Borilli regional de Veloterra pega fogo na 3ª parte do campeonato

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 04 de outubro de 2015 - 8:15

O Regional Borilli de Veloterra que chega nesse final de semana a Arvorezinha, na serra gaúcha e começa a se desenhar os futuros campeões. Previsto para ser disputado em 12 etapas, pilotos buscam pontos importantes na 8ª etapa do campeonato organizado e promovido pela André Produções e Eventos com supervisão da FGM.

IMG_6453

Na 55cc, apenas um ponto separa o montenegrino Augusto Wening e o piloto de Guaporé Gabriel Bilhar. Na disputa do 3º lugar, mas com condições de título estão as feras Robert Godinho, Victor Weizemann e Gustavo Maldaner.

Na 65cc, ninguém segura João Pedro Roncato que tem 7 vitórias em 7 disputas. O segundo posto é de disputa de dois conterrâneos. Leo Conte e Lucas Zalmena de Cotiporã.

IMG_6403

Roncatto #2 é líder absoluta da 65cc

Pela Promocional Nacional, Lucas Turatti que se cuide, pois não pontuou em Cotiporã e deixou uma porta aberta para Tiago Brenner e Willian Almeida, que venceu a etapa chegarem no líder.

Na Novatos Nacional a zebra andou solta em Cotiporã pois os 3 primeiros nem no pódio subiram. Mateus da Costa veio de Ciríaco e venceu a etapa com Vagner Siviero em 2º ele que é o 7º na temporada. O título deve ser disputado pelos ponteiros Eduardo Dessoy,Leonardo Turatt,Guilherme Marques e Cristiano Fochesato.

IMG_6459

Leonardo e Cristiano podem disputar o título

 

Na Força Livre Nacional, Alex Alarcon está indo a passos largos em busca de mais um campeonato, já venceu 5 das 7 provas disputadas e é líder com folga. Ricardo Gusberti e Antônio de Paula travam duelo pelo 2º posto. Ambos ainda buscam uma vitória.

Na Nacional 4 tempos, a hegemonia de Alex Alarcon não é definitiva, embora lidere com folga, entretanto tem apenas 2 vitórias no ano, mas mantém uma regularidade. Sonhando com o título ainda vem Ricardo Gusberti e Márcio Alarcon, pai do líder.

IMG_6759

Alex Jr lidera com folga a 4 tempos

Pela 230 Estreantes Eduardo Dessoy, o líder ainda tem uma “gordura” para queimar no campeonato, embora Leonardo Turatti e Willian Lenz tem condições de chegar ao título nessas 5 etapas ainda previstas.

Já na 230 Pró, Simão Dalberto, que apesar de ser líder, não faz um campeonato regular, vence é claro, mas também  chega em 8º. Tem que retomar as vitórias para não se complicar. Antônio de Paula e Alex Alarcon ambos com 116 pontos podem chegar junto até a prova final.

IMG_6612

Simão lidera, embora vacile as vezes

A Intermediária VX de Jorge Moreira que está concentrado em busca do título, tem ele como líder e com folga. Anda redondinho vencendo a etapa ou chegando em 2º. Charles da Silva e David Chaparini ainda tentam reação, mas está complicado para título.

IMG_6585

Neto#400 em busca do título da temporada

 Por sua vez, a Serrana Nacional tem Vagner Siviero em 1º. N etapa de Cotiporã, não venceu mas somou mais pontos que Jonas Giacomelli e Cristiano Fochesatto, que também sonham com o caneco maior no final do ano.

Márcio Alarcon anda em passos largos rumo ao título da VX 3 Nacional. Já abre 27 pontos do 2º colocado e faz boa pontuação a cada prova, tanto que venceu 5 em 7 etapas. Ademir Tempass e Marco Farias buscam aproximação.

IMG_6516

Na VX3 Nacional Márcio dificilmente perde o título

Os pontos de uma vitória separam Juliano Vilguen e Guilherme Siviero na Estreantes Importada. Possível é, pois em Vista Alegra do Prata, o líder não pontuou. Guilherme não abandonará a disputa pelo campeonato, pois temos ainda os famosos descartes. A briga é boa e Ivair Saurin também está no páreo.

Na Serrana Importada, Ivair Saurin é líder com 142 pontos, seguido de Roberto Rui e David Chaparini . Se não errar, Ivair deve ficar com o título, embora a diferença não seja muito confortável.

IMG_6537

Na Serrana Importada, Ivair Saurin #727 é líder com 142 pontos

Já na VX3 Importada, é a categoria em que chegou a vez de Roberto Rui mostrar seu potencial. O Piloto de Nova Prata, é líder com 24 pontos de vantagem sobre Leonir Zalamena, vice líder que ainda precisa de pontos importantes para entrar na briga pelo título.

De todas as categorias do Veloterra, as VX2 é uma das mais potentes, com pilotos de ponta duelando a cada curva. Nessa, Felipe Pick tem se saído melhor, sobre seu grande adversário, Fernando Dieter (que recém casou-se com a simpática Gabi). Agora ficou difícil, pois a diferença de 50 pontos, é administrável em 5 provas. Pick ruma ao título.

O duelo da VX2, também se pepete na categoria com motos mais potentes, a VX1. Felipe Pick lidera e embora confortável, a diferença é menor, embora respeitáveis 30 pontos. Charles da Silva está em 3º com 96 pontos, pode chegar, pois venceu a etapa em Cotiporã.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly