Mundial de Motocross 2015 – 13ª etapa – República Tcheca

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 29 de julho de 2015 - 23:33

O barro escorregadio de Loket tornou a 13ª etapa do Mundial com voltas mais lentas para todos os pilotos com exceção de Romain Febvre que voou na pista durante o final de semana para conquistar seu quinto GP da temporada. Enquanti isso, Valentin Guillod usou sua criativa e singular habilidade de escolher traçados para subir no degrau mais alto do pódio da MX2 pela terceira vez no ano.

Riders_MXGP_13_CZ_2015_0

Categoria MXGP

E o furacão Romain Febvre está cada vez mais potente. O novato do ano garantiu mais uma vitória em sua campanha pelo título da temporada com um estilo impressionante e agora lidera com 88 pontos na frente de Gautier Paulin e embora esteja conquistando o mundo, o francês não perde a humildade ao dizer que está entusiasmado com a possibilidade de conquistar o título, mas sabem que ainda restam cinco etapas e tudo pode acontecer até o campeonato terminar.

Desalle e Febvre

Desalle e Febvre

Finalmente Evgeny Bobryshev conseguiu passar pela primeira curva sem problemas e foi o segundo piloto mais rápido do final de semana garantindo uma dobradinha na segunda posição e o segundo lugar no geral. Com as alterações na classificação com a ausência de pilotos lesionados no gate, existe a possibilidade de que o russo assuma a terceira posição do campeonato na próxima etapa já que se encontra com apenas 27 pontos atrás de Antonio Cairoli.

Foi um ótimo retorno para Clement Desalle que completou o pódio depois de ficar em terceiro lugar nas duas baterias e ainda faturar um dos holeshots do dia. Enquanto isso, seu colega de equipe e compatriota, Kevin Strijbos terminou na quarta posição, seguido por Jeremy Van Horebeek que completou o trio belga dentro do top 5.

Overall da MXGP em Loket

1. Romain Febvre

2. Evgeny Bobryshev

3. Clement Desalle

4. Kevin Strijbos

5. Jeremy Van Horebeek

6. Shaun Simpson

7. Gautier Paulin

8. Glenn Coldenhoff

9. Tyla Rattray

10. Nathan Watson

Classificação do campeonato da MXGP após 13 etapas

1. Romain Febvre – 507 pontos

2. Gautier Paulin – 419

3. Antonio Cairoli – 416

4. Evgeny Bobryshev – 389

5. Maximilian Nagl – 360

6. Clement Desalle – 331

7. Shaun Simpson – 306

8. Jeremy Van Horebeek – 294

9. Glenn Coldenhoff – 266

10. Kevin Strijbos – 257 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes da MXGP após 13 etapas

1. Yamaha – 515 pontos

2. Suzuki – 514

3. KTM – 497

4. Husqvarna – 489

5. Honda – 485

6. Kawasaki – 311

7. TM – 89 pontos

Pódio MXGP em Loket

Pódio MXGP em Loket

Categoria MX2

Confusão define o campeonato da MX2 com todos os pilotos mais rápidos enfrentando algum tipo de adversidade em algum momento. O líder do campeonato, Jeffrey Herlings não vai voltar para o gate este ano, deixando a briga pelo campeonato aberta.

Valentin Guillod estava bem rápido e confortável com seu jeito estiloso nas canaletas de Loket durante todo o final de semana. Apesar de cair algumas vezes, o suíço se recuperou em todas as ocasiões e conquistou um primeiro e segundo lugares para faturar sua terceira vitória de overall da temporada.

Com seus resultados impressionantes, Pauls Jonass clareou o clima de Loket. Com um terceiro e quarto lugares, o novato conquistou a segunda posição do dia.

Pauls Jonass

Pauls Jonass

O vencedor do Grand Prix da República Tcheca do ano passado, Jordi Tixier, estava rápido no sábado, marcando o tempo mais rápido nos treinos cronometrados, mas acabou precisando de alguns pontos depois de um acidente na classificatória e apesar de machucado, o francês foi profissional e terminou em terceiro no pódio da etapa.

Enquanto isso, Benoit Paturel e Petar Petrov tiveram as melhores performances da temporada completando, respectivamente, os cinco primeiros colocados em Loket.

Por outro lado, Max Anstie e Tim Gajser colocaram lenha na fogueira da MX2 com suas performances no final de semana. Anstie teve uma corrida fenomenal na primeira bateria, vencendo a bateria, mas acabou caindo na segunda quando sua mão soltou o guidão perto das costelas. Gajser se retirou da primeira corrida após bater com Jeremy Seewer, mas se recuperou na segunda bateria conquistando o segundo lugar.

Overall da MX2 em Loket

1. Valentin Guillod

2. Pauls Jonass

3. Jordi Tixier

4. Benoit Paturel

5. Petar Petrov

6. Julien Lieber

7. Max Anstie

8. Jeremy Seewer

9. Brent Van doninck

10. Tim Gajser

Classificação do campeonato da MX2 após 13 etapas

1. Jeffrey Herlings – 423 pontos

2. Tim Gajser – 399

3. Valentin Guillod – 399

4. Pauls Jonass – 389

5. Jordi Tixier – 370

6. Jeremy Seewer – 369

7. Max Anstie – 337

8. Julien Lieber – 305

9. Aleksandr Tonkov – 256

0. Benoit Paturel – 236 pontos

Classificação do campeonato de fabricantes da MX2 após 13 etapas

1. KTM – 569 pontos

2. Kawasaki – 533

3. Yamaha – 460

4. Honda – 440

5. Suzuki – 369

6. Husqvarna – 314

7. TM – 61 pontos

Pódio da MX2 em Loket

Pódio da MX2 em Loket

Calendário do Mundial de Motocross 2015:

Décima Quarta Etapa – 02 de Agosto – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 16 de Agosto – Trindade / Brasil
Décima Sexta Etapa – 30 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 13 de Setembro – Leon / México
Décima Oitava Etapa – 20 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

27 de Setembro – Motocross das Nações – Ernée / França

fonte: MXGP

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly