Ben Townley e Brian Hsu de volta e Kevin Strijbos fora da ação em Matterley Basin

Por Mariah Morgado | Fotos por Suzuki World Team | 16 de junho de 2016 - 16:57

Neste final de semana acontece a 11a etapa do Campeonato Mundial de Motocross 2016 em Matterley Basin e a equipe Suzuki World MXGP e MX2 recebem de volta a seu line- up os pilotos Ben Townley e Brian Hsu com suas RM-Z450 e RM-Z25.

Matterley Basin é novamente o ponto de encontro dos fãs britânicos do MX neste final de semana com seu vasto cenário nas proximidades de Winchester preparado para receber o Grand Prix da Grã Bretanha pelo sexto ano consecutivo.

Para Brian Hsu, a pista representa um longo e mais que aguardado retorno à categoria MX2. O multi campeão europeu e mundial nas categorias junior de 18 anos estreou no cenário do MXGP no ano passado, mas precisou ser paciente para começar sua primeira temporada completa na categoria depois de precisar de um bom período de recuperação de um punho quebrado sofrido no inverno. O novato está finalmente saudável e em forma o suficiente para voltar ao gate de largada britânico e para enfrentar o grande e rápido circuito inglês.

“Este será meu primeiro GP e eu só entrei em duas outras corridas até agora e ainda estou longe de chegar aonde quero chegar. Então não estou indo para a Grã Bretanha com quaisquer expectativas. Eu só quero ir lá e ver o que posso fazer. Me senti bem treinando e nós planejamos voltar mais cedo, mas esse foi o jeito que tudo aconteceu. Eu estou pronto, nós estamos prontos e estou animado em voltar a MX2.” 

Hsu precisou atrasar seu status como ativo na RM-Z250 depois de um contratempo durante o campeonato ADAC MX Masters. Alguns eventos de aquecimento não foram conforme o planejado com a reagravação da lesão na segunda etapa em Moggers, na Austria. “Como eu venci o ADAC no ano passado, eu precisei subir para as 450. Na segunda bateria e na segunda curva em Moggers, alguém bateu em mim por trás e eu fui atropelado por quatro ou cinco outros caras. Eu machuquei o punho de novo e quebrei os dois dedos do meio na mesma mão então precisei parar e me recuperar de novo.” Ele explicou.

Apesar das adversidades, Hsu agora está finalmente pronto para assumir o seu lugar ao lado de Jeremy Seewer na equipe e mesmo que tenha perdido alguns períodos de testes na moto de fábrica, ele está feliz com sua sensação na RM-Z. “Depois de quatro meses sem andar, a primeira vez que você sobe na moto parece que é tudo novo novamente! Parece que foi ontem! Então tem sempre algo para melhorar e trabalhar nos ajustes, mas estou confortável com a moto.” 

Hsu está familiarizado com os declives e as subidas de Matterley Basin e acredita que o terreno oferece um teste razoável para sua atual condição. “Eu acho que Matova (o Grand Prix da Lombardia, a 12a etapa da temporada) na próxima semana será mais difícil. Matterley é uma pista onde você pode ser suave e não tem aquelas freadas bruscas e bumps para lidarmos.” 

Brian Hsu está de volta a MX2

Brian Hsu está de volta a MX2

Seu colega de equipe, Jeremy Seewer, é o segundo colocado na classificação da MX2 e expandiu sua vantagem sobre Pauls Jonass para 31 pontos após o GP da França há duas semanas. O suíço é outro entusiasmado por acelerar em Matterley. “Eu realmente gosto daquele lugar. Eu sempre me divertir correndo lá e acho que esta é uma das melhores pistas para uma boa corrida. Eu venci o Campeonato Europeu em Matterley Basin e fui bem na MX2 então estou ansioso.” 

Jeremy Seewer é o atual 2º colocado na MX2

Jeremy Seewer é o atual 2º colocado na MX2

Outro atleta entusiasmado a voltar a ação competitivamente é Ben Townley. O neozelandês tem treinado por quase duas semanas para recuperar velocidade e sua forma com a RM-Z450 depois de superar um problema com seu punho esquerdo. “Estou 100% dentro em Matterley e é uma pista realmente agradável. Um daqueles tipos de circuitos de motocross bem moderno.” Disse Townley que correr no circuito a 10 atrás pelo seu país no Motocross das Nações.

“Eu estou de volta a moto desde domingo em St Jean e o GP francês e minhas condições não são perfeitas, mas estou chegando lá aos poucos. Infelizmente é um processo lento e eu só vou precisar enfaixar meu punho e fazer o meu melhor. Minha lesão foi exatamente a mesma que aconteceu com Kevin. Já melhorou e não afeta muito a minha pilotagem. É apenas uma questão de pegar velocidade.”

“Estou ansioso pelo Reino Unido porque os fãs são sempre tão vocais e dedicados no apoio que dão a qualquer corrida lá uma atmosfera tão legal. Eu também tenho bons amigos na Inglaterra, na área de Winchester em particular, então será bom vê-los novamente.”

Ben Townley está de volta a MXGP

Ben Townley está de volta a MXGP

Seu colega de equipe na MXGP, Kevin Strijbos, que também sofreu o mesmo problema de cápsula danificada, fez um teste hoje para ver se conseguiria correr com o punho machucado, mas infelizmente as dores voltaram fortes sinal de que não houve melhoras e foi ao médico novamente, onde descobriram uma fratura na mão esquerda que levou as dores. Com a descoberta, o belga ficará de fora de Matterley Basin e de Mantova ( as 11a e 12a etapas) para tentar se recuperar até Loket, na República Tcheca, a 13a etapa da temporada.

s

Kevin Strijbos está fora das 2 próximas etapas

 

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly