Gustavo Pellin vence abertura do Brasileiro de Enduro FIM

Por Janjão Santiago - Assessoria Brasileiro de Enduro FIM | Fotos por Janjão Santiago | 07 de março de 2016 - 20:02

O Campeonato Brasileiro Borilli de Enduro FIM teve início neste fim de semana, dias 5 e 6 de março, em Caxias do Sul (RS).Grande parte dos pilotos e as principais equipes começaram a chegar já no meio da semana para reconhecimento das especiais. Na quinta-feira os organizadores da prova ofereceram um churrasco para pilotos e equipes. Na sexta, mais um churrasco pra reafirmar a tradição gaúcha, no Sítio do Gringo, local da 4ª especial da prova.

A sexta-feira foi dia de céu nublado e com um pouco de chuva, mas no fim da tarde o sol apareceu. O sábado amanheceu com clima frio e muita neblina, depois de uma  noite com chuva. Mas às 10 da manhã, quando os pilotos largaram em direção às trilhas da região, o sol já aparecia, ainda que de forma tímida.

Gustavo Pellin

Gustavo Pellin

A primeira especial do percurso foi o Extreme da Matinha, que como o nome sugeria, era em uma mata fechada, com terreno bastante escorregadio, com muitas pedras e raízes. E pra melhorar, os pilotos já largavam em uma subida.

A segunda especial foi o Enduro Teste das Parreiras, uma especial mais longa, em terreno um pouco mais aberto mas com alguns trechos com muita lama no meio do percurso. Ao final do primeiro dia, por causa dos atoleiros que se formaram, a organização optou por cortar um trecho desta especial para que os pilotos não fossem prejudicados no domingo.

A terceira especial foi o Cross Teste do Galioto, em uma pista de Motocross, onde um bom público acompanhava os pilotos em ação nos dois dias, ao lado de plantações de morangos e parreiras de uvas.

A quarta e última especial era o Enduro Teste do Gringo, em um percurso que começava em uma matinha fechada e depois entrava em trechos mais rápidos e abertos, com alguns saltos e com um visual bem bonito. Esta especial também contou sempre com um bom público assistindo, já que era a mais próxima do padock e da cidade.

Cada volta tinha cerca de 45 quilômetros de percurso total. No sábado foram 4 voltas, sendo a primeira de reconhecimento e as demais cronometradas. No domingo foram três voltas cronometradas.

O primeiro dia teve a vitória na classificação Geral do piloto local Gustavo Pellin, da Equipe Sacramento, com o norte-americano Ian Blythe, da Equipe Orange BH KTM Racing na segunda colocação. Em terceiro ficou o mineiro Rômulo Bottrel, do Zanol Team.

O segundo dia de prova foi vencido pelo jovem Bruno Crivilin, da Equipe Orange BH KTM Racing, que se recuperou do primeiro dia, onde foi apenas o sexto colocado na Classificação Geral. Gustavo Pellin manteve o bom ritmo e foi o segundo colocado. Ian Blythe foi o terceiro.

Pódio Geral

Pódio Geral

Na soma das duas etapas, vitória na classificação Geral de Gustavo Pellin, com Ian Blythe em segundo e Bruno Crivilin em terceiro.

“Melhor impossível. Vencer em casa, ao lado da família e dos amigos, foi inesquecível”, disse Gustavo Pellin. “Tive um ritmo forte na prova de sábado, aproveitei a vantagem de conhecer muito bem as trilhas da região. O domingo foi divertido e corri com tranquilidade, sem arriscar, mas mesmo assim mantive o ritmo e deu certo”, contou.

Ian Blythe ficou em primeiro na E2.

Ian Blythe ficou em primeiro na E2.

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly