Duda Parise volta a vencer no Gaúcho de Motocross

Por André Charão e Sílvio Bilhar | Fotos por André Charão | 12 de novembro de 2014 - 18:26

O segundo dia de provas na sexta etapa do Gaúcho de Motocross traria grandes surpresas, muita festa local e vitória que serviria de presente de aniversário. No domingo Douglas “Duda” Parise e Leonardo Lizott vencem as principais categorias em Fagundes Varela. Veja como foram os duelos com temperaturas acima de 38 graus.

Com duas vitórias nas duas baterias da MXPró, Duda Parise, fatura a categoria MXpró e comemora com a inflamada torcida a sua primeira vitória depois do retorno às pistas. Duda que é natural de Casca, disputa o campeonato pela cidade vizinha de Fagundes Varela, município de sua esposa o que lhe dá uma enorme popularidade na cidade e leva uma legião de fãs e torcedores às pistas. Oque já havia ocorrido na final do campeonato em Veranópolis em 2013. Já Leonardo Lizott comemorou o seu aniversário com a vitória na MX2 que praticamente lhe garantiu o título da categoria.

Largada MX2

A cidade de Fagundes Varela repetiu o sucesso do ano anterior na realização da sexta etapa do campeonato Rinaldi Gaúcho de Motocross e se consolidou como uma das principais do campeonato.

Foi um final de semana para guardar na memória de todos, que mais uma vez, estiveram na pista do Parque de Rodeio do município de Fagundes Varela. Depois da chuva de sexta-feira o sol veio para ficar e abrilhantar ainda mais o evento de pegas de tirar o fôlego, ultrapassagens e vitórias emocionantes.

O domingo começou com o céu azul e muito sol, nas primeiras horas a movimentação se intensificou com a abertura da pista para o warm up. As condições da pista estavam bem diferentes do sábado, a equipe de pista coordenada por Eduardo Tressino, presidente do Moto Clube Fim da Picada e grande responsável pelo sucesso do evento trabalhou intensamente para deixar a pista perfeita para as provas do domingo.

A primeira categoria a alinhar no gate foi a 50cc, nela quatro andaram muito forte e se destacaram dos demais, Rafael Becker (Itapiranga/SC), que enrolou o cabo e assumiu a ponta da prova, Bruno Chavier (Chapecó/SC), Garmichel Giehl (Dois Irmãos), Cristyan Eckhardt (Novo Hamburgo) e Henrique Henicka (Lajeado). Os quatro dominaram as primeiras voltas, principalmente Garmichel e Cristyan que assumiram respectivamente a primeira e segunda colocação da prova. Henrique Henicka não fez uma boa largada e ficou um pouco para trás, mas começou a recuperar e rapidamente estava colado nos ponteiros. Antes da metade da prova Henicka já era o primeiro colocado. Garmichel e Cristyan deram um show na briga pela segunda colocação, no final a vantagem foi de Cristyan. Rafael Becker foi o quarto colocado na geral.

 Rafael Becker

Com uma vitória de ponta a ponta, Henrique Araújo (Passo Fundo), garantiu o título de campeão antecipado da categoria Intermediária MX2, a briga pelas demais posições do pódio ficou entre Felipe Mombach (Montenegro), Mateus Kunz (Machadinho), Nicolas de Oliveira (Portão), Jonatas Migliorini (Marau) e Wanderlei da Silva (Três Passos). Henrique mostrou novamente um ritmo intenso e abriu uma boa vantagem, Nicolas Oliveira assumiu a segunda colocação na primeira metade da prova e Wanderlei ficou com a última vaga no pódio.

Eletrizante, assim ficou a categoria Intermediária MX1 após a etapa de Fagundes Varela. Leandro Schwindt (Novo Hamburgo) assumiu a ponta da prova assim que o gate caiu, Maurício Maritan (Passo Fundo), vice-líder da categoria, Eliseu Glanert (Joaçaba/SC), Luis Henrique Zottis (Passo Fundo) e Marco Müller (Nova Hartz) largaram na mesma tocada. Na primeira metade da prova Maritan assumiu a ponta e Zottis a segunda colocação, os dois brigaram intensamente pela liderança, não demorou muito até Zottis superar Maritan e abrir uma boa vantagem. O desgaste e a queda de rendimento de Maritan foi evidente, Leandro Schwindt e Gustavo Visoto (Carazinho) aproveitaram para subir de posição. No final vitória de Zottis, que com o resultado embolou a classificação da categoria, Leandro foi o segundo e assumiu a liderança do campeonato. Maritan é o vice-líder.

Marcos Cordeiro chegou a Fagundes Varela no domingo e, como quem não quer nada, mesmo correndo pela primeira vez na pista, venceu pela terceira vez consecutiva a categoria MX3. Na largada Eder Antoniazzi (Flores da Cunha), que volta ao campeonato após se recuperar de um sério acidente, saiu na frente junto com Eliseu Glanert (Joaçaba/SC), mas no primeiro obstáculo Cordeiro não “tirou a mão” e assumiu a liderança, Antoniazzi foi ao chão na primeira curva e ficou para trás, assim como Pablo Florin (Cardona/Uruguai), líder do campeonato que também caiu teve que sair da última colocação para uma prova de recuperação. Florin imprimiu um ritmo forte e recuperou posições até o segundo lugar, cravando a volta mais rápida da prova (1:34.568s). Antoniazzi também teve uma boa recuperação e fechou a prova na quarta colocação.

Marcos Cordeiro

Dono do melhor tempo no cronometrado, Leonardo Lizott (Sertão), líder da categoria MX2 alinhou no gate pensando na conquista do campeonato e também na possibilidade de comemorar seu aniversário com vitória.  Assim que o gate caiu Enzo Lopes (Lajeado) e Leonardo Sebben (Caxias do Sul) disputaram, para delírio do público que pode acompanhar de perto, lado a lado o primeiro salto. Lizott, Matheus Basso (Gentil), Lucas Basso (Gentil) e Gustavo Roratto (Santa Rosa) engrossaram a fila dos cinco primeiros colocados. Enzo e Lizott disparam na frente, pouco depois Roratto já era o terceiro colocado. Lizott colou no líder e tentou a ultrapassagem sem sucesso, a partir daí tratou de administrar o resultado que o deixava bem perto do título, na décima volta Enzo caiu e ficou de fora da prova deixando a vitória nas mãos do aniversariante Lizott.

Gabriel Della Flora (Santa Rosa) teve em Fagundes Varela o reencontro, após duas etapas, com o lugar mais alto do pódio. Na etapa de Marau, Gabriel viu a vitória escapar a poucos metros do final, na etapa de Ibirubá, uma febre inesperada tirou o piloto da disputa. Em Fagundes Varela tudo deu certo para o piloto. Bruno Schmitz (Três Passos) e Felipe Migliorini (Marau) não deixaram que o líder do campeonato disparasse na ponta da prova, os dois andaram muito próximos de Gabriel a espera de um pequeno erro para fazer a ultrapassagem, o que acabou não acontecendo.

Na categoria 65cc Gabriel Andrigo (Marau) venceu de ponta a ponta, Pedro Magero (Caxias do Sul), vice-líder da categoria, teve um grande desempenho e manteve uma proximidade com o líder nas duas primeiras voltas, quando sofreu uma forte queda no obstáculo mais forte da pista, Pedro Moraes (Marau), líder do campeonato assumiu a segunda colocação. Enquanto Gabriel Andrigo aumentava a vantagem, Magero buscava a recuperação e sofreu mais uma queda fechando a prova na terceira colocação.

Duda Parise

A disputa da categoria MXPró foi uma mistura de sentimentos. De um lado a alegria de Douglas “Duda” Parise (Fagundes Varela), poder voltar a comemorar a vitória em duas baterias que lhe garantiram o lugar mais alto do pódio da MXPró, do outro lado, a frustração do líder do campeonato Marçal Müller (Nova Hartz) ter que abandonar a disputa na começo da primeira bateria devido a uma lesão no joelho. Na primeira bateria Marçal saiu na frente e manteve a liderança a frente de Duda Parise até a terceira volta quando o piloto sentiu a lesão, a partir daí Duda assumiu a ponta da prova enlouquecendo sua fanática torcida. Leonardo Lizott foi o segundo colocado superando o vice-líder da categoria Cale Florin (Cardona/Uruguai). Na segunda bateria Marçal, totalmente sem condições de pilotar sequer alinhou no gate. Cale Florin saiu na frente com Duda em segundo e Pablo Florin (Cardona/Uruguai) em terceiro. Lizott que havia largado no primeiro pelotão caiu na quarta volta e ficou para trás, na segunda metade da prova Lizott e Gustavo Roratto (Santa Rosa), pressionaram Cale em busca da segunda colocação mas sem sucesso. Com a vitória na segunda bateria Duda Parise ganhou o direito de voltar ao ponto mais alto do pódio comemorando junto com a sua torcida à beira do alambrado.

MX Pr[o

 

Confira os primeiros colocados das categorias das sexta etapa:

MXPró
1º – Douglas Parise (Fagundes Varela)
2º – Cale Florin (Cardona /Uruguai)
3º – Leonardo Lizott (Sertão)
4º – Gustavo Roratto (Santa Rosa)
5º – Marcos Cordeiro (Araranguá/SC)

MX2
1º – Leonardo Lizott (Sertão)
2º – Gustavo Roratto (Santa Rosa)
3º – Cale Florin (Cardona /Uruuguai)
4º – Mateus Basso (Gentil)
5º – Lucas Basso (Gentil)

MX3
1º – Marcos Cordeiro (Araranguá/SC)
2º – Pablo Florin (Cardona /Uruguai)
3º – Eliseu Glanert (Joaçaba/SC)
4º – Eder Antoniazzi (Flores da Cunha)
5º – Gustavo Visoto (Carazinho)

Intermediária MX1
1º – Luis Henrique Zottis (Passo Fundo)
2º – Leandro Schwindt (Novo Hamburgo)
3º – Gustavo Visoto (Carazinho)
4º – Mauricio Maritan (Passo Fundo)
5º – Marco Müller (Nova Hartz)

Intermediária MX2
1º – Henrique Araújo (Passo Fundo)
2º – Nicolas de Oliveira (Portão)
3º – Felipe Mombach (Montenegro)
4º – Mateus Kunz (Machadinho)
5º – Wanderlei da Silva (Três Passos)

Júnior
1º – Gabriel Della Flora (Santa Rosa)
2º – Bruno Schmitz (Três Passos)
3º – Felipe Migliorini (Marau)
4º – Felipe Moraes (Marau)
5º – Vitor Gonçalves (São Jerônimo)

65cc
1º – Gabriel Andrigo (Marau)
2º – Pedro Moraes (Marau)
3º – Pedro Magero (Caxias do Sul)
4º – Henrique Henicka (Lajeado)
5º – Cristyan Eckhardt (Novo Hamburgo)

50cc A
1º – Rafael Becker (Itapiranga/SC)
2º – Guilherme Salvador (Joaçaba/SC)
3º – Gabriel Bilhar (Guaporé)
4º – Matheus Kappel (Marau)

50cc B
1º – Henrique Henicka (Lajeado)
2º – Cristyan Eckhardt (Novo Hamburgo)
3º – Garmichel Giehl (Dois Irmãos)
4º – Kaue Benato (Veranópolis)
5º – Bruno Chavier (Chapecó)

O campeonato Gaúcho de Motocross 2014 tem o patrocínio máster da RINALDI, HONDA, IMS, co-patrocínio SobreRodas e apoio da MCR, Racing, Farover, Mormaii Knee Breace, Artemoto, Works Suspensões, Only Racing, CTLS – Centro de Treinamento Leandro Silva, Rádio Cross, MundoCross, Zunn Motorcycle e Jornal O Podium.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly