Renato “Muguinho” Paz é campeão do Arena Cross 2015 na categoria Júnior

Por Geração Racing | Foto por Mau Haas | 07 de dezembro de 2015 - 19:09

A Yamaha Grupo Geração encerrou neste sábado, 5, a temporada 2015 do Arena Cross Brasilcom mais um título. Duas semanas depois de comemorar a conquista do Brasileiro de Motocross 2015,desta vez foi tempo de celebrar o título na categoria Júnior do Arena Cross.

muguinho_arenacross_mauhaas-6

O paulista Renato “Muguinho” Paz garantiu o troféu na rodada final, em Ilhabela, São Paulo, fazendo uma corrida cautelosa com sua YZ 85cc. Muguinho terminou a prova na terceira colocação, o suficiente para ficar com o maior número de pontos na categoria.

“Larguei entre os cinco, vi que meu concorrente ao título estava na frente e dei o máximo para alcançar o terceiro lugar, que era o que eu precisava para ser campeão. Depois só administrei para não cair e terminar com o título. Agradeço muito o apoio da equipe, de todos os patrocinadores, por esta vitória. Estou muito feliz!”, exclamou Muguinho.

Thiago Brenner, também integrante da equipe Yamaha, finalizou o campeonato na quarta colocação.

“Fim de semana difícil porque me machuquei na semana passada, então fiz uma corrida não muito agressiva. Terminei o campeonato em quarto, aprendi muito, então acho que foi um bom ano”, resumiu Thiago.

Jean Ramos é vice-campeão na Pró

Jean Ramos esteve muito próximo de conquistar o título na principal categoria, a Pró. O paranaense venceu a primeira bateria e foi para a segunda prova da noite com chances de assegurar o troféu caso vencesse a bateria. Largou mal e fez corrida de recuperação, mas quando estava em terceiro, pressionando o segundo colocado, caiu e viu o título escapar. O atleta ainda venceu a rodada, mas na soma final de pontos do campeonato terminou com o vice.

“Me senti bem na pista, dei meu melhor, consegui largar na frente na primeira bateria, abrir e vencer. Mas na segunda eu fiquei preso depois da primeira curva, prensado entre alguns pilotos, entortou o manete de embreagem, recuperei posições rapidamente mesmo assim, mas não consegui ultrapassar o Jetro, caí, e ficou mais difícil. Tirei um grande aprendizado para o próximo ano. Espero ser campeão em 2016“, diz Jean.

Carlos Campano encerrou a competição na terceira colocação. O espanhol foi o quinto colocado da rodada final.

“Foi um campeonato curto, com chuva em todas as etapas, errei bastante e cheguei nesta final com poucas chances de título, então o plano era ajudar o Jean. Na primeira bateria fui bem, mas o Paulo (Alberto) me bateu e eu bati o guidão em uma costela, acho que quebrei, então tive que diminuir o ritmo. Na segunda bateria estava mal, não consegui render bem. Agora é mirar na próxima temporada, se preparar bem para tentar recuperar o título”, fala Campano.

Carlos Badiali, terceiro integrante do time na Pró, ficou fora da rodada por causa de uma luxação na clavícula.

“Foi uma temporada difícil, as coisas não saíram exatamente como eu queria, mas aprendi muito. Gostaria de agradecer a todos do Brasil e da equipe Yamaha que me receberam muito bem. Espero que no próximo ano eu possa voltar e conquistar melhores resultados”, resume Badiali.

MX2

João Ribeiro chegou em Ilhabela com chances matemáticas de conquistar o título na MX2. Porém, com dores no cotovelo por causa de uma queda na final do Brasileiro de Motocross, o piloto catarinense terminou a prova apenas na quinta posição.

“Vim para ganhar, vim para ficar com o título, mas nem sempre as coisas acontecem como a gente quer. Tive problemas na corrida, caí, precisei recuperar, e não consegui vencer como planejei. Acabo o campeonato em terceiro. O título esteve perto. Espero conquistar no ano que vem“, comenta João.

Fábio “Moranguinho” Santos encerrou o campeonato na sexta colocação, mesmo tendo passado uma parte do ano lesionado.

“Tive uma largada boa nesta final, em primeiro, mas errei e perdi posições. Depois meu braço começou a travar e eu não conseguia ser rápido como no início. No fim, um piloto me empurrou pra fora da pista e acabei em nono. Em termos de campeonato, lamento que em duas etapas eu estava lesionado, e como foi uma temporada de apenas cinco etapas, perdi muitos pontos importantes. Vamos trabalhar para fazer uma temporada melhor em 2016”, diz Fabinho.

Resultados da 5ª etapa do Arena Cross 2015

Pró – soma das baterias
1. Jean Ramos / 1-3 / Yamaha Grupo Geração
2. Paulo Alberto / 4-1
3. Jetro Salazar / 3-2
4. Adam Chatfield / 2-4
5. Carlos Campano / 5-5 / Yamaha Grupo Geração

MX2
1. Hector Assunção
2. Dudu Lima
3. Enzo Lopes
4. Leonardo Souza
5. João Ribeiro

Júnior
1. Renan Goto
2. Leonardo Cassarotti
3. Renato “Muguinho” Paz / Yamaha Grupo Geração
4. Thiago Brenner / Yamaha Grupo Geração
5. Bruno Schmitz

Classificação final do Arena Cross 2015

Pró
1. Paulo Alberto / 220 pontos
2. Jean Ramos / Yamaha Grupo Geração / 205 pontos
3. Carlos Campano / Yamaha Grupo Geração / 157 pontos
4. Adam Chatfield / 156 pontos
5. Jetro Salazar / 147 pontos

MX2
1. Hector Assunção / 100 pontos
2. Dudu Lima / 99 pontos
3. João Ribeiro / Yamaha Grupo Geração / 83 pontos
4. Enzo Lopes / 79 pontos
5. Leonardo Souza / 59 pontos

Júnior
1. Renato “Muguinho” Paz / Yamaha Grupo Geração / 107 pontos
2. Leonardo Cassarotti / 101 pontos
3. Renan Goto / 87 pontos
4. Thiago Brenner / 79 pontos
5. Bruno Schmitz / 51 pontos

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly