Mundial de Motocross 2015 – 4ª etapa – Itália

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 20 de abril de 2015 - 8:00

É unânime. O GP de Trentino que aconteceu no último final de semana no circuito de Pietramurata entrou para a história como uma das melhores corridas de todos os tempos. O clima da quarta etapa do Mundial de Motocross 2015 estava eletrizante o que somou ainda mais ao show impressionante de Max Nagl que conquistou sua terceira vitória na temporada e Tim Gajser que conquistou sua primeira vitória da carreira na MX2.

GajserWin_MXGP_4_TN_2015

Herlings e Ferrandis saúdam Gajser por sua primeira vitória.

Categoria MXGP

Max Nagl está provando que se ele fizer o holeshot, ninguém o alcança. Depois de terminar a primeira bateria na segunda posição, o alemão faturou o quarto holeshot da temporada e avançou na liderança para conquistar mais uma merecida vitória, seu terceiro overall da temporada e subiu para a segunda posição na classificação geral do campeonato, com apenas um ponto atrás do líder, Clement Desalle.

Antonio Cairoli parece estar recuperando sua forma e velocidade. Prova disso foi sua vitória da primeira que causou uma verdadeira festa entre os fãs italianos que enlouqueceram com a vitória do piloto da casa. Com o segundo lugar na segunda bateria, Cairoli conquistou o segundo lugar do pódio em Trentino.

Líder do campeonato, Clement Desalle está mantendo o ritmo e o estilo elegante de pilotagem, mostrando que ele está correndo com grandes objetivos em mente. Embora tenha ficado atrás de Ryan Villopoto durante toda a segunda bateria, o belga mostrou um outro lado seu quando avançou até a liderança. Depois que escapou por pouco do acidente de RV, que aconteceu ao seu lado, ele caiu sozinho depois, mas conseguiu voltar para a corrida e terminou na quarta posição. Este resultado somado a terceira posição na primeira bateria lhe renderam o terceiro lugar no pódio do dia. Seu quarto pódio consecutivo da temporada.

A cada etapa Romain Febvre se aproxima do pódio e em Trentino, o francês confirmou sua posição como o novato mais rápido da categoria MXGP.

Romain Febvre

Romain Febvre

Gautier Paulin e Evgeny mostraram sintonia durante todo o final de semana. A dupla  largou bem e com a pista sendo tão desafiadora e com a intensidade do talento dos pilotos da categoria principal estando mais forte do que nunca, os dois terminaram na quinta e sexta posição, respectivamente, do overall do GP.

Ryan Villopoto teve a chance de roubar as atenções das estrelas do Mundial. Na primeira corrida, ele chegou perto quando se envolveu como um dos protagonistas de um duelo clássico entre quatro pilotos pela primeira posição, mas na segunda bateria ele sofreu um dos acidentes mais bizarros da temporada.

Os dois outros pilotos da casa, Davide Guarneri e Davi Philippaerts terminaram na oitava e nona posição do dia.

Overall da MXGP em Trentino

  1. 1. Max Nagl
  2. 2, Antonio Cairoli
    3. Clement Desalle
    4. Romain Febvre
    5. Gautier Paulin
    6. Evgeny Bobryshev
    7. Ken De Dycker
    8. Davide Guarneri
    9. David Philippaerts
    10. Shaun Simpson

Classificação do campeonato da MXGP após 4 etapas

  1. 1. Clement Desalle – 171 pontos
  2. 2. Max Nagl – 170
    3. Antonio Cairoli – 170
    4. Romain Febvre – 129
    5. Gautier Paulin – 128
    6. Ryan Villopoto – 124
    7. Evgeny Bobryshev – 100
    8. Todd Waters – 78
    9. Jeremy Van Horebeek – 75
    10. Davide Guarneri – 70 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes na MXGP após 4 etapas

  1. 1. Suzuki – 133 pontos
  2. 2. Husqvarna – 127
    3. KTM – 123
    4. Kawasaki – 106
    5. Yamaha – 99
    6. Honda – 97
    7. TM – 48 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes na MXGP após 4 etapas

  1. 1. Husqvarna – 174 pontos
  2. 2. Suzuki – 171
    3. KTM – 170
    4. Yamaha – 134
    5. Kawasaki – 129
    6. Honda – 129
    7. TM – 70 pontos
Pódio da MXGP em Trentino

Pódio da MXGP em Trentino

Categoria MX2

Foi uma vitória bem emocionante para Tim Gajser que ultrapassou Jeffrey Herlings na segunda bateria e resistiu a pressão do holandês para conquistar sua primeira vitória de bateria na MX2 e seu primeiro GP da carreira.

Tim Gajser

Tim Gajser

Enquanto isso, Jeffrey Herlings, estava mais impressionante na primeira bateria do que normalmente está e aniquilou todos. Porém, na segunda bateria a música tocou em um compasso diferente para o líder do campeonato. Ele fez uma largada ruim e foi obrigado a abrir caminho até chegar na primeira posição. Depois de alcançar a liderança de 10 segundos de vantagem de Gajser, restando apenas meia volta para terminar, ele perdeu tração e escorregou, perdendo a chance de vencer mais uma bateria e o GP.

Completando o pódio, Jordi Tixier teve que se contentar com dois terceiros lugares quando foi deixado para trás por Gajser e Herlings.

Enquanto isso, seu colega de equipe, Dylan Ferrandis, dificultou a própria vida com duas largadas ruins e precisando fazer duas baterias de recuperação, terminando na quinta e quarta posições, conquistando a quarta posição no geral.

Max Anstie completou os cinco primeiros colocados do dia. O inglês que fez uma boa primeira bateria, terminando em quarto e se recuperou depois de cair no começo da segunda bateria para terminar na sétima posição.

Overall da MX2 em Trentino

  1. 1. Tim Gajser
  2. 2. Jeffrey Herlings
    3. Jordi Tixier
    4. Dylan Ferrandis
    5. Max Anstie
    6. Jeremy Seewer
    7. Valentin Guillod
    8. Benoit Paturel
    9. Brent Van doninck
    10. Julien Lieber

Classificação do campeonato da MX2 após 4 etapas

  1. 1. Jeffrey Herlings – 172 pontos
  2. 2. Dylan Ferrandis – 159
    3. Pauls Jonass – 133
    4. Tim Gajser – 126
    5. Julien Lieber – 101
    6. Valentin Guillod – 101
    7. Jeremy Seewer – 99
    8. Aleksandr Tonkov – 95
    9. Thomas Covington- 86
    10. Jordi Tixier – 75 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes na MXGP após 4 etapas

  1. 1. KTM – 194 pontos
  2. 2. Kawasaki – 165
  3. 3. Honda –135
  4. 4. Yamaha – 129
  5. 5. Suzuki – 99
  6. 6. Husqvarna – 98 pontos
Pódio da MX2 em Trentino.

Pódio da MX2 em Trentino.

Calendário do Mundial de Motocross 2015:

Quinta Etapa – 26 de Abril – Valkenswaard / Europa
Sexta Etapa – 10 de Maio – Talavera de la Reina / Espanha
Sétima Etapa – 24 de Maio – Matterley Basin / Grã Bretanha
Oitava Etapa – 31 de Maio – Villars sous Ecot / França
Nona Etapa – 14 de Junho – Maggiora / Itália
Décima Etapa – 21 de Junho – Teutschenthal / Alemanha
Décima Primeira Etapa – 05 de Julho – Uddevalla / Suécia
Décima Segunda Etapa – 12 de Julho – Kegums / Letônia
Décima Terceira Etapa – 26 de Julho – Loket / República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 02 de Agosto – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 16 de Agosto – Trindade / Brasil
Décima Sexta Etapa – 30 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 13 de Setembro – Leon / México
Décima Oitava Etapa – 20 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

27 de Setembro – Motocross das Nações – Ernée / França

fonte: MXGP

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly