Mundial de Motocross 2014 – 16ª Etapa – Trindade (Goiás)

Por Mariah Morgado | Fotos por Divulgação MXGP | 09 de setembro de 2014 - 16:00

Considerada uma das etapas mais incríveis da temporada, o primeiro GP de Goiás trouxe animação e adrenalina para o público brasileiro que compareceu no novo circuito para prestigiar a décima sexta etapa da temporada 2014 do Campeonato Mundial de Motocross.

Antonio Cairoli levou o público a loucura ao conquistar o título da categoria MXGP  ainda na primeira bateria, enquanto Max Nagl teve um ótimo final de semana, vencendo as duas baterias e conquistando sua primeira vitória de GP desde 2010.

Enquanto isso, com Jeffrey Herlings ainda fora de ação na MX2, o caminho continua livre para os pilotos buscarem suas primeiras vitórias de baterias e também de Grand Prix. Romain Febvre e Tim Gajser venceram as duas baterias, porém foi o francês que levou o troféu de primeiro colocado para casa em sua última temporada na categoria.

1_MXGP_16_GOI_2014

Categoria MXGP

O final de semana foi marcante para o Max Nagl. O alemão voou sobre o barro vermelho da pista goiana e dominou todas as baterias do final de semana, incluindo o treino classificatório no sábado, conquistando seu primeiro geral desde 2010.

Circuitos como o montado em Trindade, com muitos saltos, são como playgrounds para pilotos como Gautier Paulin. O francês se divertiu em cada salto enquanto abria caminho para conquistar a segunda posição no geral e seu terceiro pódio da temporada.

MXGPstart_MXGP_16_GOI_2014

O último domingo foi a segunda vez na qual Antonio Cairoli conquistou um título mundial em território brasileiro, a primeira vez foi em 2010 no circuito de Campo Grande. Depois da poeira que entrou em seus olhos nos treinos de sábado, o italiano passou o domingo lutando contra a visão embaçada e mesmo com os olhos irritados ele lutou até o final, estimulado pelo grito dos milhares de fãs, e cruzou a linha de chegada na quinta e terceira posições nas baterias e ficou com o terceiro lugar no geral da etapa, seu décimo terceiro pódio da temporada 2014.

Steven Frossard deixou brilhar o seu potencial de pódio. O francês teve um desempenho impressionante na primeira bateria, cruzando a linha de chegada na segunda posição. Ele acabou ficando com a quarta posição no geral depois que perdeu o controle da roda dianteira e escorregou no começo da segunda bateria.

As duas baterias consistentes de Tommy Searle lhe renderam a quinta posição no geral e sua terceira vez entre os cinco primeiros nesta temporada.

Dois pilotos deram um susto nos fãs. Jeremy Van Horebeek mostrou sua veia de guerreiro ao resistir à primeira bateria inteira com o tornozelo inchado para garantir pontos para se assegurar na segunda posição na classificação do campeonato. Com isso, o belga não alinhou no gate para a segunda bateria do dia para deixar seu tornozelo se recuperar. Ainda não se tem informações se Horebeek irá competir no México. Dean Ferris surpreendeu todos com sua velocidade no domingo, mas infelizmente sofreu um acidente violento que fez os que assistiram se contorcer. O australiano foi levado ao hospital e foi constatado uma fratura no fêmur que precisará de cirurgia para realinhar o osso e deixará o piloto fora do Motocross das Nações deste ano.

MXGPpodium_MXGP_16_GOI_2014

Resultado da primeira bateria da categoria MXGP em Trindade

1. Max Nagl

2. Steven Frossard

3. Kevin Strijbos

4. Gautier Paulin

5. Antonio Cairoli

6. Dean Ferris

7. Tommy Searle

8. David Philippaerts

9. Rui Gonçalves

10. Milko Potisek

Resultado da segunda bateria da categoria MXGP em Trindade

1. Max Nagl

2. Gautier Paulin

3. Antonio Cairoli

4. Tommy Searle

5. Davide Guarneri

6. Shaun Simpson

7. Steven Frossard

8. Milko Potisek

9. Kevin Strijbos

10. David Philippaerts

Resultado geral da categoria MXGP em Trindade

1. Max Nagl

2. Gautier Paulin

3. Antonio Cairoli

4. Steven Frossard

5. Tommy Searle

6. Kevin Strijbos

7. David Guarneri

8. Milko Potisek

9. David Philippaerts

10. Matiss Karro

Classificação do campeonato MXGP após dezesseis etapas

1. Antonio Cairoli – 705 pontos

2. Jeremy Van Horebeek – 596

3. Kevin Strijbos – 530

4. Clement Desalle – 484

5. Steven Frossard – 392

6. Shaun Simpson – 382

7. Max Nagl – 357

8. Gautier Paulin – 315

9. Davide Guarneri – 270

10. David Philippaerts – 258 pontos

Campeonato dos fabricantes da categoria MXGP após dezesseis etapas:  

1. KTM – 705 pontos

2. Suzuki – 648

3. Yamaha – 618

4. Kawasaki – 594

5. Honda – 507

6. Husqvarna – 326

7. TM – 311 pontos

Categoria MX2

Demorou quinze etapas, mas finalmente Romain Febvre subiu no degrau mais alto do pódio. Embora estivesse adoentado, o francês teve um ótimo final de semana em Trindade. Foi um dos pilotos mais rápidos no sábado e venceu a primeira bateria do domingo. Ele passou mal durante a segunda bateria e chegou a vomitar enquanto corrida, mas lutou bravamente e terminou a etapa na primeira posição no geral.

Durante toda a temporada, o duelo mais importante foi entre três franceses. Romain Febvre, Dylan Ferrandis e Jordi Tixier. O final de semana também foi bom para Ferrandis que terminou na segunda posição no GP.

MX2start_MXGP_16_GOI_2014

O novato Tim Gajser foi o mais rápido na pista durante os treinos classificatórios e deu mais um show marcante em sua carreira ao vencer a segunda bateria da MX2. Embora o jovem esloveno tenha dito na conferência de imprensa que o objetivo deste ano era terminar entre os dez primeiros, ele admitiu que foi melhor do que ele e sua equipe esperavam. Com apenas 17 anos, Gajser obteve sua primeira vitória na categoria e entrou para a história como o primeiro piloto da Eslovênia a vencer uma bateria da MX2 no campeonato. Depois de cair na primeira bateria e cruzar a linha de chegada na sétima posição, sua vitória foi o suficiente para coloca-lo no pódio pela quarta vez este ano.

O quarto colocado do GP, Jordi Tixier, marcou pontos importantes em Goiás e levou a disputa pelo título da temporada para a última etapa no México.

Completando os cinco primeiros colocados do GP do Brasil, Valentin Guillod que, ao lado de Julien Lieber, surpreendeu a todos quando correram na segunda e terceira posições durante a maior parte da primeira bateria e alguns erros nas duas baterias custaram resultados melhores a dupla da Standing Construct KTM. Enquanto Guillod ficou com a quinta posição, Lieber deixou o Brasil com a nona posição em sua estréia na nova equipe.

MX2podium_MXGP_16_GOI_2014

Resultado da primeira bateria da categoria MX2 em Trindade

1. Romain Febvre

2. Dylan Ferrandis

3. Arnaud Tonus

4. Valentin Guillod

5. Jordi Tixier

6. Julien Lieber

7. Tim Gajser

8. Christophe Charlier

9. Aleksandr Tonkov

10. Jeremy Seewer

Resultado da segunda bateria da categoria MX2 em Trindade

1. Tim Gajser

2. Dylan Ferrandis

3. Romain Febvre

4. Jordi Tixier

5. Jeremy Seewer

6. Valentin Guillod

7. Christophe Charlier

8. Arnaud Tonus

9. Max Anstie

10. Glenn Coldenhoff

Resultado geral da categoria MX2 em Trindade

1. Romain Febvre

2. Dylan Ferrandis

3. Tim Gajser

4. Jordi Tixier

5. Valentin Guillod

6. Arnaud Tonus

7. Jeremy Seewer

8. Christophe Charlier

9. Julien Lieber

10. Max Anstie

Classificação do campeonato MX2 após dezesseis etapas

1. Jeffrey Herlings – 594 pontos

2. Jordi Tixier – 571

3. Romain Febvre – 534

4. Dylan Ferrandis – 511

5. Tim Gajser – 487

6. Arnaud Tonus – 422

7. Valentin Guillod – 412

8. Aleksandr Tonkov – 384

9. Jose Butron – 345

10. Jeremy Seewer – 328 pontos

Campeonato dos fabricantes da categoria MX2 após dezesseis etapas:  

1. KTM – 750 pontos

2. Kawasaki – 616

3. Husqvarna – 550

4. Honda – 497

5. Yamaha – 463

6. Suzuki – 460

7. TM – 6 pontos

Curiosidades do GP do Brasil em Trindade

Tamanho do circuito: 1.570m

Tipo de terreno: intermediário

Temperatura: 34°

Condições climáticas: ensolarado

Público presente: 25.000

Próxima etapa

A última etapa do Campeonato Mundial de Motocross 2014 acontece no próximo final de semana, 13 e 14 de Setembro, em León, México.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly