Mundial de Motocross 2016 – 9a etapa – Espanha

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 29 de maio de 2016 - 20:25

Após o dia ensopado pela chuva ontem, a tradicional pista de Talavera de la Reina foi acertada tarde da noite de sábado e novamente na manhã de hoje, deixando-a nas condições perfeitas para as baterias oficiais da 9a etapa do Campeonato Mundial de Motocross 2016. As condições também ficaram perfeitas para Tim Gajser e Jeffrey Herlings fortalecerem seus plates vermelhos que representam suas lideranças do campeonato.

Jose Butron

Jose Butron

 Categoria MXGP

Tim Gajser é o Jedi da MXGP no momento. As vezes você precisa coçar a cabeça vendo como ele fica em cima da moto, mas não tire nada do esloveno. Sua velocidade e habilidade são incríveis. O novato de 19 anos continua a forçar as leis da física e parece estar se tornando um especialista na arte desse esporte que chamamos de motocross. Depois de uma vitória dupla impressionante hoje, pela segunda vez neste ano com a primeira sendo na abertura da temporada no Qatar em sua estreia na categoria, ele agora tem 24 pontos de vantagem na liderança do campeonato sobre o atual campeão Romain Febvre.

Tim Gajser

Tim Gajser

Max Nagle sempre foi uma figura de consistência. O alemão pareceu que queria aumentar um pouco o ritmo, mas derrotar Gajser neste momento parece que só é possível se o próprio esloveno se ‘destronar’.

Max Nagl

Max Nagl

Destaque também deve ser dado para Gautier Paulin que subiu no pódio pela primeira vez desde Agosto do ano passado. O francês que é o atual vice campeão mundial passou a maior parte da temporada em casa depois de lesionar a coluna e as costelas em um acidente de treino em Abril. Ele só retornou a duas semanas atrás em Trentino onde terminou em 14º. E hoje, de forma incrível, terminou em terceiro.

Gautier Paulin

Gautier Paulin

Clement Desalle tem lutado contra lesões desde o começo da temporada, mas mostrou que ainda pode correr no ritmo com sua quarta colocação neste final de semana enquanto Evgeny Bobryshev completou o top 5 na frente de Romain Febvre que também teve uma performance boa.

Clement Desalle

Clement Desalle

Evgeny Bobryshev

Evgeny Bobryshev

Falando sobre o atual campeão mundial, Romain Febvre, não há dúvidas de que o acidente que ele sofreu ontem o afetou enquanto seu maior rival, Gajser, se fortaleceu cada vez mais. Foi um final de semana difícil para o francês. Ele não fraturou nada no ombro, mas sofreu danos e admitiu sentir muitas dores pilotando e que só consegue segurar o guidão, não pode puxá-lo.

Romain Febvre

Romain Febvre

Também foi um final de semana difícil para Antonio Cairoli. O italiano terminou na sétima posição depois de cair nas duas baterias, mas ele recebeu o prêmio de volta mais rápida da etapa. Enquanto isso, os fãs espanhóis testemunharam o melhor resultado da temporada de Jose Butron, a 11a posição do dia.

Antonio Cairoli

Antonio Cairoli

1a bateria da MXGP em Talavera de la Reina:

1. Tim Gajser

2. Maximilian Nagl

3. Clement Desalle

4. Gautier Paulin

5. Antonio Cairoli

6. Evgeny Bobryshev

7. Valentin Guillod

8. Jeremy Van Horebeek

9. Romain Febvre

10. Tommy Searle

2a bateria da MXGP em Talavera de la Reina:

1. Tim Gajser

2. Maximilian Nagl

3. Gautier Paulin

4. Romain Febvre

5. Evgeny Bobryshev

6. Clement Desalle

7. Jeremy Van Horebeek

8. Valentin Guillod

9. Antonio Cairoli

10. Shaun Simpson

Geral da MXGP em Talavera de la Reina:

1. Tim Gajser

2. Maximilian Nagl

3. Gautier Paulin

4. Clement Desalle

5. Evgeny Bobryshev

6. Romain Febvre

7. Antonio Cairoli

8. Jeremy Van Horebeek

9. Valentin Guillod

10. Shaun Simpson

Classificação da MXGP após 9 etapas:

1. Tim Gajser – 385 pontos

2. Romain Febvre – 361

3. Antonio Cairoli – 338

4. Maximilian Nagl – 317

5. Evgeny Bobryshev – 295

6. Jeremy Van Horebeek – 274

7. Shaun Simpson – 210

8. Kevin Strijbos – 204

9. Valentin Guillod – 180

10. Glenn Coldenhoff  156 pontos

Campeonato de fabricantes da MXGP após 9 etapas:

1. Honda – 393 pontos

2. Yamaha – 371

3. KTM – 345

4. Husqvarna – 328

5. Suzuki – 227

6. Kawasaki – 208 pontos

Pódio da MXGP na Espanha

Pódio da MXGP na Espanha

Categoria MX2

Jeffrey Herlings fez uma declaração firme com sua performance completamente dominante sobre o barro de Talavera. Embora o holandês seja reconhecido por sua habilidade fenomenal na areia, ele também sabe fazer cabelo e bigode nas superfícies duras, o que foi exatamente o que ele fez hoje com uma vitória dupla para conquistar seu nono Grand Prix consecutivo.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Depois de um pouco de chuva e de sol neste final de semana, Benoit Paturel floresceu. O jovem francês liderou as duas primeiras voltas na segunda bateria antes de ser ultrapassado por Herlings. Enquanto Herlings fez o que faz melhor, Paturel levou pra casa a segunda posição que foi suficiente para colocá-lo no segundo degrau do pódio. Foi o melhor resultado da carreira do piloto do plate #6.

Pauls Jonass recuperou pontos importantes de Jeremy Seewer hoje fazendo uma dobradinha na terceira posição, faturando o terceiro lugar do Grand Prix. Os 11º e 4º lugares de Seewer o colocaram em sétimo no geral. Os dois pilotos se equiparam na velocidade e atualmente estão brigando pela segunda posição na classificação do campeonato e por isso cada ponto faz a diferença. Jonass fez 12 pontos sobre Seewer na Espanha, mas ainda está com 25 pontos atrás do suíço.

Há duas semanas, Dylan Ferrandis estourou a bolha de esperança da temporada perfeita de Herlings. Ele é o único piloto a ter derrotado o Holandês Voador este ano e por um momento reascendeu a chama da fogueira da XM2. O francês, que foi o vencedor da classificatória de sábado em Talavera, provou que pode desafiar o domínio de Herlings, mas infelizmente não conseguiu neste domingo.

Aleksandr Tonkov fez o suficiente para terminar na quinta posição, seu quarto resultado entre o top 5 neste ano.

O piloto da casa, Jorge Zaragoza, teve problemas com a moto na primeira bateria e um tombo na segunda o deixou na 23a posição.

1a bateria da MX2 em Talavera de la Reina:

1. Jeffrey Herlings

2. Dylan Ferrandis

3. Pauls Jonass

4. Benoit Paturel

5. Brian Bogers

6. Aleksandr Tonkov

7. Michele Cervellin

8. Max Anstie

9. Vsevolod Brylyakov

10. Samuele Bernardini

2a bateria da MX2 em Talavera de la Reina:

1. Jeffrey Herlings

2. Benoit Paturel

3. Pauls Jonass

4. Jeremy Seewer

5. Dylan Ferrandis

6. Aleksandr Tonkov

7. Samuele Bernardini

8. Brian Bogers

9. Adam Sterry

10. Michele Cervellin

Geral da MX2 em Talavera de la Reina:

1. Jeffrey Herlings

2. Benoit Paturel

3. Pauls Jonass

4. Dylan Ferrandis

5. Aleksandr Tonkov

6. Brian Bogers

7. Jeremy Seewer

8. Samuele Bernardini

9. Michele Cervellin

10. Max Anstie

Classificação da MX2 após 9 etapas:

1. Jeffrey Herlings – 447 pontos

2. Jeremy Seewer – 325

3. Pauls Jonass – 300

4. Benoit Paturel – 251

5. Aleksandr Tonkov – 240

6. Petar Petrov – 210

7. Max Anstie – 205

8. Samuele Bernardini – 204

9. Dylan Ferrandis – 200

10. Vsevolod Brylyakov – 197 pontos

Campeonato de fabricantes da MX2 após 9 etapas:

1. KTM – 447 pontos

2. Kawasaki – 327

3. Suzuki – 325

4. Yamaha – 313

5. Husqvarna – 261

6. TM – 204

7. Honda – 174 pontos

Calendário do Mundial de Motocross 2016:

Décima Etapa – 05 de Junho – St Jean d’Angély / França
Décima Primeira Etapa – 19 de Junho – Matterley Basin/ Grã Bretanha
Décima Segunda Etapa – 26 de Junho – Mantova / Itália (Lombardia)
Décima Terceira Etapa – 24 de Julho – Loket /República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 31 de Julho – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 07 de Agosto – Frauenfeld – Gachnang / Suíça
Décima Sexta Etapa – 28 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 03 de Setembro – Carolina do Norte / Estados Unidos
Décima Oitava Etapa – 11 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

25 de Setembro – Motocross das Nações – Maggiora / Itália

21 de Agosto – Mundial de Motocross Júnior – Orlyonok / Rússia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly