Ryan Villopoto fora do Mundial em Matterley Basin

Por Mariah Morgado | Foto por MXGP | 20 de Maio de 2015 - 12:10

Tendo sido aconselhado a voltar para os Estados Unidos para receber tratamento especializado para a lesão no cóccix sofrida na Itália, Ryan Villopoto foi avisado que ele não irá correr na sétima etapa do Mundial de Motocross na Grã Bretanha devido a uma lesão espinhal mais séria.

A equipe médica especializada que está trabalhando com o tetra campeão do AMA Supercross confirmou a lesão no cóccix e também descobriu uma compressão em L4 na coluna lombar de RV. Com exames mais detalhados, radiográficas indicaram que o material do osso lesionado está cicatrizando, mas não na velocidade que o piloto da equipe Monster Energy Kawasaki ou seus conselheiros esperavam.

10996013_10204174894159158_3054223589667783592_n

Depois de conversar com seu treinador, Aldon Baker, e considerando seu desejo de competir e vencer mais para frente no Mundial em 2015, o piloto de 26 anos tomou a difícil decisão de permanecer nos EUA e se concentrar em um retorno à sua forma física no período de tempo mais breve possível.

Comentando sobre a situação, Steve Guttridge, Gerente de Competições da Kawasaki Motors Europe, concluiu que apenas um Villopoto completamente em forma conseguiria competir seriamente e fazer sua presença ser notada na liga principal do motocross mundial. “Ryan tomou a decisão de ficar de fora do GP britânico neste final de semana. Tendo sofrido mais dores nas costas nestas últimas semanas, ele não conseguiu treinar completamente e nem pilotar sua KX450-SR de treino lá nos Estados Unidos. Nós agora estamos procurando coletivamente pela melhor estrutura para ajuda-lo em sua recuperação para que ele possa voltar para o Mundial quando ele estiver completamente recuperado, apto a treinar com a moto e preparado para correr novamente.”

Falando em nome do maior patrocinador da equipe, a Monster Energy, Mitch Covington, vice presidente do Marketing Esportivo, concluiu. “Nós queremos um Ryan Villopoto 100% em forma. Ryan está fazendo o que precisa fazer para se recuperar apropriadamente e nós o apoiamos 100% nessa decisão. Ele vai voltar e pronto para terminar forte ao invés de ir levando machucado.”

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly