Mundial de Motocross 2016 – 5a etapa – México

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 17 de abril de 2016 - 20:55

A poeira abaixou sobre os cactos e arbustos que cercam a impressionante pista de Motocross de Leon, palco da 5a etapa do Mundial de Motocross 2016 neste final de semana. O ar rarefeito manifestado pela altitude elevado criou um desafio extra para os pilotos e suas motos, do mesmo que o barro azulado modulado sob o sol também dificultou a situação, mas Tim Gajser e Jeffrey Herlings tiraram de letra o ambiente único e venceram a MXGP e MX2.

MXGPstart_MXGP_5_MEX_2016_0

Categoria MXGP

Tim Gajser e Romain Febvre estão definindo o compasso do campeonato este ano. Febvre foi o novato de 2015 e agora é o atual campeão da categoria, defendendo seu título contra Gajser, que é o campeão 2015 da MX2 e é o novato da MXGP este ano. O que os dois estão fazendo na categoria principal e o modo em que eles se adaptaram a mudança das motos 250cc para as 450cc é incrível. Ambos os pilotos são produtos de talento, dedicação e vontade, estão em ótima equipes e possuem equipamentos ainda melhores. Particularmente, Gajser foi excepcional durante o final de semana. Ele é tão calmo e focado dentro da pista que chega a ser impressionante.

Tim Gajser

Tim Gajser

Enquanto isso, Febvre conseguiu cobrir uma vantagem considerável para ultrapassar o rival e vencer restando apenas algumas voltas, mas na segunda bateria a história foi diferente com Gajser provando ser forte demais. Os dois empataram na pontuação, com 47 pontos, e Gajser levou a vitória por causa de sua vitória da segunda bateria. Agora são Grand Prix vencidos para o esloveno, enquanto o francês venceu dois, porém a liderança do campeonato está com Febvre com uma vantagem de apenas 3 pontos.

Romain Febvre

Romain Febvre

Max Nagl está carregando a tocha para os pilotos veteranos da categoria MXGP com uma dobradinha no terceiro lugar nas baterias garantindo a terceira posição no geral. O alemão está determinado e está em um momento de consistência, mas ainda não está no mesmo patamar que os novatos da frente (Febvre e Gajser). Mesmo assim, o terceiro degrau do pódio foi do alemão pela terceira vez consecutiva e ele subiu para a quinta posição na classificação do campeonato com cinco pontos atrás de Evgeny Bobryshev, quarto colocado, e com seis pontos atrás de Antonio Cairoli, em terceiro.

Max Nagl

Max Nagl

Consistência é tudo para Evgeny Bobryshev. O russo sabe como é importante pontuar a cada etapa. Hoje, Bobby fez o que precisava fazer sem correr riscos e fez uma dobradinha na quarta posição nas baterias para garantir o quarto lugar da etapa.

Evgeny Bobryshev

Evgeny Bobryshev

Clement Desalle está progredindo depois de começar a temporada com o braço quebrado, passando por uma cirurgia uma semana antes da abertura no Qatar. Por causa da lesçao, o belga não tem conseguido treinar muito e disse que seu preparo físico de corrida está em apenas 85%. A dobradinha na quinta posição o colocou em quinto lugar em Leon e o belga comemorou como se fosse uma vitória, e diante de seu recente retorno, foi.

Clement Desalle

Clement Desalle

Resultado da 1a bateria da MXGP no GP de Leon:

1. Romain Febvre

2. Tim Gajser

3. Maximilian Nagl

4. Evgeny Bobryshev

5. Clement Desalle

6. Antonio Cairoli

7. Kevin Strijbos

8. Shaun Simpson

9. Valentin Guillod

10. Glenn Coldenhoff

Resultado da 2a bateria da MXGP no GP de Leon:

1. Tim Gajser

2. Romain Febvre

3. Maximilian Nagl

4. Evgeny Bobryshev

5. Clement Desalle

6. Tommy Searle

7. Jeremy Van Horebeek

8. Valentin Guillod

9. Antonio Cairoli

10. Glenn Coldenhoff

Resultado geral da MXGP no GP de Leon:

1. Tim Gajser

2. Romain Febvre

3. Maximilian Nagl

4. Evgeny Bobryshev

5. Clement Desalle

6. Antonio Cairoli

7. Valentin Guillod

8. Tommy Searle

9. Jeremy Van Horebeek

10. Kevin Strijbos

Classificação da MXGP após 5 etapas:

1. Romain Febvre – 219 pontos

2. Tim Gajser – 216

3. Antonio Cairoli – 171

4. Evgeny Bobryshev – 170

5. Maximilian Nagl – 165

6. Jeremy Van Horebeek – 162

7. Kevin Strijbos – 127

8. Shaun Simpson – 122

9. Glenn Coldenhoff – 104

10. Tommy Searle – 98 pontos

Campeonato de fabricantes da MXGP após 5 etapas:

1. Yamaha – 220 pontos

2. Honda – 218

3. KTM – 178

4. Husqvarna – 176

5. Suzuki – 139

6. Kawasaki – 119 pontos

Pódio da MXGP no México

Pódio da MXGP no México

Categoria MX2

Jeffrey Herlings está de volta e melhor do que nunca. O holandês se destaque sobre todos no momento e ele mal parece transpirar. Embora o antigo Jeffrey, aquele que vimos nos anos anteriores, iria largar como um touro desenfreado após a largada, neste ano vimos um Holandes Voador novo e melhorado, maduro e altamente focado.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Jeremy Seewer parece estar bem confortável neste ano e o reflexo está em seus resultados. O suíço é sempre suave e consistente, habilidades que o colocaram no pódio pela quarta vez este ano.

Jeremy Seewer

Jeremy Seewer

Não havia sorriso maior do que o de Vsevelod Brylyakov que, sem dúvidas, teve o melhor final de semana de sua carreira. O jovem russo se classificou na quarta posição, o que foi suficiente para ele comemorar, mas esse resultado se transformar em uma segunda posição na primeira bateria e um sexto na segunda depois de um acidente bizarro na segunda volta, Brylyakov conseguiu estourar sua primeira garrafa de champanhe no terceiro lugar do pódio mexicano.

Vsevelod Brylyakov

Vsevelod Brylyakov

Foi um dia difícil para Pauls Jonass que fez duas boas largadas para  cair nas duas baterias. Na primeira, o letão caiu de frente por causa de um erro que ele mesmo cometeu. Enquanto na segunda, ele colidiu com Samuele Bernardini. Apesar das dificuldades, o vice campeão mundial 2015 da MX2 se recuperou nas duas baterias e fez uma dobradinha na quarta posição, terminando o GP em quarto lugar.

Pauls Jonass

Pauls Jonass

Por último, mas não menos importante, com o último direito de escolha do gate, fazer uma boa largada foi o primeiro desafio para Aleksandr Tonkov depois que sua moto apagou devido a um problema elétrico na classificatória de sábado. Acabou que tudo terminou sendo uma questão de mente sobre o problema para o russo que fez duas largadas fortes quando o gate caiu e fez duas baterias sólidas, conquistando a dobradinha na quinta posição e completando os cinco primeiros colocados da etapa.

Aleksandr Tonkov

Aleksandr Tonkov

Resultado da 1a bateria da MX2 no GP de Leon:

1. Jeffrey Herlings

2. Vsevolod Brylyakov

3. Jeremy Seewer

4. Pauls Jonass

5. Aleksandr Tonkov

6. Petar Petrov

7. Samuele Bernardini

8. Benoit Paturel

9. Calvin Vlaanderen

10. Jorge Zaragoza

Resultado da 2a bateria da MX2 no GP de Leon:

1. Jeffrey Herlings

2. Max Anstie

3. Jeremy Seewer

4. Pauls Jonass

5. Aleksandr Tonkov

6. Vsevolod Brylyakov

7. Benoit Paturel

8. Petar Petrov

9. Samuele Bernardini

10. Jorge Zaragoza

Resultado geral da MX2 no GP de Leon:

1. Jeffrey Herlings

2. Jeremy Seewer

3. Vsevolod Brylyakov

4. Pauls Jonass

5. Aleksandr Tonkov

6. Petar Petrov

7. Benoit Paturel

8. Samuele Bernardini

9. Max Anstie

10. Jorge Zaragoza

Classificação da MX2 após 5 etapas:

1. Jeffrey Herlings – 250 pontos

2. Jeremy Seewer – 192

3. Pauls Jonass – 166

4. Aleksandr Tonkov – 163

5. Petar Petrov – 132

6. Benoit Paturel – 126

7. Vsevolod Brylyakov – 121

8. Samuele Bernardini – 117

9. Alvin Östlund – 89

10. Max Anstie – 82 pontos

Campeonato de fabricantes da MX2 após 5 etapas:

1. KTM – 250 pontos

2. Suzuki – 192

3. Yamaha – 180

4. Kawasaki – 168

5. Husqvarna – 138

6. TM – 117

7. Honda – 100 pontos

Pódio da MX2 no México

Pódio da MX2 no México

Calendário do Mundial de Motocross 2016:

Sexta Etapa – 01 de Maio – Kegums/ Letônia
Sétima Etapa – 08 de Maio – Teutschenthal / Alemanha
Oitava Etapa – 15 de Maio – Trentino / Itália
Nona Etapa – 29 de Maio – Talavera de la Reina / Espanha
Décima Etapa – 05 de Junho – St Jean d’Angély / França
Décima Primeira Etapa – 19 de Junho – Matterley Basin/ Grã Bretanha
Décima Segunda Etapa – 26 de Junho – Mantova / Itália (Lombardia)
Décima Terceira Etapa – 24 de Julho – Loket /República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 31 de Julho – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 07 de Agosto – Frauenfeld – Gachnang / Suíça
Décima Sexta Etapa – 28 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 03 de Setembro – Carolina do Norte / Estados Unidos
Décima Oitava Etapa – 11 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

25 de Setembro – Motocross das Nações – Maggiora / Itália

21 de Agosto – Mundial de Motocross Júnior – Orlyonok / Rússia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly