Dakar 2016 começa neste sábado (2) na Argentina

Por Mariah Morgado | Foto por 20150106AU3004 | 01 de janeiro de 2016 - 22:55

Está tudo pronto para a 38ª edição do Rally Dakar 2016. O maior rali do mundo, que é realizado na América do Sul desde 2009, terá largada em Buenos Aires, neste sábado (2), e chegada em Rosário, no dia 16, na Argentina. A prova, que também passará pelo território boliviano, contou com mais de 4,8 milhões de espectadores em 2015 e mobilizou mais de 22 mil pessoas para garantir segurança e entretenimento ao público. A competição, que já passou por 28 países desde sua criação, terá um impacto econômico positivo de 314,8 milhões de dólares para a Argentina e Bolívia.

Ao todo, são 556 competidores de 60 nacionalidades que abrirão o ano enfrentando diversos desafios como baixas temperaturas, grandes altitudes e um Sol escaldante em algumas regiões. Serão mais de 9.000 quilômetros de prova, sendo cerca de 4.000 de trechos cronometrados. O Brasil conta com dez representantes para a mais difícil prova off-road do planeta, com participantes nas categorias Carros, UTVs, Motos e Quadriciclos.

A disputa pelo título está acirrada nesta edição. Nas motos, há lugar para um novo campeão, com a aposentadoria do espanhol Marc Coma, pentacampeão da categoria. Pelo menos nove pilotos têm chance de subir ao topo do pódio. Jean Azevedo (Honda South America Rally Team) é o único participante do Brasil sobre duas rodas.

O polonês Rafal Sonik (Yamaha), campeão de 2015 nos quadris, e o chileno Ignacio Casale (Yamaha), dono do título em 2014, voltam para a disputa na 38ª edição da competição. A categoria tem domínio sul-americano no número de participantes e conta com a volta dos irmãos argentinos Alejandro e Marcos Patronelli (Yamaha), que juntos possuem quatro títulos. O brasileiro Marcelo Medeiros (Yamaha) terá trabalho.

Pentacampeão dos carros e recordista da prova, o francês Stéphane Peterhansel e o conterrâneo Jean Paul Cotrett (Peugeot), disputarão o título ao lado de grandes nomes da categoria, como o “príncipe do deserto” Nasser Al-Attiya e Mathieu Baumel (MINI), vencedores da última edição. Guilherme Spinelli, o Guiga, e Youssef Haddad (Mitsubishi) são grandes nomes brasileiros da modalidade e também estarão na prova. Nos UTVs, subcategoria dos carros, a disputa é mais equilibrada e o Brasil conta com a estreia do piloto carioca Leandro Torres na companhia do experiente Lourival Roldan (Polaris), considerado um dos maiores navegadores do país.

Nos caminhões, os holandeses participam em peso e estão com mais de dez veículos, além de contar com a presença de Gerard De Rooy e Ales Loprais (Iveco). No entanto, os russos da Kamaz, que garantiram as três primeiras colocações em 2015 e só não levaram um título desde que a competição passou a ser realizada na América do Sul, voltam para tentar manter o favoritismo.

20150106AU3004

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly