Ipiranga Motocross fez tremer a serra em Nova Prata

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 23 de maio de 2015 - 16:24

O Ipiranga Regional de Motocross teve em 19 de abril a 3ª etapa. Os duelos disputados na pista do moto clube Fim da Picada na zona central de Nova Prata, na serra gaúcha e marcou a liderança apertada nas duas principais categorias. Mais de 2,5 mil espectadores não arredaram o pé enquanto que as 12 baterias não chegassem ao final.

IMG_1403

A Categoria Estreantes teve a 1ª largada cancelada devido a bandeira vermelha na 3ª volta com tombos que precisaram de assistência na pista. Na 2ª largada, o líder do campeonato Leonardo Tenedine, que havia caído na 1ª largada, também largou mal na 2ª. Na ponta Tiago Barbizan com Marcos Marca, Rafael Testa e Leonardo formando o pelotão inicial. Marcos Marca impõe pressão e na 3ª volta já aparece na liderança. Tiago cai para 3º. Na 4ª volta Leonardo já é 2º. Na reta final, o líder do campeonato encosta de vez em Marco e faltando 2 voltas assume a ponta. Leonardo Tenedine venceu, seguido de Marcos Marca, Rafael Escobar que largou em 5º e buscou posições. Rafael foi 4º e Gabriel Poletto 0 5º.

IMG_1523

Logo em seguida veio a Intermediária MX1, bateria em que Leonardo Limberger fez o hole shote seguido de Luis Henrique Zottis e Gustavo Visoto dividindo a curva um. Mais atrás Nícolas Oliveira e David Chies. Leonardo abre grande vantagem e Zottis não consegue aproximação. Leonardo vence a etapa e com a ausência de Adenilson, ele agora encosta na liderança. Zottis confirmou o 2º lugar, Nícolas buscou o 3º e David e Gustavo fecharam o pódio.

IMG_1653

A garotada da base entra na pista com a 65cc. Pedro Moraes, enrola o cabo e larga na frente com o líder Henrique Henicka em 2º, Cristian Eckard em 3º, Garmichel Giehl em 4º com Cauê Benato na 5ª colocação. Pedro tem problemas na metade da corrida, bom para Henrique que assume a liderança e vence pela 3ª vez. Cristian chega em 3º com Cauê em 3º, ele que anda em casa a 4ª etapa e contará com a torcida em Veranópolis no dia 24 de maio.  Garmichel e Felipe Tenedine também subiram no pódio.

Por sua vez, a Nacional Força Livre é a única que é disputada em duas baterias.  E teve como ponteiro na 1ª prova o garoto de Porto Alegre Tiago Moraes que foi surpreendido por Gelsi Cunico ainda na volta inicial. Mas o líder Leandro Folé não deixaria barato e na 3ª volta, buscou a recuperação, assume a liderança para vencer. Tiago que se manteve na frente, duela na metade final com Rodrigo Malminho, os dois chegam a trocar de posição, mas Tiago confirmou o 2º lugar seguido de Rodrigo, Gelsi. Na bateria de fundo, Tiago repetiu a boa largada, mas Folé que largou em 3º logo assumiu a liderança para vencer novamente e chegar aos 75 pontos. Tiago confirmou o 2º lugar inclusive na geral. Malminho ficou com o 3º lugar no pódio, Cunico e Alexandre Otto também subiram no pódio.

Já na 50cc, Garmichel Giehl largou na frente para vencer de ponta a ponta seguido de Tiago Santim, Gabriel Bilhar e Guilherme Chagas. Garmichel é outro piloto que venceu as 3 etapas e soma 75 pontos no Ipiranga Motocross.

IMG_1593

A experiência entra em pista começando com a MX3. Guilherme Benatto, O Mémi largou na frente e junto com ele, Gustavo Visoto, Djalma Salvador, Carlos Kettermann e Fabiano Ribeiro completando o pelotão principal. Visoto ataca e na 2º volta assume a ponta, seguido de Salvador e Mémi, piloto de Veranópolis que será o anfitrião no dia 24 de maio. Os duelos se davam em todas as 8 primeiras posições de forma particular entre dois em dois pilotos. Entre os duelo se destacam Fabiano e o piloto da casa Roberto Ruy pela 5ª posição. Visoto recebe a quadriculada em 1º seguido de Eduardo Tressino que largou mal, mas buscou posições até chegar em 2º lugar nas voltas finais. Djalma chegou em 3º com Mémi em 4º e Fabiano em 5º.

IMG_1466

A MX2 deu início aos trabalhos da tarde. Ândrio Seben enrolou o acelerador, largou na frente para vencer a etapa de ponta a ponta. Com o resultado, e com a ausência de Henrique Araújo que recupera se de contusão, ândrio encosta no atual líder Marcelo Galiotto, o 2º da etapa e que ainda não venceu na temporada. Ânderson Seben chegou em 3º seguido de Leonardo Tenedine e José Luis Benetti.

IMG_1516

Continuando a base do Ipiranga Motocross, a 85cc teve o líder Vitor Gonçalves largando na ponta, mas caindo na 1ª curva, ficando por último. Felipe Moraes assume a frente com Bernardo Píccoli e Diogo Zanco em 3º. Vitor busca posições chegando em 3º atrás de Bernardo em 2º e Felipe em 1º vencendo pela 1ª vez. Vitor continua líder absoluto. Diogo e Gustavo Feltrin duelaram e Diogo assume a 4ª colocação com Gustavo completando o pódio.

IMG_1571

A MX4 foi quase um “repeteco” da largada da MX3. Mémi foi o primeiro na curva um. Logo atrás vinha Visoto e Salvador com Kettermann na 4ª colocação. Mémi resiste por meia prova quando Visoto pôe no lado e força a ultrapassagem. Mémi fica em 2º. Nas duas voltas finais, Salvador dá um sprit, assume a vice – liderança e na volta final, assume a liderança para vencer em Nova Prata. Visoto ficou o com 2º lugar com Mémi em 3º, Fabiano e Carlos Kettermann. Nessa categoria tivemos a grata surpresa de Léo Lopes às pistas. O piloto de Lajeado ficou em 6º lugar e por um instante chegou a figurar entra os 5 da etapa.

IMG_1608

 Na MX1 Luis Henrique Zottis faz uma largada perfeita e sai na ponta. Mais atrás Leonardo Limberger, Marcelo Galiotto, Nícolas Oliveira e Juliano Mercalli formam o 1º pelotão completando a volta inicial. Zottis abre grande vantagem a cada volta e fecha com vitória incontestável. De 2º ao 5º, aos poucos todos tem vantagens confortáveis. Leonardo chega em 2º com Nícolas em 3º, Galiotto e Mercalli subindo no pódio.

A bateria final da 3ª etapa foi a intermediária MX2. Ândrio Seben conquistou sua 2ª vitória na competição e com os resultados paralelos, abre grande vantagem na liderança da competição dando o troco no irmão Ânderson que havia vencido a etapa inicial. Juliano Mercalli que também anda em casa no dia 24 de maio, chegou em 3º seguido de, Vinícius Oliveira, que volta a fazer grandes duelos e Marcos Marca na 5ª colocação.

 IMG_1570

 

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly