Motocross: Ibirubá festeja desta vez tempo bom na segunda etapa

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 18 de Março de 2015 - 14:53

A 2ª etapa do Gaúcho em Ibirubá confirmou aquilo que se previa desde o sábado. Oito categorias ainda entrariam na pista. E para recomeçar com “chave – de – ouro” que tal a bateria numero um da MX pró. Um grande duelo entre Mateus Basso, “O Tatú” que largou em 1º e a fera Gustavo Roratto e ainda Gabriel Carbonera que não os perdia de vista e vinha na 3ª colocação da bateria. O duelo era de gente grande e na transição da 2ª para 3ª volta, Roratto consegue uma brecha na pista e assume a ponta deixando Tatú, Carbonera e Cristiano Rasia pelo 2º bloco. Gustavo Roratto sustenta a posição e vence a corrida, seguido de Mateus Tatú, Gabriel, Duda Parise que buscou posição em prova de recuperação com Luis Henrique Zottis fechando na 5ª colocação da bateria inicial.

IMG_1884

Mateus Basso largou na ponta, e venceu a 2ª bateria e a etapa da Pró

A Júnior para pilotos com motos de até 150cc foi a próxima categoria a entrar na pista do moto clube Papa Léguas. Felippe Menuzzi fez o hole shote seguido, de Bernardo Pícoli, Felipe Moraes, Felipe Migliorini e Gabriel Andrigo no pelotão principal da primeira volta. Na volta seguinte, Bê cai e perde posições, Moraes assume a 2ª colocação com Migliorini e Bruno Schmitz que vinha em prova de recuperação após largar em último. Bruno vai ao ataque e no meio da corrida impõe um ritmo mais forte, ultrapassa seus adversários para chegar, duelar com Menuzzi que não mantém o ritmo inicial. Bruno é líder na metade começa então o duelo entre Migliorini e Menuzzi, que dura mais de 5 voltas até Migliorini assumir a 2ª posição da etapa. Bruno vence a prova com Migliorini em 2º, Menuzzi em 3º seguido de Felipe Moraes e Gabriel Andrigo completando o pódio.

DSC00707

Bruno venceu em prova de recuperação

A molecada da 50cc veio em seguida com Rafael Becker largando em 1º seguido de Garmichel Giehl, Bruno da Cruz, Guilherme Bresolin e Guilherme Moraes. Becker liderava a classe B e Moraes a classe A. Rafael Becker que foi ameaçado por Garmichel durante toda prova, chegando inclusive a colocar meia moto a frente na curva central, segurou os ataques do piloto de Dois irmãos. Rafael, Garmichel,Bruno, Bresolin e Santiago Leiria os 5 primeiros da classe B. Na classe A, Guilherme Moraes em 1º seguido de Luiz Augusto Moraes e Matheus Kappel no pódio da classe A.

DSC00741

Rafael segurou Garmichel durante toda prova

DSC00739

Guilherme #88venceu a 50cc classe A

As motos de 250cc entraram na pista para a disputa única da bateria da MX2. Gustavo Roratto largou na frente seguido de perto por Gabriel Carbonera e Mateus Basso. As voltas iniciais foram na mesma tocada, mas aos poucos Rorattinho abre vantagem confortável na pista. O pelotão principal continuava sem alterações mas o pega que vinha desde a 3ª volta era entre Cássio Anacleto e Leonardo Dambros. Rorattinho venceu de ponta a ponta seguido, de Gabriel, Mateus, Cássio e Leonardo Dambros os 5 do pódio.

IMG_1634

Pódio completo da MX2

Alex Cavalga, piloto catarinense que corre no RS desde 2012, largou melhor, fez o hole shote seguido, de Gustavo Visto, Luis Henrique Zottis e mais atrás Cristiano Rasia dividiam a 1ª curva. Todos na mesma tocada e praticamente sem diferença no cronômetro fechavam a volta inicial. Na volta seguinte, Visoto erra cai para 4ª posição e na 3ª volta, foi a vez de Luis Henrique errar na curva das ambulâncias, cair e perde a posição para Rasia. Na 5ª volta, Rasia faz o que se espera de quem procura a vitória, arrisca acelera e pressiona o líder até buscar a posição um.  Rasia assume a ponta numa hora importante, pois a pelotão da frente estava definido. Alex era o 2º com Luis Henrique ainda em 3º. As voltas finais foram emocionantes, com a vitória de Rasia, Luis Henrique ultrapassando Alex e chegando em 2º, Alex o 3º com Leandro Schwindt em 4º desde a 3ª volta e Maiara Basso em prova de recuperação completou o pódio da categoria.

IMG_1646

Alex #111 largou na ponta mas Cristiano #77 venceu a prova

Everton da Silva, O Grilo surpreendeu e largou na ponta fazendo o hole shote da MX3 seguido de Maiara Basso, Danny Oliveira e Leandro Schwindt. Grilo se empolga, desconcentra e cai no salto dos eucaliptos, mas quem assume a ponta foi Danny que já havia assumido a 2ª colocação. Maiara vem em 2º seguido de Cássio Lima, Gustavo Visoto e Glaureci Lemos formando o pelotão principal. Já chegando no pelotão da frente, Marcos Cordeiro que largou mal voava na pista. A reta final da prova foi de emocionar, Marcos chegou ao posto que almejava  ao duelar por mais de 3 voltas com Danny Oliveira. Marcos Cordeiro assume a ponta para vencer mais uma etapa e se candidatar de vez ao título. Danny erra na volta final e Maiara é 2º. Danny, Cássio e Glaureci completam o pódio.

IMG_1694

Com enorme recuperação, Cordeiro venceu a MX3

Chico Louco é apelido, o nome é Vanderlei da Silva, ele é quem dita as regras nas etapas iniciais da Intermediária MX2.  Em Ibirubá, Vanderlei não foi louco, foi esperto e largou na frente trazendo consigo uma promessa do nosso motocross Ândrio Seben, Jonatas Migliorini e Leonardo Dambros. Seben pressiona, encosta coloca lado a lado, mas Chico Louco mantém a posição até a volta final. Chico recebe a quadriculada em 1º seguido, de Ândrio, Dambros (que retornou as pistas após longo tratamento de saúde em 2014), Mateus Kunz e Rodrigo Galiotto que fez corrida de recuperação.

IMG_1798

Chico Louco venceu mais uma

Na 65cc, Gabriel Andrigo largou na ponta, seguido de Pedro Chagas Moraes que até colocou meia moto a frente do líder na 3ª volta, mas levou o “xis”. Kauê Benatto foi o 3º na largada. Essas posições não se alteraram até o final da prova. Garmichel que largou m 4º, perdeu a posição para Marlon Lazaretti na 4ª volta, recuperou a posição na volta final quando Lazaretti teve problemas no escapamento da moto. Garmichel foi 4º e Felipe Tenedini em 5º. Marlon ainda segurou o moto na 6ª colocação, apesar do escapamento. Gabriel Andrigo anda com fome do título.

IMG_1816

Andrigo #10 venceu a 65cc de ponta a ponta

A prova final da 2ª etapa, foi no estilo de melhor MotoCross. A 2ª bateria teve novamente Mateus largando na frente seguido de perto por Rorattinho, Cristiano Rasia e Carbonera dividindo a curva um. Carbonera chega a ocupar a 2ª colocação na prova enquanto que Mateus se mantinha cada vez mais líder na 3ª volta. Rorattinho perde tempo, custa a avançar e lutar pela liderança. Na 5ª volta, Rorattinho assume a vice – liderança. Ele e Carbonera ainda trocariam de posição em outras oportunidades. Os 3 primeiros com diferença mínima no cronômetro até a quadriculada. Mateus vence, seguido de Carbonera, Roratinho, Duda Parise que também andou no pelotão da ponta por 90% da prova. Cale Florim foi o 5º na bateria final na etapa promovida pelo Moto Clube Papa Léguas.

A soma das duas ficou assim: Mateus em 1º seguido de Rorattinho, Carbonera,Douglas” Duda” Parise e Cale Florim.

IMG_1898

Basso, Carbonera e Roratto, duelos nas duas provas da MX pró

O campeonato Gaúcho de Motocross 2015 tem o patrocínio máster da RINALDI, IMS e apoio da MCR Racing, Farover, Mormaii Knee Breace, ArtemotoWorks Suspensões, Only Racing, CTLS – Centro de Treinamento Leandro Silva, Rádio Cross, MundoCross, Zunn Motorcycle e Jornal O Podium.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly