Mundial de Motocross 2015 – 1ª etapa – Qatar

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 03 de Março de 2015 - 11:52

Foi um começo de temporada emocionante. A temporada 2015 estava sendo altamente aguardada pelos fãs de todo o mundo e enquanto todos ansiavam para ver Antonio Cairoli e Ryan Villopoto disputando a primeira vitória do ano na MXGP, o alemão Max Nagl chegou e roubou todas as atenções ao vencer as duas baterias da categoria e o jovem holandês que até a temporada passada todos achassem que seria invencível, fez um retorno triunfal digno do Holandês Voador e venceu também as duas baterias da MX2.

MX2start_MXGP_1_QAT_2015

Largada MX2

 

Categoria MXGP

Depois do impressionante final da temporada 2014, Max Nagl mostrou toda sua habilidade de largada faturando os dois holeshots em Losail e mostrou que está em plena forma e determinado dominando as duas baterias. Foram um total de 36 voltas sendo pressionado o tempo inteiro por Clement Desalle na primeira bateria. Além de colaborar com a ascensão da Husqvarna como grande potencial no campeonato, Nagl mostrou humildade ao admitir que ele surpreendeu a si mesmo com as duas corridas.

Clement Desalle apresentou uma versão nova e mais sorridente ao público árabe e mostrou estar em forma dentro da pista quando ultrapassou e deixou para trás os favoritos, Cairoli e Paulin, e fez uma dobradinha na segunda posição. O belga disse estar contente com sua pilotagem e que realmente está se sentindo bem com o corpo e com a moto. Seguindo uma tática adotada por Nagl no ano passado, Desalle vai voltar para casa na Bélgica antes de seguir viagem para a Tailândia, afirmando que terá mais benefícios para o próprio organismo e treinos desta maneira.

Max Nagl

Max Nagl

Um dos favoritos ao título da categoria, Gautier Paulin se destacou no Qatar não só por seu equipamento, mas também por seu estilo único de BMX que parecia mais impressionante do que o normal no circuito construído pelo homem. O francês tinha muitos fãs o apoiando durante todo o final de semana e deixou Losail satisfeito com sua performance, ele ficou em quarto e terceiro nas duas baterias.

Depois de sua vitória nas corridas classificatórias na sexta feira, a surpresa foi geral por Antonio Cairoli não subir no pódio. O italiano empatou com Paulin na terceira posição, mas perdeu o último lugar no pódio para o francês que teve um melhor resultado na segunda bateria. Apesar de ter terminado a primeira etapa na quarta posição, Cairoli não está preocupado e sabe que é uma temporada longa e já se mostra bem veloz e agressivo em sua KTM.

Repetindo o resultado do ano passado em Losail, Jeremy Van Horebeek fez outra dobradinha na quinta posição. O belga admitiu que quer fazer melhor do que na temporada passada, mas que estava feliz com seu resultado, afinal ele sabe melhor do que ninguém que o resultado pode melhorar, por experiência própria adquirida pelos 11 pódios em 2014.

Fazendo sua estreia na categoria principal, o francês Romain Febvre chamou a atenção acompanhando o ritmo e ficando entre os veteranos nas duas baterias. Enquanto isso, o GP do Qatar serviu como experiência para Ryan Villopoto. Seu resultado não foi exatamente o que ele, a equipe e os fãs esperavam, mas o americano mostrou sua humildade e admitiu que foi um final de semana difícil e que eles vão alcançar os objetivos.

1a bateria da MXGP

  1. Max Nagl
  2. Clement Desalle
  3. Antonio Cairoli
  4. Gautier Paulin
  5. Jeremy Van Horebeek
  6. Romain Febvre
  7. Shaun Simpson
  8. Evgeny Bobryshev
  9. Ryan Villopoto
  10. David Phillipaerts

2a bateria da MXGP

  1. Max Nagl
  2. Clement Desalle
  3. Gautier Paulin
  4. Antonio Cairoli
  5. Jeremy Van Horebeek
  6. Kevin Strijbos
  7. Romain Febvre
  8. Ryan Villopoto
  9. Evgeny Bobryshev
  10. Glenn Coldenhoff

Overall da MXGP

  1. Max Nagl
  2. Clement Desalle
  3. Gautier Paulin
  4. Antonio Cairoli
  5. Jeremy Van Horebeek
  6. Romain Febvre
  7. Ryan Villopoto
  8. Evgeny Bobryshev
  9. Kevin Strijbos
  10. Shaun Simpson

Classificação do campeonato da MXGP após 1 etapa

  1. Max Nagl – 50 pontos
  2. Clement Desalle – 44
  3. Gautier Paulin – 38
  4. Antonio Cairoli – 38
  5. Jeremy Van Horebeek – 32
  6. Romain Febvre – 29
  7. Ryan Villopoto – 25
  8. Evgeny Bobryshev – 25
  9. Kevin Strijbos – 24
  10. Shaun Simpson – 21 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes na MXGP após 1 etapa

  1. Husqvarna – 50 pontos
  2. Suzuki – 44
  3. Honda- 38
  4. KTM – 38
  5. Yamaha – 32
  6. Kawasaki – 25
  7. TM – 17
Pódio MXGP em Losail

Pódio MXGP em Losail

Categoria MX2

Foi o começo perfeito para uma temporada que tem tudo para ser perfeita para Jeffrey Herlings que teve uma das maiores demonstrações de emoção que todos já viram do jovem holandês. Herlings caiu em lágrimas minutos após sua segunda vitória na última bateria da MX2. O Holandês Voador falou em entrevista que passavam coisas muito malucas por sua cabeça durante as últimas voltas e que passou por tempos difíceis com sua lesão na perna durante o final da temporada passada. Foram muitas idas ao médico, a reabilitação, mas que finalmente, agora ele pode correr. Ele admitiu que sua pilotagem não foi tão ótima para ele, que não chegou perto disso, mas que estava muito feliz em estar de volta as competições.

A performance mais impressionante da noite foi de Julien Lieber. O belga fez duas corridas perfeitas, ficando em terceiro e segundo lugares, e conquistou um lugar no pódio pela primeira vez em sua carreira. Sempre humilde, Lieber afirmou que não o final de semana não foi fácil para ele, mas que sua pilotagem foi boa. Ele está ansioso para a próxima etapa na Tailândia e que sabe que será tão difícil quanto a abertura, mas que fará seu melhor.

Julien Lieber

Julien Lieber

Dylan Ferrandis teve um desempenho de favorito ao título durante todo o final de semana. Depois de ficar na segunda posição na primeira bateria, o francês sofreu uma queda na segunda e precisou se recuperar, terminando na quarta posição. Foi sua primeira corrida após a cirurgia no ombro e a terceira posição serviu como um combustível para o começo de temporada.

Devagar criando seu nome como guerreiro, o esloveno Tim Gajser lutou para terminar em sétimo após um acidente horrível na segunda bateria e o resultado somado a sua quarta posição na primeira lhe rendeu a quarta posição da noite.

Com uma décima posição na primeira bateria, o russo, Aleksandr Tonkov, completou os cinco primeiros colocados em Losail, depois de fazer uma bela batalha contra Julien Lieber pela segunda posição da última bateria, mas não conseguiu e acabou terminando em terceiro.

1a bateria da MX2

  1. Jeffrey Herlings
  2. Dylan Ferrandis
  3. Julien Lieber
  4. Tim Gajser
  5. Jeremy Seewer
  6. Jordi Tixier
  7. Max Anstie
  8. Valentin Guillod
  9. Pauls Jonass
  10. Aleksandr Tonkov

2a bateria da MX2

  1. Jeffrey Herlings
  2. Julien Lieber
  3. Aleksandr Tonkov
  4. Pauls Jonass
  5. Dylan Ferrandis
  6. Valentin Guillod
  7. Tim Gajser
  8. Jeremy Seewer
  9. Jordi Tixier
  10. Thomas Covington

Overall da MX2

  1. Jeffrey Herlings
  2. Julien Lieber
  3. Dylan Ferrandis
  4. Tim Gajser
  5. Aleksandr Tonkov
  6. Pauls Jonass
  7. Jeremy Seewer
  8. Valentin Guillod
  9. Jordi Tixier
  10. Thomas Covington

Classificação do campeonato da MX2 após 1 etapa

  1. Jeffrey Herlings – 50 pontos

     2. Julien Lieber – 42

  1. Dylan Ferrandis – 38
  2. Tim Gajser – 32
  3. Aleksandr Tonkov – 31
  4. Pauls Jonass – 30
  5. Jeremy Seewer – 29
  6. Valentin Guillod – 28
  7. Jordi Tixier – 27
  8. Thomas Covington – 21 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes MX2 após 1 etapa

  1. KTM – 50 pontos
  2. Yamaha – 42
  3. Kawasaki – 38
  4. Honda – 32
  5. Husqvarna – 31
  6. Suzuki – 29 pontos

 

Pódio MX2 em Losail

Pódio MX2 em Losail

Calendário do Mundial de Motocross 2015:

Segunda Etapa – 08 de Março – Nakhonchaisri / Thailândia
Terceira Etapa – 29 de Março – Neuquen / Argentina
Quarta Etapa – 19 de Abril – Arco di Trento / Trentino
Quinta Etapa – 26 de Abril – Valkenswaard / Europa
Sexta Etapa – 10 de Maio – Talavera de la Reina / Espanha
Sétima Etapa – 24 de Maio – Matterley Basin / Grã Bretanha
Oitava Etapa – 31 de Maio – Villars sous Ecot / França
Nona Etapa – 14 de Junho – Maggiora / Itália
Décima Etapa – 21 de Junho – Teutschenthal / Alemanha
Décima Primeira Etapa – 05 de Julho – Uddevalla / Suécia
Décima Segunda Etapa – 12 de Julho – Kegums / Letônia
Décima Terceira Etapa – 26 de Julho – Loket / República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 02 de Agosto – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 16 de Agosto – Trindade / Brasil
Décima Sexta Etapa – 30 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 13 de Setembro – Leon / México
Décima Oitava Etapa – 20 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

27 de Setembro – Motocross das Nações – Ernée / França

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly