AMA Motocross 2015 – 12ª etapa – Indiana

Por Mariah Morgado | Fotos por GuyB | 23 de agosto de 2015 - 14:11

A 15a e última etapa do AMA Motocross 2015 foi nada menos que emocionante. Embora o título das 450MX tenha sido definido em Utah, as outras posições do top 5 ainda estava indefinida com alguns pilotos separados por apenas um ou dois pontos. Enquanto o título das 250MX estava bem difícil de ser definido antes Ironman MX, o título escapou mais uma vez de Marvin Musquin, dessa vez por um problema mecânico, deixando a festa para a Yamaha com o bicampeonato de Jeremy Martin.

s1200_082415blast012

O título da 250MX estava entre Marvin Musquin e Jeremy Martin

Moto 1 da categoria  450MX

Como fez no Supercross, mesmo tendo faturado o título na penúltima etapa em Utah, Ryan Dungey não quis deixar de participar da final em Indiana e com seu terceiro título da categoria principal em mãos, ele largou na frente e abriu vantagem para vencer a primeira bateria do dia deixando para trás Christophe Pourcel. Enquanto isso Justin Barcia e Ken Roczen se recuperavam de uma largada ruim até que Barcia alcançou Dean Wilson na quinta posição e assumiu a posição, seguido de perto por Roczen.

Largada da 450MX

Largada da 450MX

Wilson acabou na nona posição e Barcia acabou terminando na sétima posição enquanto Roczen ultrapassou Pourcel restando uma volta e começou a tentar ultrapassar Jason Anderson pela segunda posição, mas não teve mais tempo. Pourcel terminou em quarto, seguido por Justin Bogle, Blake Baggett, Barcia, Trey Canard, Dean Wilson e Josh Grant.

Dungey e Pourcel

Dungey e Pourcel

Resultados da Moto 1 da 450MX em Indiana

1- Ryan Dungey

2- Jason Anderson

3- Ken Roczen

4- Christophe Pourcel

5- Justin Bogle

6- Blake Baggett

7- Justin Barcia

8- Trey Canard

9- Dean Wilson

10- Josh Grant

Moto 2 da categoria 450MX

Ninguém pode negar que a temporada de Roczen não correu conforme o planejado. Ele sofreu com lesões, problemas de equipe e falhou em defender a sua coroa da categoria. Mesmo com todas as adversidades, o alemão nunca desistiu, sempre avançando e forçando até a bandeirada final. Porém, Indiana viu um Roczen diferente, forte desde a largada. Com a relargada da segunda bateria devido ao acidente de Kyle Chisholm na primeira largada que precisou de atendimento médico, Roczen disparou na frente, deixando Dungey e Pourcel para trás ao mesmo tempo para liderar toda a bateria e conquistar sua primeira vitória de bateria desde High Point, um período de seca de 13 baterias, e assegurou o vice campeonato das 450MX, com Barcia caindo para a terceira posição.

Ken Roczen

Ken Roczen

Dungey cometeu um erro atípico e caiu logo após ser ultrapassado por Roczen. Ele voltou na sétima posição e abriu caminho até a segunda posição, faturando o geral da etapa, seu quinto consecutivo. Broc Tickle, Trey  Canard, Anderson, Pourcel, Grant, Baggett e Phil Nicoletii completaram os dez primeiros colocados.

Pódio da 450MX em Indiana.

Pódio da 450MX em Indiana.

Resultados da Moto 2 da 450MX em Indiana

1- Ken Roczen

2- Ryan Dungey

3- Justin Barcia

4- Broc Tickle

5- Trey Canard

6- Jason Anderson

7- Christophe Pourcel

8- Josh Grant

9- Blake Baggett

10- Phil Nicoletti

Resultados do Overall da 450MX em Indiana

1- Ryan Dungey

2- Ken Roczen

3- Jason Anderson

4- Justin Barcia

5- Christophe Pourcel

6- Trey Canard

7- Blake Baggett

8- Broc Tickle

9- Josh Grant

10- Phil Nicoletti

Classificação da 450MX do AMA Motocross 2015 após 12 etapas

1- Ryan Dungey – 547 pontos

2- Ken Roczen – 447

3- Justin Barcia – 441

4- Blake Baggett – 360

5- Christophe Pourcel – 323

6- Jason Anderson – 320

7- Broc Tickle – 311

8- Phil Nicoletti – 250

9- Weston Peick – 223

10- Fredrik Noren – 206 pontos

Moto 1 da categoria 250MX

Foi um final de temporada amargo. Nem mesmo Jeremy Martin queria que acabasse dessa maneira. Apenas dois pontos separavam Jeremy Martin e Marvin Musquin na largada da primeira bateria da categoria 250MX. Em um campeonato repleto de reviravoltas, Indiana teve a maior de todas com Marvin Musquin perdendo o campeonato. Parecia que todos veriam a batalha do ano entre os dois titãs pelo título. Os dois largaram na quinta e sexta posições com o francês assumindo a terceira posição rapidamente enquanto Martin estava preso atrás de Shane McElrath e parecia que o campeonato seria de Musquin até que sua moto apagou e o deixou empurrando sua chance do campeonato de volta para os pits. Martin terminou em quarto, ficando com 18 pontos na frente de Musquin e tudo que ele precisava eram seis pontos para conquistar seu segundo título consecutivo já que Musquin tinha a vantagem no desempate com dez vitórias de baterias contra nove de Martin.

Musquin se retirou da corrida com um problema mecânico.

Musquin se retirou da corrida com um problema mecânico.

Foi o dia da equipe Star Racing Yamaha. Foram três das quatro primeiras posições com Cooper Webb vencendo pela primeira vez desde Washougal e Aaron Plessinger com seu melhor resultado da carreira, na segunda posição depois de ultrapassar Martin no final da corrida, seu segundo pódio nas quatro últimas corridas. Jessy Nelson ultrapassou Martin restando três voltas para o final, conquistando seu primeiro pódio desde o Tennessee. Joey Savatgy, Matt Bisceglia, Chris Alldredge, RJ Hampshire, Christian Craig e Zach Osborne completaram os dez primeiros colocados da bateria.

Cooper Webb e Aaron Plessinger se comprimentam depois da bateria fantástica.

Cooper Webb e Aaron Plessinger se comprimentam depois da bateria fantástica.

Resultados da Moto 1 da 250MX em Indiana

1- Cooper Webb

2- Aaron Plessinger

3- Jessy Nelson

4- Jeremy Martin

5- Joey Savatgy

6- Matt Bosceglia

7- Chris Alldredge

8- RJ Hampshire

9- Christian Craig

10- Zach Osborne

Moto 2 da categoria 250MX

Entrando na segunda bateria com 20 pontos de vantagem sobre Musquin, que teve uma DNF na primeira bateria devido a um problema mecânico, Martin fez uma largada ruim e precisou se recuperar até a nona posição para conquistar seu segundo título consecutivo. Musquin terminou em terceiro lugar. Jessy Nelson liderou a bateria por um tempo com Joey Savatgy logo atrás, mas depois de abrir um pouco de vantagem, caiu e terminou em terceiro lugar.

Jeremy Martin comemora o bicampeonato

Jeremy Martin comemora o bicampeonato

Foi mais uma felicidade para a Star Racing com Plessinger ultrapassando Savatgy no final da segunda bateria para conquistar sua primeira vitória de bateria e seu primeiro overall da carreira. Levando o título de Novato do Ano, ele é o único novato a vencer uma bateria nesta temporada e o terceiro membro da Star Racing a vencer um geral em 2015. Webb caiu no triplo no começo da bateria e não voltou a corrida. Martin se tornou o primeiro piloto Yamaha bem sucedido em defender seu título desde Broc Glover em 1979.

Jeremy Martin e Marvin Musquin se cumprimentam e conversam no pódio.

Jeremy Martin e Marvin Musquin se cumprimentam e conversam no pódio.

Foi uma temporada de sucesso para a Star Racing. Agora são dois campeonatos consecutivos nas 250MX e dois dos três maios títulos na categoria 250cc em 2015: Cooper Webb foi campeão da Costa Oeste das 250SX no AMA Supercross.

Pódio da 250MX em Indiana.

Pódio da 250MX em Indiana.

Resultados da Moto 2 da 250MX em Indiana

1- Aaron Plessinger

2- Joey Savatgy

3- Marvin Musquin

4- RJ Hampshire

5- Matt Bisceglia

6- Jessy Nelson

7- Zach Osborne

8- Christian Craig

9- Jeremy Martin

10- Martin Davalos

Resultados da Overall da 250MX em Indiana

1- Aaron Plessinger

2- Joey Savatgy

3- Jessy Nelson

4- RJ Hampshire

5- Matt Bisceglia

6- Jeremy Martin

7- Zach Osborne

8- Christian Craig

9- Cooper Webb

10- Marvin Musquin

Classificação da 250MX do AMA Motocross 2015 após 12 etapas

1- Jeremy Martin – 491 pontos

2- Marvin Musquin – 479

3- Joey Savatgy – 348

4- Zach Osborne – 330

5- Jessy Nelson – 323

6- Aaron Plessinger – 311

7- Alex Martin – 288

8- Matt Bisceglia – 256

9- Shane McElrath – 248

10- RJ Hampshire – 248 pontos

Festa da Star Racing Yamaha.

Festa da Star Racing Yamaha.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly