GP 30 anos FENACHIM mostrou garra, força e alternância de líderes no Gaúcho de Motocross

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar | 11 de maio de 2016 - 23:17

Para um dos maiores públicos da temporada, cerca de 4 mil pessoas assistira a 4ª etapa, o Gaúcho de Motocross que aconteceu no sábado e domingo 7 e 8 de maio em, Venâncio Aires teve duelos “quentes como a água do Chimarrão” em todas as categorias. A mudança de liderança na MX2, MX Pró e na MX4 mostraram que esse é o campeonato mais acirrado dos últimos tempos. O GP 30 anos FENACHIM teve de tudo, foguetórios, vitória de piloto da casa na Intermediária MX1 e participação de Enzo Lopes o maior expoente do cross gaúcho dos últimos tempos bem como a volta de Marçal Müller às pistas. Veja o histórico de cada bateria, com os detalhes de cada duelo.

IMG_1966

*Provas do Sábado

Milão venceu a 2ª na MX5

A 1ª prova da tarde foi a categoria MX5, com Marco Müller, o Milão de Nova Hartz largando na frente e fazendo o Biker Holeshot com Léo Lopes em seu encalço. Mais atrás Márcio Molz em 3º Tim Bergmann  em  4º , Fabiano Kubaski completando o pelotão principal na 5ª colocação nas voltas iniciais. Aos poucos Milão, com mais preparo físico abre vantagem confortável na pista para vencer de ponta a ponta. Kettermann em prova de recuperação ultrapassa Kubaski e Timm, finalizando em 4º. Léo Lopes o 2º segura Márcio Molz o 3º na etapa. Tim ocupou a última peça do Pódio em 5º lugar na abertura dos duelos da etapa.

IMG_0889

Milão venceu pela 2ª vez

Deu Franco na Novatos Importadas

O piloto de Chuí, Franco Rodrigues que já vinha fazendo boas corridas largou fazendo o hole shot da categoria, com o Douglas Collet em 2º e Fabrício Rosso em 3º. Rangel Cardoso que saiu ileso do tombo na curva um, assume a 4ª posição ainda na 1ª volta deixando o líder do campeonato, Leandro Fole pelo 5º lugar, ele que perde o foco, cai para 6º e na metade da prova, cai ficando em 14º lugar na etapa. Franco vence de ponta a ponta, Douglas que encostou mas errou acabou em 2º lugar, seguido de Fabrício, Rangel e Roberto Weber, O tocha em 5º, ele que largou no pelotão da frente.

IMG_1227

Na largada acirrada Franco é ponteiro

*Provas do domingo

Franco Rodrigues venceu duas seguidas na Intermediária MX2

O chuiense Franco Rodrigues fez o Biker Holeshot seguido de Douglas Colett , Lucas Dall Asta, Leonardo Tenedini e do uruguaio Joaquim Tornielli, O Paqui, todos na mesma tocada. Foram três voltas de intensidade na pista até a queda de Lucas e posterior abandono. Franco fecha a porta por várias oportunidades e Douglas não têm êxito na ultrapassagem. Na reta final os dois se distanciam dos demais, principalmente com o choque entre Tenedini e Paqui. O piloto do Uruguai sai rápido, Tenedini demora e perde uma posição. Franco vence de ponta a ponta, com Douglas, Joaquim, Vanderlei da Silva (Chico Loco) e Leonardo Tenedini completando o Pódio.

IMG_0845

Paqui: Piloto Uruguaio tem feito boas prova no gaúcho

Rafael Becker venceu pela primeira vez a 65cc

Henrique Henicka fez a largada perfeita, mas dividiu a curva um com Rafael Becker. O Holeshot foi para Henrique. Em 3º veio a fera Garmichel Giehl, Kauê Benattoo 4º, com Crystian Eckhardt, Guilherme Bresolin e Gabriel Bilhar formando o 1º pelotão. A liderança era disputada palmo a palmo até a 3ª volta, quando Henicka cai, custa a voltar perdendo posições. Disposto a voltar ao pódio, o piloto de lajeado enrola o cabo, faz disputas com Kauê, Bresolin e Cristyan para chegar em 3º. Rafael vence seguido de Garmichel. Ainda tivemos Cristyan e Bresolin subindo no pódio.

IMG_1438

Rafael Becker venceu a primeira na 65cc

Marcos Cordeiro venceu novamente a MX3

Bom na largada, o piloto carioca Walter Tardim fez o holeshot pela segunda vez seguida, mas a fera catarinense Marcos Cordeiro largou em seu encalço, com Gustavo Visoto, Maiara Basso e Leandro Schwindt seguindo na mesma tocada. As voltas iniciais ficaram sem ultrapassagens no 1º pelotão. Entretanto, Cordeiro estudou o adversário por cinco voltas e nas costelas deu o bote fatal e assumir a liderança da prova. Na volta seguinte, Tardim erra e perde outras posições. Cordeiro abre vantagem e conquista a quadriculada com Visoto, Maiara, Walter e Leandro conquistando as peças do pódio.

IMG_1468

Duelo na MX3, Leandro Ducho, #86 é 3º no campeonato chegou em 5º na etapa

Becker e Pirolli os vencedores nas classes 50cc A e B

Em seguida a categoria 50cc entrou na pista para a sua apresentação. O piloto Rafael Becker largou na ponta e venceu com facilidade a etapa na geral, sendo o 1º na classe B. Na classe A, Pietro Pirolli e Matheus Kappel em 2º.

IMG_1534

Pietro Piroli venceu a 50 A

José Felipe Mombach é o novo líder da MX2

Mateus (Tatu) Basso “saltou” em primeiro puxando um batalhão de pilotos entre eles José Felipe Mombach, e Enzo Lopes. Em grande fase, Mombach bota de lado e ainda na volta inicial assume a liderança da MX2. No mesmo ritmo, Enzo aproveita a oportunidade para ultrapassar Mateus antes de completar a volta. Mateus é 3º, Leonardo Lizott o 4º Lucas Basso em 5º e Henrique Araújo na 6º posição ainda no pelotão inicial. Mombach dita o ritmo da bateria buscando certa vantagem sobre Enzo que também mantém distância sobre Lizott que por sua vez deixa Mateus para trás na 3ª volta. Muito rápido e usando toda sua técnica Enzo entorta e ultrapassa Mombach na mesa central na 4ª volta os dois andavam no mesmo segundo, mas pensando no campeonato, Mombach tratou de segurar-se em pé na prova, visto que Enzo como convidado não pontuava. Correndo pelo campeonato, o montenegrino buscava somar pontos para o campeonato, o mesmo intuito tinha Lizott que também vinha rápido. O duelo entre os dois foi definido nas voltas finais quando Mombach entrou aberto na curva, a parede cedeu, ele por pouco não foi ao chão. Lizott assume a 2ª colocação que lhe rendeu ao final os 25 pontos da bateria, herdados de Enzo Lopes o vencedor da prova. Outro duelo definido na reta final foi a ultrapassagem de Gustavo Roratto (4º) sobre Henrique Araújo o 6º e Matheus Basso o 5º. Com o resultado, José Felipe Mombach é o novo líder da categoria.

IMG_1655

Enzo vibra com a vitória na MX2 em sua volta ao Brasil

IMG_1062

Lizott, soma os 25 pontos do 1º lugar na MX2 , em recuperação, assume a 3ª posição com 87 pontos junto Mateus Basso também com 87 pontos

Bruno Schmitz  vence a 4ª etapa na Júnior

Pedro Magero, que anda com moto 2 tempos, larga na frente fazendo o holeshot com Bruno Schmitz ao seu lado. Bruno pressiona e Pedro fecha a porta por várias vezes, mas Bruno foi paciente, acelerou sua 4 tempos e o motor falou mais alto, ainda no começo de prova, ele assume a liderança. Mateus Hernandes largou em 3º e se manteve na posição, o mesmo com Fábio Troian que chegou em 4º. Henrique Henicka subiu uma posição e chegou em 5º em mais uma etapa vencida pelo piloto de Três Passos Bruno Schmitz.

IMG_1695

Magero #15 fez o holeshot, mas Bruno #40 venceu a 4ª etapa na Fenachim

IMG_1682

Solenidade de abertura com o Presidente da FGM Jair da Costa, as soberanas da 30º FENACHIM e o presidente da Festa Nacional do Chimarrão e sua esposa,  Luiz Paulo e Zilda Assmann

Tardim é o novo líder da MX4

O imprevisível Gustavo Visoto largou bem e chegou em 1º na curva um, completando a volta inicial na ponta. Em cima dele, o piloto hamburguense Leandro Schwindt (Ducho), Carlos Ketermann, Glaureci Lemos, Walter Tardim e Alexandre Lima formando o pelotão principal. Gustavo e Leandro davam o ritmo da prova, enquanto que Walter buscava posições rumo à liderança. Na 3ª volta, Leandro cai na curva do barranco, custa a se reerguer e acaba abandonando, com isso perde a liderança do campeonato. Visoto abre distância na pista sobre Ketermann que não segura os ataques de Walter. Com 10 minutos de prova, Walter Tardim que já andava no rastro de Visoto, dá o bote para assumir a liderança da etapa, vencer a prova e com isso alcançar a liderança isolada do campeonato. Visoto se mantém em 2º, Marco Müller em 3º em grande recuperação, Glaureci Lemos na 4ª colocação e Ketermann em 5º completando o pódio.

IMG_0882

Walter Tardim é o novo líder da MX4

Enzo vence, mas liderança vai para Mombach na MX Pró

O piloto de Nova Hartz Marçal Müller que veio especialmente participar da etapa da Fenachim, fez o Biker holeshot na MXpró. Sem diferença no cronômetro José Felipe Mombach, o piloto de entre as duas temporadas mais evolui seu MotoCross no estado, pressionava em busca da liderança. Mais atrás na mesma tocada aparece Enzo Lopes que buscava sua 2ª vitória na tarde. Em seguida o até então líder Mateus Basso e seu Irmão Lucas. Logo na segunda volta Marçal não resiste a pressão imposta por Mombach que assume a liderança de prova. Na 5ª volta Enzo assume a 2ª posição e Leonardo Lizott deixa Mateus para trás. A tarde conspirava a favor de Enzo e ele teve uma oportunidade e não desperdiçou, assumiu a ponta da bateria. Mombach ficou em 2º lugar, Lizott já era o 3º após ultrapassar Marçal. Enzo vence, Mombach soma 25 pontos na MX Pró e assume a liderança também da categoria. Lizott chega em 3º com Marçal e Mateus completaram o pódio.

IMG_1806

Duelo da tarde, Enzo #16 venceu a MX2 e MX Pró, mas Mombach #48 sai com a liderança no campeonato das duas categorias

IMG_1646

Duelo: Tatu#121 Rorattinho, 2º e 5º colocados no campeonato consecutivamente

Cássio Anacleto é 100% na Nacional

Cássio Anacleto mostrou que continua imbatível na categoria Nacional, o pilot de São João do Sul largou na ponta e não tomou conhecimento dos duelos que aconteciam atrás dele. Foi a 4ª vitória seguida o que lhe dá 100 pontos na categoria. Na largada, Leandro Fole largou em 2º seguido de, Ricardo Melo, O Moranguinho e os pilotos que iriam receber o maior número de aplausos da categoria, os irmãos Maciel e Ismael da Cruz. Cássio abre boa vantagem na pista enquanto que na 3ª volta Ismael ultrapassava Ricardo, o 2º nessa ocasião. Maciel caiu e prejudicou sua pilotagem. Outro piloto que veio para a etapa foi Bruno da Luz que largou mal, mas alcançou o pelotão da frente. Cássio venceu de ponta a ponta, e a torcida empurrou Ismael que conseguiu chegar em 2º lugar. Ricardo Moranguinho foi penalizado com 10 segundos por não portar o número da moto nas costas e saiu da pontuação de pódio ficando em 6º. Bruno foi o 3º, Jailo Boesing ficou em 4º e Leandro Fole herdou o 5º lugar na etapa.

IMG_1915

A briga por cada palmo de pista na categoria Nacional

Piloto da casa, Fabiano venceu a Intermediária MX1

Para o público local o melhor ficou realmente para o final. O piloto da casa, Fabiano dos santos que já foi campeão Brasileiro de MX e gaúcho nas duas principais categorias em uma temporada.  Fabiano fez bonito e largou fazendo o holeshot, com Nícolas Oliveira em seu encalço. Em 3º outro piloto da casa, Davi Becker que também recebeu incentivo. Rodrigo Galiotto largou em 4º, Maurício Maritan em 5º e Gustavo Visoto na 6ª posição da largada. Na frente o duelo era intenso, Nícolas por várias oportunidade encostou e até colocou lado a lado de Fabiano sua máquina, mas o piloto de Venâncio foi tranquilo conseguindo vencer de ponta a ponta a categoria intermediária MX1 para o delírio dos milhares de fãs presentes na 4ª etapa. Rodrigo, numa tocada sem erros chegou em 3º e se mantém na vice – liderança do campeonato. Visoto e Maritan completaram as peças de pódio.

IMG_1060

Fabiano não decepcionou e deu à sua torcida a satisfação melhor, a vitória na Intermediária MX1. Dedicou a vitória a Mãe Fátima.

IMG_1652

Público, não arredou o pé até a prova final

A próxima etapa do Gaúcho de Motocross está agendada para 10 de julho, com o município sendo anunciado em breve.

Classificação completa da etapa, bem como a classificação atual do campeonato em www.fgm.com.br.

O campeonato Gaúcho de Motocross tem os seguintes apoiadores :Biker,Líder MX,Valecross,Pirelli,Mobil,GDez,Zuun,RádioCross,CrossClubeBrasil,Potência Máxima,Mundocross e Jornal O Podium

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Sílvio Bilhar começou em março de 1995 o jornal O Podium, exclusivo sobre motociclismo, antes disso teve participação durante 3 anos no Jornal Pit Stop (Hoje é Revista). Estudou Relações públicas na FEEVALE em N.Hamburgo, Jornalismo em São Leopoldo e fez diversos curso de aprimoramento, entre eles de Publicidade e Marketing e de Jornalismo Esportivo, cuja aprovação foi com louvor. Ainda hoje é editor e proprietário do Jornal O Podium cujas informações é de ser o único do estilo no Brasil. Assumiu o Mundocross após o falecimento de seu grande amigo Jorge Soares, que chegou a escrever por alguns anos uma coluna no Jornal. Ambos parceiros e colaboradores nos dois veículos. Natural de Montenegro/RS, nasceu em 10 de fevereiro de 1965. Mora a mais de 25 anos em Novo Hamburgo, região da Grande POA no RS.

Desenvolvido por GetFly