonkov – 256

9. Jose Butron – 238

10. Jeremy Seewer – 211 pontos

Campeonato dos fabricantes da categoria MX2 após onze etapas:  

1. KTM – 524 pontos

2. Kawasaki – 448

3. Husqvarna – 366

4. Suzuki – 327

5. Honda – 323

6. Yamaha – 290

7. TM – 06 pontos

GP da Alemanha – Curiosidades

Tamanho do circuito: 1565m

Tipo de solo: duro

Temperatura: 22°

Condições climáticas: ensolarado

Público presente: 31.000

Próxima etapa

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Motocross 2014 acontece daqui a duas semanas, 07 de Julho, em Uddevalla, na Suécia.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly