Federações de motociclismo se aliam a ABPMX

Por Broop | Foto por ABPMX | 10 de setembro de 2014 - 18:34
O motociclismo brasileiro ganhou uma boa notícia hoje (09). As federações do Rio Grande do Sul e do Paraná estão se aliando a ABPMX, Associação Brasileira dos Pilotos de Motociclismo Esportivo, para dar suporte integral às atividades desempenhadas pela entidade. Representante legal dos interesses dos pilotos em âmbito nacional, a ABPMX foca seus esforços no desenvolvimento do esporte e na segurança de seus praticantes.
A grande novidade é que, para formalizar seu apoio, a FGM e a FPRM declararam que vão realizar alterações em seus estatutos, seguindo a Lei Pelé, e dando direito de voto aos seus filiados nas eleições para presidente e nas decisões sobre o rumo do esporte no âmbito estadual. “As duas federações juntas somam mais de 3.500 filiados e o impacto positivo para o esporte será muito grande. Estamos iniciando uma nova fase de estruturação no esporte e o apoio destas federações avaliza nossas ações pelo motociclismo e confirma que estamos no caminho correto”, afirmou Milton “Chumbinho” Becker, presidente da ABPMX.
A primeira federação a tornar possível o voto dos seus filiados, adequando-se a lei desportiva vigente no Brasil foi a FECAM, do Espírito Santo. Renan Louback, presidente da FECAM anunciou há cerca de dois meses a importante mudança em seu estado, permitindo que os pilotos elejam seu presidente de federação já nas próximas eleições da entidade. “Isso assegura, a longo prazo, que os interesses dos praticantes, que são quem realmente faz o esporte, sejam respeitados”, concluiu Chumbinho.
Além das federações gaúcha e paranaense, outras federações estaduais já iniciaram seus esforços no sentido de se unirem à ABPMX. “Seria irresponsabilidade da minha parte fechar as portas para a entidade que defende legitimamente os interesses dos meus pilotos. Sabemos que o esporte só tem a ganhar e chamamos as outras federações, que também se importam com seus filiados, para que declarem seu apoio às atividades da ABPMX”, declarou Paulo Della Flora, presidente da FGM.
“Não podemos ficar parados e quietos olhando o nosso esporte se perder, temos que unir forças e fortalecer o motociclismo. Mas ainda podemos reverter essa situação, só temos que nos dedicar e trabalhar com bastante transparência e união”, afirmou Gilberto Rosa, presidente da FPRM.
No acordo, além de realizarem as adequações necessárias em seus estatutos, as federações que se aliarem a ABPMX também estarão colocando a entidade como voz ativa na formatação de seus novos regulamentos, calendários e assuntos técnicos que visam a segurança e o respeito aos pilotos. Já a partir de 2015, os pilotos filiados às federações conveniadas à ABPMX, serão aceitos automaticamente como membros da entidade de defesa dos pilotos, podendo inclusive ter participação ativa nas assembleias da própria ABPMX. É uma nova realidade para o motociclismo que começa a surgir.
abpmx

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly