Mundial de Motocross 2016 – 1a etapa – Losail

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 27 de fevereiro de 2016 - 21:36

Tração foi a chave para a abertura da temporada 2016. A pista de Losail estava bem escorregadia e desafiadora para os pilotos mais rápidos do mundo e Tim Gajser, em sua estreia na categoria MXGP, e Jeffrey Herlings, em sua ultima temporada na MX2, se tornaram os sultões do deserto do Qatar e começam a temporada com o plate vermelho.

Family_MXGP_1_QAT_2016

Categoria MXGP

A abertura da temporada foi um verdadeiro sonho para o campeão mundial da MX2 de 2015 que optou por deixar de defender seu título da MX2 para se arriscar entre os marmanjos da categoria principal. Muitos ficaram em dúvida em relação da decisão de Tim Gajser que calou de imediato os incrédulos com sua performance excepcional vencendo as duas baterias da primeira etapa do ano em sua estreia. Com apenas 19 anos, o esloveno escreveu seu nome nos livros de história como o piloto mais jovem a vencer na categoria principal do Mundial de Motocross em sua estreia.

Enquanto isso, o novato sensação do ano passado e atual campeão da categoria, Romain Febvre, estava fervendo nas duas baterias. O francês admitiu que seu cotovelo estava lhe incomodando, mas mesmo assim ele conseguiu ficar entre os três primeiros colocados em ambas as baterias e começou o ano na segunda posição do pódio.

Evgeny Bobryshev venceu as classificatórias ontem e também ficou entre os três primeiros colocados nas duas baterias, empatando com Febvre na pontuação de hoje, mas acabou em terceiro devido a segunda posição do francês na segunda bateria.

Jeremy Van Horebeek fez algumas voltas rápidas e terminou em quarto lugar, resultado melhor do que a abertura do ano passado.

Completando os cinco primeiros colocados da etapa, Antonio Cairoli mostrou que continua rápido, mas ainda não conseguiu vencer no Qatar. O italiano que se tornou lenda viva com oito títulos mundiais foi obrigado a enfrentar a sua escassez de vitórias no deserto alinhando no gate novamente com algumas lesões para salvar a quinta posição.

Resultado da 1a bateria da MXGP em Losail:

1. Tim Gajser

2. Evgeny Bobryshev

3. Romain Febvre

4. Jeremy Van Horebeek

5. Shaun Simpson

6. Antonio Cairoli

7. Glenn Coldenhoff

8. Kevin Strijbos

9. Tommy Searle

10. Gautier Paulin

Resultado da 2a bateria da MXGP em Losail:

1. Tim Gajser

2. Romain Febvre

3. Evgeny Bobryshev

4. Antonio Cairoli

5. Jeremy Van Horebeek

6. Maximilian Nagl

7. Shaun Simpson

8. Tommy Searle

9. Kevin Strijbos

10. Glenn Coldenhoff

Resultado geral da MXGP em Losail:

1. Tim Gajser – 50 pontos

2. Romain Febvre – 42

3. Evgeny Bobryshev – 42

4. Jeremy Van Horebeek – 34

5. Antonio Cairoli – 33

6. Shaun Simpson – 30

7. Tommy Searle – 25

8. Kevin Strijbos – 25

9. Glenn Coldenhoff – 25

10. Maximilian Nagl – 24 pontos

Campeonato de fabricantes da MXGP após 1 etapa:

1. Honda – 50 pontos

2. Yamaha -42

3. KTM – 34

4. Kawasaki – 25

5. Suzuki – 25

6. Husqvarna – 24 pontos

Gajser_MXGP_1_QAT_2016

Categoria MX2

Jeffrey Herlings trabalhou duro durante todo o inverno para cheguar com tudo na abertura da temporada. O Holandês Voador sofreu com lesões nas duas últimas temporadas, mas elas não o desaceleraram tanto como ele provou hoje em Losail ao dominar as duas baterias da MX2.

Dylan Ferrandis foi outro piloto que também foi banido da disputa dos títulos das duas últimas temporadas. O francês deu uma desaparecida desde que lesionou o joelho do GP da Espanha no ano passado e como já venceu uma bateria em Losail antes, era esperado que ele fosse um dos mais rápidos dentro da pista. E Ferrandis não deixou a desejar. Ele teve a coragem e bravura, mas não teve a glória da vitórias e teve que se contentar com a segunda posição atrás do bicampeão mundial.

Uma lesão no polegar ocorrida durante o inverno não impediu que Pauls Jonass acelerasse forte, faturasse o holeshot da primeira bateria e fizesse uma dobradinha na terceira posição para estourar a garrafa de champagne do terceiro colocado na primeira etapa do ano.

Stefan Everts informou que Jeremy Seewer não estava se sentindo bem durante o final de semana, mas isso não impediu que o suíço roubasse a atenção na primeira bateria com sua largada excelente e com sua ultrapassagem sobre Pauls Jonass para liderar por algumas voltas. Mesmo provando que possui a velocidade para andar na frente, Seewer caiu nas duas baterias, mas conseguiu terminar as duas entre os cinco primeiros colocados para terminar em quarto no geral.

Brent Van Doninck teve uma abertura estelar para sua campanha 2016, terminando em oitavo na primeira bateria e em quarto na segunda, completando os cinco primeiros colocados com o melhor resultado de sua carreira até agora.

Resultado da 1a bateria da MX2 em Losail:

1. Jeffrey Herlings

2. Dylan Ferrandis

3. Pauls Jonass

4. Jeremy Seewer

5. Aleksandr Tonkov

6. Petar Petrov

7. Samuele Bernardini

8. Brent Van doninck

9. Jens Getteman

10. Max Anstie

Resultado da 2a bateria da MX2 em Losail:

1. Jeffrey Herlings

2. Dylan Ferrandis

3. Pauls Jonass

4. Brent Van doninck

5. Jeremy Seewer

6. Petar Petrov

7. Aleksandr Tonkov

8. Benoit Paturel

9. Vsevolod Brylyakov

Resultado geral da MX2 em Losail:

1. Jeffrey Herlings – 50 pontos

2. Dylan Ferrandis – 44

3. Pauls Jonass – 40

4. Jeremy Seewer – 34

5. Brent Van doninck – 31

6. Petar Petrov – 30

7. Aleksandr Tonkov – 30

8. Samuele Bernardini – 25

9. Brian Bogers – 17

10. Jens Getteman – 17 pontos

Campeonato de fabricantes da MX2 após 1 etapa:

1. KTM -50 pontos

2. Kawasaki – 44

3. Yamaha – 34

4. Suzuki – 34

5. TM – 25

6. Husqvarna – 18

7. Honda – 16 pontos

Herlings_MXGP_1_QAT_2016

Calendário do Mundial de Motocross 2016:

Segunda Etapa – 06 de Março – Suphan Biri / Tailândia
Terceira Etapa – 28 de Março – Valkenswaard / Holanda
Quarta Etapa – 10 de Abril – Neuquen / Argentina (Patagônia)
Quinta Etapa – 17 de Abril – Leon / México
Sexta Etapa – 01 de Maio – Kegums/ Letônia
Sétima Etapa – 08 de Maio – Teutschenthal / Alemanha
Oitava Etapa – 15 de Maio – Trentino / Itália
Nona Etapa – 29 de Maio – Talavera de la Reina / Espanha
Décima Etapa – 05 de Junho – St Jean d’Angély / França
Décima Primeira Etapa – 19 de Junho – Matterley Basin/ Grã Bretanha
Décima Segunda Etapa – 26 de Junho – Mantova / Itália (Lombardia)
Décima Terceira Etapa – 24 de Julho – Loket /República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 31 de Julho – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 07 de Agosto – Frauenfeld – Gachnang / Suíça
Décima Sexta Etapa – 28 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 03 de Setembro – Carolina do Norte / Estados Unidos
Décima Oitava Etapa – 11 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

25 de Setembro – Motocross das Nações – Maggiora / Itália

21 de Agosto – Mundial de Motocross Júnior – Orlyonok / Rússia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly