Mundial de Motocross 2015 – 12ª etapa – Letônia

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 12 de julho de 2015 - 22:00

A 12a etapa do Mundial de Motocross 2015 foi um verdadeiro teste de versatilidade no último final de semana com clima temperamental e condições de pista instáveis desempenhando uma grande parte dos resultados dos gerais da etapa. O domingo foi uma batalha contra os elementos, mas a combinação de chuva, sol e lama acabou encorajando a ascensão de Glenn Coldenhoff e Max Anstie.

Flag_MXGP_12_LV_2015

Categoria MXGP

Uma nova geração de futuras lendas está começando a emergir. Glenn Coldenhoff atingiu um grande marco em Kegums, ao conquistar seus dois primeiros holeshots da temporada e sua primeira vitória na categoria principal, que ele conquistou com sua vitória na primeira bateria e a segunda posição na segunda. Por incrível que pareça, o holandês conhecido como “The Hoff” deu a Suzuki sua primeira vitória de overall do ano, deixando para trás seus companheiros de equipe, Kevin Strijbos e Clement Desalle.

Havia uma grande expectativa sobre Gautier Paulin se sair bem em Kegums após sua performance impecável nesta mesma pista durante o Motocross das Nações de 2014. O francês teve que se recuperar de uma má largada na primeira bateria e na segunda bateria, as coisas praticamente se repetiram quando Paulin fez uma largada razoável, precisando recuperar posições até o terceiro lugar e garantindo a segunda posição no overall.

Paulin_MXGP_12_LV_2015

Gautier Paulin #21

A velocidade em que Romain Febvre está amadurecendo como piloto é incrível. Na primeira bateria, parecia o fim de sua liderança do campeonato após cair na primeira curva. E se já não bastasse isso, sua moto demorou para funcionar, fazendo com que ele voltasse a 30 segundos atrás dos demais e quando muitos pilotos teriam jogado a toalha, Febvre acelerou o máximo que pode, recuperou posições, fez a volta mais rápida desta primeira bateria e finalizou em um impressionante oitavo lugar. Além desta recuperação incrível, ele assumiu a liderança da segunda bateria na terceira curva após a largada, garantindo sua sétima vitória em uma bateria nesta temporada e seu sétimo pódio consecutivo, ficando na terceira posição no overall.

FebvreSat_MXGP_12_LV_2015_0

Romain Febvre #461

Foi um dia misto para Kevin Strijbos que ilustrou a importância de uma boa largada. O belga teve uma ótima largada na primeira bateria e perseguiu o companheiro de equipe, Glenn Coldenhoff, o tempo todo, cruzando a linha de chegada na segunda posição. A segunda bateria foi totalmente diferente para Strijbos já que ele teve que se recuperar de uma má largada, para salvar a sexta posição que acabou o tirando do pódio por um ponto.

Kevin Strijbos #22

Kevin Strijbos #22

Todo respeito para Antonio Cairoli que conseguiu terminar entre os cinco primeiros colocados apesar do sofrimento que tem passado com seu cotovelo quebrado.

Antonio Cairoli #222

Antonio Cairoli #222

Overall da MXGP em Kegums

1. Glenn Coldenhoff

2. Gautier Paulin

3. Romain Febvre

4. Kevin Strijbos

5. Antonio Cairoli

6. Steven Frossard

7. Jeremy Van Horebeek

8. Evgeny Bobryshev

9. Filip Bengtsson

10. Dean Ferris

Classificação do campeonato da MXGP após 12 etapas

1. Romain Febvre – 457 pontos

2. Antonio Cairoli – 416

3. Gautier Paulin – 391

4. Maximilian Nagl – 360

5. Evgeny Bobryshev – 345

6. Clement Desalle – 291

7. Shaun Simpson – 276

8. Jeremy Van Horebeek – 260

9. Glenn Coldenhoff – 243

10. Todd Waters -, 242 pontos

Campeonato de fabricantes da MXGP após 12 etapas

1. Suzuki – 474 pontos

2. Husqvarna – 467

3. KTM – 467

4. Yamaha – 465

5. Honda – 441

6. Kawasaki – 289

7. TM – 76 pontos

Pódio da MXGP em Kegums

Pódio da MXGP em Kegums

Categoria MX2

Foi um fim de semana para testar as habilidade de Max Anstie de andar na areia. Anstie cresceu correndo nos renomados circuitos arenosos da Holanda e sempre se considerou um dos melhores pilotos do mundo na areia, embora tenha admitido que caso Jeffrey Herlings estivesse na pista neste fim de semana, não teria sido nem um pouco fácil vencer. No final do dia, Herlings acabou não disputando a etapa e foi Anstie que assumiu o posto e levantou o público na classificatória do sábado e nas duas baterias de domingo, conquistando sua primeira vitória de GP da temporada.

Correndo em casa, Pauls Jonass teve o apoio dos fãs enquanto liderava voltas e conquistou uma dobradinha na segunda posição em ambas as baterias, garantindo a segunda posição no overall. O herói local disse após a corrida “Desde que eu era pequeno na categoria 85cc, subir no pódio de um GP na Letônia sempre foi meu sonho. Meus fãs estavam gritando tanto que eu senti a pressão, mas foi divertido e não posso agradecer a todos o suficiente.”

Pauls Jonass

Pauls Jonass

Harri Kullas chegou como um piloto substituto no último minuto e foi a surpresa da etapa. Ninguém podia tirar o sorriso do finlandês quando ele subiu ao pódio pela primeira vez em sua carreira.

Harri Kullas

Harri Kullas

Desde ter vencido a etapa da EMX250 na Letônia em 2013, Jeremy Seewer teve um progresso enorme em sua transição para o campeonato principal. No final de semana, o suíço terminou em quarto e quinto lugares nas baterias, terminando em quarto no geral.

Jeremy Seewer

Jeremy Seewer

Enquanto isso, Tim Gajser precisou fazer o melhor de uma situação ruim na primeira bateria após ter caído na primeira curva. O esloveno conseguiu se recuperar da sexta posição e terminou em quinto na segunda bateria, completando os cinco primeiros colocados.

Tim Gajser

Tim Gajser

O herói local, Roberts Justs vive tão perto de Kegums que se ele quisesse, ele podia ir em casa e fazer um sanduíche entre as corridas. O lituano sentiu a pressão durante todo o final de semana o que acabou deixando-o na 13ª posição no overall.

Overall da MX2 em Kegums

1. Max Anstie

2. Pauls Jonass

3. Harri Kullas

4. Jeremy Seewer

5. Tim Gajser

6. Davy Pootjes

7. Jordi Tixier

8. Brian Bogers

9. Ben Watson

10. Thomas Covington

Classificação do campeonato da MX2 após 12 etapas

1. Jeffrey Herlings – 423 pontos

2. Tim Gajser – 377

3. Valentin Guillod – 352

4. Pauls Jonass – 351

5. Jeremy Seewer – 345

6. Jordi Tixier – 334

7. Max Anstie – 312

8. Julien Lieber – 278

9. Aleksandr Tonkov – 256

10. Dylan Ferrandis – 205 pontos

Campeonato de fabricantes da MX2 após 12 etapas

1. KTM – 531 pontos

2. Kawasaki – 492

3. Yamaha – 413

4. Honda – 410

5. Suzuki -345

6. Husqvarna – 307

7. TM – 44 pontos

Pódio da MX2 em Kegums

Pódio da MX2 em Kegums

Calendário do Mundial de Motocross 2015:

Décima Terceira Etapa – 26 de Julho – Loket / República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 02 de Agosto – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 16 de Agosto – Trindade / Brasil
Décima Sexta Etapa – 30 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 13 de Setembro – Leon / México
Décima Oitava Etapa – 20 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

27 de Setembro – Motocross das Nações – Ernée / França

fonte: MXGP

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly