Terceira etapa da Copa São Paulo de Motocross ocorreu junto com Brasileiro de MX

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 26 de agosto de 2015 - 13:47

Dando continuidade ao projeto do site Mundocross em dar espaços e divulgar todos os campeonatos estaduais de Motocross, recentemente fomos à Indaiatuba/SP para trazermos as notícias da Copa São Paulo de Motocross que ocorreu no sábado. Na oportunidade em que no domingo ocorria a Copa Brasil de MX e 3ª etapa do Brasileiro de Motocross. A organização da Copa São Paulo ficou a cargo da Extreme Racing Competições. Veja o que ocorreu no sábado de competições. A etapa ocorreu em 15 de agosto e teve aproximadamente 400 pilotos nos 3 campeonatos.

IMG_8214

A categoria 65cc, Diogo Moreira foi o grande vencedor da etapa ao receber a quadriculada com 12 segundo de vantagem sobre seu adversário José Antônio Pedro Filho (Pedrinho) que completou também as 9 voltas da prova. Também na mesma volta, Caíque Takeyama foi o 3º. O pódio foi concluído com Murilo Martinez e André Marinovic.

IMG_7826

Diogo Moreira venceu a 65cc da Copa São Paulo de MX

Em seguida a categoria Feminina deu um brilho especial à etapa e entrou na pista com 12 participantes. Stefany Serrão que tem larga experiência em corridas nacionais e internacionais venceu a prova com facilidade com uma diferença de mais de um minuto sobre a 2ª colocada, Lays Lobato Cazadini que teve Barbbara Fernandes chegando em 3º lugar 20 segundos após e também na 10ª volta. Na 4ª posição chegou Jaquelinie Poltronieri e Miriam Poltronieri na 5ª colocação.

IMG_7839

Stefany fez hole shot e venceu de ponta a ponta a MXF

Na MX2, Pepê Bueno fez uma prova espetacular para vencer a categoria na Copa São Paulo. Superou a fera Eduardo Lima e seu irmão Marcello que chegaram em 2º e 3º lugares consecutivamente. Na 4ª colocação veio João Pedro Pinho Ribeiro que largou também no pelotão da frente. Completando o pódio em 5º lugar chegou Enzo Lopes que fez duelos com João Pedro e perdeu o duelo particular.

IMG_7885

Pepê Bueno venceu a MX2 na Copa SPMX

Por sua vez, a MX30 teve Willian Guimarães fazendo o hole shot seguido de André Stocovich  e Rodrigo Taborda na curva um. Willian pressionou e assume a liderança na 1ª volta. Taborda pressionou e também sobe de posição duas voltas após. André se mantém no pelotão da ponta seguido de Daniel Mendes e Ariel Silva Rosa com Rodrigo Guedes em 6º no pelotão inicial. Os três primeiros abrem vantagem na pista com boa folga. Entretanto, na metade final da corrida Rodrigo Taborda encosta no líder e faz a ultrapassagem. Willian chega em 2º com André Stocovich se mantendo em 3º, Ariel foi 4º e Rodrigo Guedes completou o pódio.

IMG_7924

Largada da MX30. Willian fez hole shot, Taborda #700 venceu

Em seguida os pilotos da categoria MX2 Amador entraram na pista. Gabriel Carvalho largou na frente, mas o hole shot foi feito por José Kenzo Murata que caiu de produção e figurou na volta inicial em 3º lugar após muitas alternativas, e duelos na corrida. Gabriel liderava com Vinícius Macarini em 2º. Murata vai atrás e na 2ª volta, assume a liderança, seguido de Vinícius e Stefano Mello. Gabriel cai para o 6º lugar. A corrida se desenvolve com muitas alternativas e mudanças na liderança. Vinícius que sempre figurou no pelotão principal, assume a liderança na metade final e fica assim até a quadriculada. Vinícius Rangel em recuperação chegou em 2º com Lucas Salles em 3º, Edgar Ribeiro em 4º e Geovanni Romanha na 5ª colocação do pódio. Gabriel finaliza em 6º, Murata teve azar e para com problemas na 7ª volta.

IMG_7992

Vinícius Macarini 1º da MX2 amador

Pela categoria Nacional IMS 230F Jackson kell largou na ponta, fez o hole shot e não deu chances para o azar, vencendo a prova de ponta a ponta. Pedro Tavernaro chegou em 2º seguido de Marcelo Henrique de Souza. Para finalizar ainda tivemos Nilson Santos em 4ª lugar no pódio e Cesar Augusto Andrade completando os cinco primeiros na premiação.

IMG_8118

Jackson vencedor da IMS 230F Nacional

A vitória da MX Open não fala português, Carlos Vicente Badiali Hernandez da equipe Geração Yamaha venceu a prova com maestria com uma vantagem de quase 7 segundos sobre o segundo colocado. Marcello “Ratinho” Lima chegou em 2º sendo que também obteve uma pequena, mas confortável vantagem na pista sobre Humberto Martin (Machito). Eduardo Lima, O Dudu foi 4º com Thales Vilardi completando o pódio na 5ª posição.

IMG_0649

Premiação da MX Open da Copa SPMX

A MX4, em que a experiência de pista é um fato que influencia na formação de grides e pódios. Nessa prova, Erivelton Nicoladelli largou no pelotão da frente e logo nas voltas iniciais abria boa vantagem na liderança da competição. Erivelton, O Nico vence praticamente de ponta a ponta. Marcos Benetatti chegou em 2º com Guilherme Castanho na 3ª posição. O duelo pela 4ª e 5ª colocação, já tem história, pois Fabiano Ribeiro que largou entre os 10, buscou posições e chegou em duelo com Valter Tardin, ele que duelaram também no gaúcho de Motocross. Em São Paulo, Valter levou a melhor chegando à frente de Fabiano.

IMG_8178

Nico venceu a MX4 no sábado

Uma surpresa para os pilotos paulistas foi a presença do gaúcho Leonardo Limberger, o Poty que fez o hole shot na categoria MX Intermediária e a cada volta abria confortáveis segundos de vantagem na pista. Na largada, Alex Cavalca largou em 2º seguido de Matheus Prado, Márcio Takamune e Felipe Zambrini Santos formando o pelotão da frente. Enquanto que Poty abria vantagens Rodrigo Yamamura Guimarães e Emerson Oliveira buscavam em recuperação algumas posições na pista. Leonardo Poty vence a etapa, Rodrigo Yamamura chegou em 2º com Emerson Oliveira na 3ª colocação. Daniel Mendes buscou a 4ª colocação e Matheus Prado caiu para o 5º lugar. Alex perdeu o foco inicial ficando em 9º lugar na prova em que Poty venceu de ponta a ponta.

IMG_8253

Poty comemorou a vitória entortando na chegada da Intermediária

Finalizando o sábado de competições da Copa São Paulo de MX, a categoria Força Livre Nacional entro na pista com Matheus Lopes fazendo o hole shot seguido de Jacson Keil. Jacson vai pra cima e logo assume a liderança para vencer a etapa. Matheus foi 2º com Nilson Santos, Cesar Andrade e Davi Braga subiram no pódio.

 

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly