4ª etapa do Catarinense de Motocross: show de prova em Jaraguá do Sul

Por Tiago Wolf e Gerson Coas | Fotos por Mateus Schmitz e Tiago Wolf | 07 de junho de 2015 - 10:00

Mais de 150 competidores participaram da 4ª etapa do Campeonato Catarinense de Motocross. A prova foi realizada no Motódromo Parque Marino Tecilla, em Jaraguá do Sul, no último fim de semana de maio.

014

Foi uma prova com muito público, e um nível técnico muito forte…. e porque não dizer, o mais forte dentre os estaduais. Badiali, Joáo Pedro, Brayan, Chumbo, Nicoladelli, Richard, Tauan, mais os garotos da júnior e 65cc, praticamente uma listagem de Brasileiro.

not0003258-04_md

Comparada a pista da final do ano passado, o traçado reformado evoluiu bastante e com o tratamento adequado durante os dois dias do evento, e horários cumpridos a risca, foi show! Sem contar da estrutura disponibilizada no parque, com arquibancadas, bom restaurante, banheiros com manutenção da higiene, etc.

not0003258-07_md

Como de praxe na programação, a classe MX4 deu início às baterias oficias da 4ª etapa.  O trio de pilotos Milton Chumbinho, Richard Berois e Erivelto Nicoladelli mais uma vez roubaram a cena. Richard começou na frente e após algumas voltas na pressão, Chumbo assumiu a primeira posição e foi distanciando até receber a quadriculada. Nicoladelli encostou em Richard no final da bateria e garantiu a segunda posição.

not0003258-08_md

Completaram o primeiro pódio do fim de semana Amilton Amorin e Adenir da Veiga.  No campeonato, Chumbo com 92 pontos contra 91 de Nicoladelli.

As emoções continuam nas baterias do domingo

not0003258-09_md

Na MX1 o venezuelano Carlos Badiali saiu na frente e venceu de ponta a ponta com boa vantagem. João Pedro se enroscou com Tauan Brenner e Endrews Armstrong na largada e teve que abandonar a prova, dando adeus as suas chances de manter os 100% de aproveitamento na categoria.

Enquanto Badiali aumentava a distancia na frente, a disputa era forte pela segunda colocação. Lucas Dunka andou boa parte da prova em segundo, seguido por Eduardo Rosing e Venício Voigt. Endrews que errou no inicio da bateria, conseguiu chegar no grupo e foi avançando posições até superar Lucas e garantir o segundo lugar. Voigt conseguiu passar Dunka no finalzinho, enquanto Tauan conseguiu se recuperar até a quinta posição.

not0003258-10_md

Para o campeonato resultado embolou a classificação: Tauan 76 pontos, João Pedro 75, Brayan 74 e o constante Eduardo Rosing na quarta colocação com 60 pontos.

not0003258-11_md

Na MX2 disputa forte e um pouco de polêmica. Brayan Soares saiu na frente seguido por Tauan e João Pedro. João Pedro passou Tauan e foi em busca de Brayan que liderou a maior parte da bateria. No final da prova a disputa esquentou e na tentativa de passar, João acabou batendo em Brayan, tirando-o da pista. João chegou a cair, mas levantou rapidamente e conseguiu finalizar em primeiro.  Brayan teve dificuldade para voltar à pista e cruzou a linha na quinta colocação. Tauan Brenner finalizou em segundo, enquanto Eduardo Rosing venceu a boa disputa com Venício Voight. Endrews Armstrong vinha fazendo uma bela prova, mas teve problema na corrente da moto e abandou a disputa.

not0003258-12_md

Após a bateria o Júri de Prova analisou a o ocorrido e decidiu pela penalização de João Pedro pela manobra, que acabou perdendo seis posições.

Tauan acabou herdando a vitória com Eduardo em segundo e Venicio em terceiro. João Pedro mantém a liderança com 91 pontos, mas agora com a vantagem diminuída de 13 para quatro pontos em relação à Tauan que soma 87 pontos.  Eduardo é o terceiro com 76 pontos.

Duelo de campeões

not0003258-13_md

Na classe MX3 o encontro do multicampeão do motocross Milton Chumbinho com o campeão de MTB Down Hill Markolf Berchold, resultou num dos mais belos confrontos do domingo. Os dois pilotos fizeram uma sensacional disputa, com Chumbinho levando a melhor e garantindo mais uma vitória. Markolf teve problemas e abandonou no final. Nicoladelli venceu o duelo com Richard Berois e garantiu a segunda colocação.

not0003258-14_md

Markolf, porém, venceu na categoria intermediária MX1. Osmair Cipriani saiu na frente, mas logo superado por Markolf que seguiu rumo a vitória. Renato Lehmkuhl não começou bem, mas foi ganhando posições no decorrer da prova e garantiu a terceira colocação, chegando bem próximo de Osmair. Lawrence Tasca foi o quarto colocado e lidera o certame com 83 pontos. Osmair é o vice-líder com 75 pontos.

not0003258-15_md

Na intermediaria MX2 Diego Heinig saiu na frente e com boa velocidade venceu de ponta a ponta. João Victor da Veiga ficou com a segunda colocação, seguido por Volkmar Berchold, Gabriel Freitas e João Gabriel. Diego lidera com 94 pontos, seguido de João Victor com 86 pontos.

not0003258-16_md

Aproveitamento total

not0003258-17_md

Pela categoria Júnior, Thiago Brenner saiu na frente, mas acabou errando e perdeu a posição para Olívio Gabriel. Thiago teve trabalhar para reassumir a ponta, mas após muita disputa passou Olívio e manteve os 100% de aproveitamento.

not0003258-18_md

Na 65cc, Carlos Baltazar conquistou mais uma bela vitória e segue com 100% de aproveitamento. Ivo Konel foi o segundo colacado, seguido por Gabriel Mielk, Herique Reis e Erik Tecilla.

not0003258-20_md

Na 55cc o piloto da casa, Ivo Konel saiu na frente e venceu de ponta a ponta. Raul Miranda superou Vitor Hugo de Borba no início da bateria para ficar com a segunda colocação. Vitor Hugo foi o terceiro, seguido por Derek Slater e Angelo Gonçalves. Ivo e Raul dividem a liderança da tabela com 94 pontos, ou duas vitórias e dois segundos lugares para cada.

not0003258-21_md

Na categoria das motos nacionais, Jeferson Keil saiu na frente e liderou até a metade da prova, seguido por Matheus Rafael de Souza. Após muita pressão, Matheus conseguiu passar e foi abrindo até vencer.  Everton Starke foi o terceiro, seguido de perto por Eder Rech e Lean Spitzner. Essa foi a terceira vitória seguida de Matheus que lidera com 91 pontos, contra 86 de Jeferson, segundo colocado.

O Campeonato Catarinense de Motocross é uma realização da Federação Catarinense de Motociclismo e conta com o apoio do Grupo Geração, Destak Transportes, Motoshop Racing, TBT Suspensões, Motos Neno e H-Parts.

not0003258-22_md

A organização da quarta etapa do Catarinense de Motocross coube ao Clube Bicho da Lama, com apoio da Prefeitura de Jaraguá do Sul.

A próxima etapa da competição acontece nos dias 4 e 5 de julho, na cidade de Braço do Norte, no localidade de Pinheral.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly