Copa Verão 2015 tem proposta de pré – temporada no MX

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 25 de março de 2015 - 19:31

A mais de uma década o RS prepara e promove uma espécie de pré – temporada no motocross do sul do país. Pilotos e equipes aproveitam também para curtir uma praia, visto que as etapas ocorrem em cidades litorâneas e nosso verão é curto, tornando assim uma oportunidade de férias em alguns casos. Veja como foi a Copa Verão de motocross.

IMG_0166

Gabriel Della Flora venceu a MX1 e MX2 JR

IMG_0271

Cássio recebe da ED3 e da FGM a chave da moto

A Copa Verão 2015 teve seu desfecho em Cidreira, cidade praia do litoral norte do RS. Na oportunidade foi sorteada a moto Pro Tork para pilotos que participaram das três etapas da competição. O sortudo, Cássio Anacleto de São João/SC levou a motocicleta avaliada em mais de R$5.000,00. As 10 categorias estavam em aberto e em fevereiro em duelos eletrizantes definiram os campeões e vices. Veja como foram os duelos.

IMG_0275

Amanda Fernandes sorteou a moto para Cássio

Na 55cc, Garmichel Giehl “Deu na veia” largou na ponta para vencer a etapa e conquistar o campeonato. Mas não foi fácil, pois Erik Vitorassi ameaçou e chegou a colocar lado a lado e próximo a liderar a etapa no meio da bateria, mas Garmichel deu a volta por cima fechou a porta para vencer a corrida. Erick Vitorasso Chegou em 2º na prova e ficando como vice. No pódio subiram a inda Guilherme Brezolin, Welliton Lima e Luiz Augusto Moraes.

IMG_9878

Garmichel foi campeão da 50cc

IMG_0281

Pódio final dos meninos da 50cc

Na Estreante Nacional, Aurino Neto largou na ponta com Willian Lima em 2º e com o regulamento na mão tendo em seu encalço Gabriel Carvalho. Foram 5 voltas em grande estilo e Gabriel assume a ponta. Willian não reagiu, pois essa posição ainda lhe daria o título da categoria desde que Thiago Martins não subisse muito os degraus do pódio. Foi o que ocorreu, Thiago largou mal buscou posições e chegou em 5º o suficiente apenas para o vice. Willian chegou em 3º e foi campeão por um ponto, ali no limite. Gabriel venceu a prova com Aurino, Wiillian, Gabriel Cardoso e Thiago no pódio.

IMG_9561

Willian Lima, O Tarta Boy, campeão da Estreantes Nacional

Já na Estreante Importada Rafael Escobar que a cada dia se aperfeiçoa mais em sua Kava 250cc, largou na ponta com Axel Hahn em 2º e Alexandre Otto, O Cascata formando o pelotão principal. Em duelo com Cascata, Axel chega a cair, mas volta e recupera a 3ª colocação. Rafael venceu de ponta a ponta e com esse resultado ficou com o vice – campeonato, Giovane o 2º foi o campeão 2015. Axel, Cascata e Fernando Oliveira subiram no pódio.

IMG_0151

Giovane levou a Estreantes Importadas

IMG_0285

Pódio final da Estreantes Imp. Rafael venceu a prova

A MX2 teve Cássio Cássio Anacleto vencendo sua 2ª prova consecutiva e com isso garantiu o título da competição. Gabriel Della Flora chegou em 2º e ficou com o vice. No pódio João da Veiga foi 3º seguido de Leonardo Limberger e Axel Hahn.

IMG_0242

Cássio, o campeão da MX2

Na 65cc, não teve pra ninguém. Carlos Baltazar venceu mais uma etapa e de ponta a ponta. Com isso ele foi campeão invicto. Na etapa, Facundo LLanbias chegou em 2º em sua participação única  e especial do Hermano castelhano. O vice-campeão Erick Vitorasso foi o 3º na etapa seguido de Marlon Lazzaretti e Garmichel Giehl.

IMG_0001

Baltazar foi 1º no campeonato da 65cc

Na júnior Olívio Gabriel largou na frente, mas não resistiu os ataques de Carlli Rost que na 3ª volta fez a ultrapassagem para alcançar a liderança e vencer a etapa.  Carlos Baltazar inscrito nas duas categorias foi 3º com Mariana Daltoé e Eduardo Manoel subindo no pódio. O campeão foi Olívio e o vice foi Baltazar.

IMG_0031

Olívio levou o caneco da Júnior

Ângelo Mattos, O Pano fez o hole shote na MX3, seguido de perto por Adairton Soares, O Brutos e Fernando Oliveira. Logo na 2ª volta Brutos põe no lado e força a ultrapassagem sobre Pano para liderar e vencer a prova. Pano se manteve em 2º com Paulo Cezar Silveira, O Katatau em 3º ele que manteve a colocação após duelo com Luiz Carlos May o 4º colocado mesmo caindo na etapa. Juner Rockenbach completou o pódio. Katatau é campeão.

IMG_0053

Katatau foi campeão da MX3

IMG_0289

Pódio final com a vitória de Brutus na MX3

Como não podia deixar de ser, Cássio Anacleto e Gabriel Della Flora largaram em grande duelo na disputa do título da MX1. Cássio erra, chega a cair faltando 3 voltas do fim . Com isso Gabriel assume a ponta e vence a etapa final. Ao vencer, empata em pontos com Cássio, mas leva o título. Cásio foi vice na MX1. O pódio teve ainda Axel Hahn, Sérgio Fernandes e Juner Rockenbach.

IMG_0237

Largada espetacular da MX1

Com 3 vitórias Alex Santos venceu de ponta a ponta a etapa final da Máster Nacional e sagrou-se o campeão 2015. Já Paulo Moraes ficou em 2º na etapa final, e 3º no campeonato com Cristiano Bitencourt chegando em 3º lugar na prova mas sagrando-se o vice – campeão da categoria. Ele que retorna as pistas. É uma paixão, não consigo ficar longe”.Diz o piloto. 

IMG_0078

Alex é campeão invicto da Master Nacional

A Nacional Força Livre foi outra categoria que teve seu desfecho no limite. O duelo entre Gedielson Sá e Alex dos Santos foi de tirar o fôlego nas 3 etapas e na final quem venceu a prova foi Gedielson que largou na ponta e não errou durante a corrida. Alex chegou em 2º na etapa e ficou com o vice – campeonato. A diferença foi de apenas um ponto. Na etapa ainda tivemos Cristiano Bitencourt, Gabriel Carvalho e Sandro Soares completando o pódio.

IMG_0076

Gedielson levou a 230cc e a Força Livre Nacional

A MX5 teve Giovani Cardoso largando na ponta, ele que havia vencido a etapa de abertura mas quebrou na etapa de Arroio do Sal, ainda disputava o título. Ao largar na frente teve Sandro da Guarda em 2º, Juarez Oliveira em 3º. Mais atrás, também fortes candidatos ao título apareciam Adão Costa e Rogério Loureiro. No começo, Sandro chegou a liderar por algumas voltas, mas cai no meio da bateria. Giovani vence a prova, Sandro o 2º, Adão em 3º e Rogério em 4º lugar e Evandro Lima em 5º no pódio. Adão e Rogério empataram em pontos, mas Adão fica com o título por ter chegado em posição melhor na etapa final.

IMG_0122

Adão da Costa salta para levar o campeonato da MX5

IMG_0302

Giovani sobe no lugar mais alto da MX5 em Cidreira

Na 230cc, Rodrigo Ribeiro e Alex dos Santos dividem a primeira curva, mais tarde Alex em pressão busca a liderança, mas quem vem de trás em recuperação era a fera Gedielson Sá que não desiste ultrapassa Alex para vencer a prova e conquistar também o título da 230cc. Bruno da Luz foi 3º na etapa seguido de Rodrigo Malmann e Ramon Antunes. Rodrigo foi 6º na corrida. Alex  ficou com o vice – campeonato.

IMG_0069

Largada acirrada da 230cc. Gedi #28 é campeão

Na MX2 Júnior o vencedor foi Gabriel Della Flora que conquistou de forma indiscutível a taça de campeão da categoria. Leonardo Limberger, “O Zanelinha” foi 2º no pódio e ficou vice – campeão. No pódio da 3ª etapa tivemos também Axel Hahn em 3º, Kevin Feula em 4º e Daniel Dalmas em 5º lugar.

IMG_0169

Leonardo Limberger, O Zanelinha vice na MX2 júnior

Adecir de Lima fez o hole shote na MX4 seguido de Sergio Fernandes, Luis Gustavo Adams, Eduardo Timm e Daniel Simon. Serginho buscava o título e logo na volta seguinte assume a liderança para vencer a prova final. Adecir chegou em 2º. Os dois foram campeão e vice consecutivamente. Timm buscou melhor posição e ficou em 3º na etapa de Cidreira com Daniel e Marco Damião ainda no pódio.

IMG_0246

Na MX4, Serginho Moto Mania foi campeão

Na Copa Verão também tivemos premiação para a feminina que teve apenas uma corrida. Mayreê Ribeiro a Gauchinha foi a campeã  com Tais Knies a vice. Em 2016, elas devem organizar-se mais para terem mais córum.

IMG_9738

Gauchinha: 1ª na Feminina. Garotas devem vir em 2016 organizadas

Finalizando o campeonato Gabriel Della Flora disputava a intermediária com João da Veiga e Leonardo Limberger. Gabriel largou na frente, seguido de João e Alexandre Otto que duelavam com Rafael Escobar pela 2ª colocação. Rafael busca a posição de Alexandre, mas cai logo em seguida finalizando a corrida em 6º. Gabriel ganha a 2ª consecutiva na categoria, mas fica em 3º no campeonato. O campeão foi João da Veiga que finalizou em 2º a etapa e o vice – campeão foi Leonardo, 3º na prova. Alexandre em 4º e Kevin Feula também subiram no pódio.

O campeonato teve o patrocínio de: Borilli Racing, ED3 e Pró Tork. Supervisão FGM: Organização: Zanela Eventos.

IMG_0247

João da Veiga levou a Intermediária Importada

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly