Foto do dia Mundocross

Por Mariah Morgado | Foto por Facebook Gabriel | 01 de novembro de 2015 - 10:15

O Motocross não é um esporte fácil. O investimento é muito grande, o tempo longe de casa pelas estradas estaduais e nacionais é grande. E mesmo assim, o número de pilotos não diminui. Gabriel de Moraes Machado é um desses talentos que não desistem do esporte. Na foto do dia de hoje falaremos um pouco mais do que o costume e vamos contar um pouco da história deste jovem talento. Nascido no município de Rio Bonito, estado do Rio de Janeiro, Gabriel foi criado no meio e a sementinha da adrenalina foi plantada aos 10 anos de idade quando viu seu pai Wilson Cléber (conhecido nas pistas como Clebinho), indo para trilhas e a partir daí passou a acompanha-lo, que é locutor do Campeonato Carioca de Motocross e Supercross, nas corridas dentro do estado e em Minas Gerais e Espírito Santo. Como toda criança apaixonada pelo esporte, competir se tornou um sonho para Gabriel. Seus pais não tinham condições de sustentá-lo no esporte. Até que ganhou sua primeira moto aos 14 anos quando seu pai chegou em casa e pediu para Gabriel ir buscar sua carteira na garagem e ele acabou indo de encontro a seu sonho. Uma CRF 230cc o esperava na garagem e assim começou a história do piloto no esporte. Hoje com 16 anos e correndo na categoria Nacional, Gabriel de Moraes Machado vem chamando atenção nos campeonatos cariocas e regionais que participa com seu estilo de pilotagem arrojado e resultados. Quando perguntamos a ele quem é seu ídolo no esporte, ele não pensou duas vezes: “Sempre fui fã do anjo swian Zanoni e ate hoje ele e uma fonte de inspiração muito grande pra mim, lembro como se fosse hoje, quando eu sonhava em andar de moto no arena cross que ele me pegou no colo logo apos acabar sua corrida q tinha largado em ultimo e ganhou, e me levou para seu motorhome e lá tirei fotos com ele. A partir daquele dia tive a certeza q meu lugar era no motocross.” Os elogios estão crescendo a cada corrida e Gabriel não perde a humildade ao afirmar “O importante e vencer, uma corrida limpa e honesta, humildade acima de tudo como dizia meu ídolo (swian zanoni), a humildade te leva a lugares que você n possa nem imaginar.” A carreira do jovem piloto não é muito longa e já foi marcada por lesões, a última precisou de cirurgia e ele ficou cerca de quatro meses em reabilitação. Recentemente de volta as pistas, os resultados de Gabriel estão cada vez melhores e sua presença nos pódios pelo estado do Rio se tornou uma peça fundamental nas corridas. A cada evento lá está ele. Gabriel de Moraes Machado. Seja no primeiro, seja no segundo, seja no terceiro. E isso lhe rendeu elogios de figuras importantes no esporte carioca e nacional que presenciaram algumas de suas performances, que variam do Motocross ao cross country. O elogio mais marcante para Gabriel veio de ninguém menos que Pedro Gomes, pai de Swian Zanoni, que conhece Wilson Cleber há vários anos e que em conversa particular com o locutor em uma corrida recente o incentivou a investir pesado no piloto, destacando algumas características do adolescente a pilotos profissionais de ponta. Em 2016, os planos de Gabriel é mudar de categoria e trocar de moto. O objetivo é a categoria de motos 250cc. Para isso, a família e a namorada estão buscando patrocínios para poder elevar o nível do jogo para Gabriel. Os resultados já renderam alguns apoios: A.D.I fitness, a Rader Preparações, WX-Tech, Bambam Cuebar, Josué Auto Center. Mas como estamos familiarizados nesse meio, o custo é elevado, é combustível, manutenção, alimentação, equipamentos entre outros gastos de um piloto para acompanhar os campeonatos e patrocinadores são sempre uma necessidade constante para incentivar os pilotos, principalmente privados. Mas conversando com Gabriel, como todo piloto nato, ele não vai desistir nem tão cedo e sua sede de competir supera todas as dificuldades e completou o papo ainda agradecendo sua família e sua namorada: “Minha família sempre esteve comigo, me acolhendo, me apoiando,  e sou eternamente grato a eles. Nos quatro meses que passeio em recuperação, apareceu na minha vida uma menina chamada Gabriela Ferreira e ela esteve comigo durante toda minha recuperação e se tornou o amor da minha vida e estamos juntos até hoje. Ela me deu  força de vontade quando já a tinha perdido. As dores diárias, as dores dos dias após as corridas… mas hoje sei que vale a pena e a recompensa são os resultados maravilhosos nos finais de semana.”

18986_829578000455851_5721918416847366994_n

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly