Brasileiro de Arena Velocross acontece neste sábado no PR

27 de novembro de 2015 - 16:17

Com novidades e inspiração em formatos internacionais, competição vai agitar o cenário off-road brasileiro com disputas e atrações de alto nível.

12278891_1190273247667275_1035560513546884_n

Está chegando a hora! No dia 28 de novembro o Campeonato Brasileiro Borilli Arena Velocross entra em cena na cidade de Campina Grande do Sul, localizada na região metropolitana de Curitiba (PR), para um dia inteiro de disputas e atrações de alto nível. Os melhores pilotos do país vão brigar pela vitória em onze categorias e o público poderá acompanhar de perto nomes como Jetro Salazar, Miguel Cordovez, Rafael Faria, Endrews Armstrong, Leonardo de Souza entre tantos outros acelerando na maior arena coberta da América Latina.

Chancelado pela Confederação Brasileira de Motociclismo, o Campeonato Brasileiro de Arena Velocross realiza, em 2015, sua 13ª edição, após oito anos de sua criação. O reconhecimento da entidade reafirma a notoriedade da competição, que leva para a pista um grande número de competidores.

“ Já chegamos a ter 410 pilotos inscritos em uma só edição. Neste ano a expectativa é de reunirmos cerca de 280 competidores. Os pilotos adoram andar no Arena Velocross, que é um evento para a família inteira curtir, com toda a infraestrutura para os visitantes e também para os profissionais do esporte. É um dia inteiro de disputas e muita diversão”,revela Cale Neto, idealizador do campeonato.

De acordo com a organização, 15 mil pessoas sentadas poderão assistir as disputas das arquibancadas, de onde é possível visualizar a pista por completo sem chuva, vento ou qualquer condição climática adversa, já que a arena é coberta. Os visitantes ainda terão à disposição um estacionamento para mais de 2 mil veículos, praça de alimentação e uma área com venda de produtos e motocicletas.

Formatado por Cale Neto, o Arena Velocross é uma modalidade diferente no off-road. Sempre disputada dentro de uma arena coberta e em etapa única, a competição traz uma pista sem saltos, com menos de 500 metros de extensão em um circuito de terra macia, sempre muito elogiado pelos pilotos.

“Quando tive a ideia de criar o Arena Velocross eu morava fora do Brasil e via muito lá fora, competições incríveis de moto disputadas dentro de espaços pequenos. Ao retornar ao Brasil quis colocar a ideia em prática, mas percebi a dificuldade de transportar terra para as arenas de cavalos, o que dificultava criar uma pista de supercross. Como o velocross é uma modalidade muito forte no Paraná, sempre com um grande número de competidores, optei por utilizar o terreno mais macio das arenas e investir nesta modalidade. Ao longo das edições o evento foi se transformando em uma festa do motociclismo paranaense e, hoje, do motociclismo nacional, já que pilotos de diversos estados comparecem para a competição. Como a prova é sábado a noite, o pessoal se diverte, se reúne e acompanha as corridas sempre com muita animação. Esse é o espírito do Arena Velocross”, explica Cale.

As motos entram na pista a partir das 12h e os treinos classificatórios acontecem no período da tarde. As provas finais terão início às 19h nas categorias Estreante Nacional; Estreante Especial; Mini Motos; 230cc; VX2; Batom; 65cc; VX3; 85cc; FLN; VX1, além do Desafio dos 4 Estados.

Depois de 3 anos de pausa, o Arena Velocross retorna ao cenário de competições em grande estilo. Organizado pela Calistrat Neto Motocross Park, com produção da Pivô Brands & Sports e patrocínio master da Borilli Racing o evento trará novidades inspiradas nas competições internacionais.

Uma das atrações do evento será o Desafio 4 estados, no qual os respectivos representantes das Federações do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo escolherão 3 pilotos para formar um time e participar da corrida. Cada time deve ser composto por duas motos especiais e uma nacional e será premiado o time que tiver a melhor somatória de resultados dos seus pilotos, no mesmo esquema de pontuação utilizado no Motocross das Nações, uma das principais provas do motociclismo mundial.

Outra novidade que promete acirrar a disputa entre os competidores é a Joker Lane, uma linha de passagem em algum trecho da pista que torna o percurso do piloto mais lento, fazendo com que ele perca alguns segundos. Cada competidor será obrigado a passar por este trecho pelo menos uma vez durante a corrida final. O objetivo é estimular o uso de diferentes estratégias entre os atletas, que deverão passar pela Joker Lane em algum momento durante a prova. A ideia é baseada na Monster Cup de 2014.

“Deu muito certo na Monster Cup e agora a gente traz a novidade pra cá, sempre estimulando novos desafios, novas referências para continuar levando aos pilotos e ao público um evento de alto nível tanto dentro quanto fora da pista”, finaliza Cale.

A procura pelos ingressos é grande e os mesmos já estão disponíveis ao preço de R$20 para as arquibancadas e dão acesso ao box dos pilotos. Crianças menores de 10 anos não pagam. Confira os pontos de venda no website oficial do arenavelocross.

Serviço
Campeonato Brasileiro Borilli Arena Velocross
Data: 28 de novembro (sábado)
Local: Campina Grande do Sul – Paraná
Confira a programação completa e mais informações no website oficial do arenavelocross

*assessoria do evento

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly