Mundial de Motocross 2016 – 12a etapa – Itália

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 26 de junho de 2016 - 22:41

A cidade de Mantova ficou agitada durante todo o final de semana enquanto o MXGP da Lombardia levou mais calor e intensidade do que o esperado. Com as temperaturas acima dos 30ºC, milhares de fãs apaixonados lotaram o circuito para assistir os melhores pilotos do mundo se enfrentando pela glória na 12a etapa do Campeonato Mundial de Motocross 2016.

O circuito foi uma fera brutal a ser domada pelos pilotos enquanto estes enfrentavam o calor extremo e a condição selvagem da imprevisível superfície arenosa que foi dominada pelos atuais líderes da MXGP e MX2, Tim Gajser e Jeffrey Herlings, que impressionaram os fãs devotos com suas performances excepcionais.

Cairoli e Gajser

Cairoli e Gajser

Veja os resultados da 12a etapa do Mundial de Motocross 2016, o MXGP da Lombardia:

Categoria MXGP

Mesmo que Tim Gajser entrou no final de semana com 74 pontos de vantagem, ele não é o tipo de piloto que vai pra pista para correr apenas por pontos. Ele quer ser o mais rápido dentro da pista todas as vezes que ele sobe na moto. Com a vitória deste final de semana, ele agora soma 92 pontos de vantagem.

Tim Gajser

Tim Gajser

Gautier Paulin e Clement Desalle são dois pilotos que não tiveram as temporadas ideais, mas fizeram suas presenças serem notadas na 12a etapa na Mantova. Depois de um dia difícil no escritório no sábado, Paulin fez duas baterias ferozes para conquistar a segunda posição no geral da etapa, seu melhor resultado do ano. Enquanto Desalle também teve o melhor resultado do ano com seus segundo e quarto lugares, subindo no pódio pela primeira vez na temporada.

Gautier Paulin

Gautier Paulin

Clement Desalle

Clement Desalle

Antonio Cairoli e Tim Gajser protagonizaram a batalha mais linda do dia enquanto brigavam pela vitória da última bateria do dia. Cairoli estava mais rápido em algumas partes e Gajser se aproxima em outras e foi assim da largada a bandeirada final dando aos milhares de fãs italianos e eslovenos exatamente o que eles foram fazer ao lotarem o circuito.

Antonio Cairoli

Antonio Cairoli

Cairolli foi o guerreiro do dia enquanto corria enfrentando as dores de uma lesão no punho para dar um show excelente para os fãs e terminar em quarto no geral, subindo para a segunda posição na classificação do campeonato agora com 32 pontos de vantagem sobre Romain Febvre que não participou das duas últimas etapas devido a uma concussão, mas que deve voltar na República Tcheca no final de Julho. Jeremy Van Horebeek completou o top 5, ficando na frente do vencedor da classificatória, Evgeny Bobryshev.

Jeremy Van Horebeek

Jeremy Van Horebeek

1a bateria da MXGP na Mantova

1. Tim Gajser

2. Clement Desalle

3. Gautier Paulin

4. Maximilian Nagl

5. Jeremy Van Horebeek

6. Antonio Cairoli

7. Evgeny Bobryshev

8. Glenn Coldenhoff

9. Valentin Guillod

10. Jose Butron

2a bateria da MXGP na Mantova

1. Tim Gajser

2. Gautier Paulin

3. Antonio Cairoli

4. Clement Desalle

5. Glenn Coldenhoff

6. Evgeny Bobryshev

7. Jeremy Van Horebeek

8. Valentin Guillod

9. Jose Butron

10. Jordi Tixier

Geral da MXGP na Mantova 

1. Tim Gajser

2. Gautier Paulin

3. Clement Desalle

4. Antonio Cairoli

5. Jeremy Van Horebeek

6. Glenn Coldenhoff

7. Evgeny Bobryshev

8. Valentin Guillod

9. Jose Butron

10. Maximilian Nagl

Classificação da MXGP após 12 etapas 

1. Tim Gajser – 532 pontos

2. Antonio Cairoli – 440

3. Romain Febvre – 408

4. Maximilian Nagl – 401

5. Evgeny Bobryshev- 396

6. Jeremy Van Horebeek – 351

7. Valentin Guillod – 267

8. Glenn Coldenhoff – 230

9. Shaun Simpson – 212

10. Clement Desalle – 210 pontos

Campeonato de fabricantes MXGP após 12 etapas

1. Honda – 540 pontos

2. Yamaha – 482

3. KTM – 450

4. Husqvarna – 416

5. Kawasaki – 310

6. Suzuki – 242 pontos

Pódio da MXGP no GP da Lombardia

Pódio da MXGP no GP da Lombardia

Categoria MX2

A velocidade e a finesse que Jeffrey Herlings tem na areia é quase indescritível. É o tipo de coisa que você precisa ver para crer, mas só para provar a velocidade incrível do holandês, Herlings marcou 1:53.029 de tempo de volta na primeira bateria da MX2 enquanto Gajser marcou 1:54.866 na primeira bateria da MXGP. Não tem como discutir, ele faz jus ao apelido de Holandês Voador. Na Mantova foi mais uma dobradinha na primeira posição para o Holandês.

Jeffrey Herlings

Jeffrey Herlings

Todo mundo sabe que os pilotos belgas e holandeses são fortes na areia já que todos basicamente nasceram nesse tipo de terreno. Brian Bogers provou que não é apenas um estereótipo com sua performance impressionante neste final de semana. Bogers atingiu alguns marcos com sua segunda colocação na primeira bateria e um terceiro lugar na segunda, o melhor resultado de sua carreira, que lhe colocaram no segundo lugar do pódio. Até hoje, Bogers nunca tinha ficado entre os cinco primeiros colocados, então o resultado foi uma conquista enorme para o holandês que estava extremamente emocionado no final do dia quando dedicou sua performance a sua avó que faleceu recentemente.

Brian Bogers

Brian Bogers

Dylan Ferrandis vai estar cheio até a boca depois da quantidade de areia que comeu no final de semana. Na primeira bateria, ele caiu três vezes nas oito primeiras voltas, mas conseguiu se recuperar para terminar de forma incrível na terceira posição. A segunda bateria também não foi tranquila, mas sua atitude de não desistir nunca lhe colocou na sexta posição o que lhe rendeu o terceiro lugar no pódio.

Dylan Ferrandis

Dylan Ferrandis

Outro piloto que chegou pela primeira vez entre os cinco primeiros colocados foi Thomas Covington que parecia estar em seu melhor do que vimos em toda a temporada até agora. Não há nada mais poderoso do que uma atitude positiva e Covington parecia estar repleto de positividade hoje com seu quarto e quinto lugares, terminando em quarto no geral.

Thomas Covington

Thomas Covington

Pauls Jonass parecia estar passando um dia em um parque temático. O letão parecia estar em uma montanha russa, teve problemas e só terminou em 10º na primeira bateria, mas se recuperou na segunda e terminou em segundo lugar, completando o top 5.

Pauls Jonass

Pauls Jonass

E por último, mas não menos importante, o jovem novato italiano, Michele Cervellin terminou em novo no geral e a revelação do começo da temporada, o italiano Samuele Bernardini só terminou em 17º dentro de casa.

Michele Cervellin

Michele Cervellin

1a bateria da MXe na Mantova 

1. Jeffrey Herlings

2. Brian Bogers

3. Dylan Ferrandis

4. Thomas Covington

5. Max Anstie

6. Jeremy Seewer

7. Benoit Paturel

8. Davy Pootjes

9. Adam Sterry

10. Pauls Jonass

2a bateria da MX2 na Mantova

1. Jeffrey Herlings

2. Pauls Jonass

3. Brian Bogers

4. Benoit Paturel

5. Thomas Covington

6. Dylan Ferrandis

7. Jeremy Seewer

8. Aleksandr Tonkov

9. Conrad Mewse

10. Petar Petrov

Geral da MX2 na Mantova 

1. Jeffrey Herlings

2. Brian Bogers

3. Dylan Ferrandis

4. Thomas Covington

5. Pauls Jonass

6. Benoit Paturel

7. Jeremy Seewer

8. Aleksandr Tonkov

9. Michele Cervellin

10. Conrad Mewse

Classificação da MX2 após 12 etapas 

1. Jeffrey Herlings – 597 pontos

2. Jeremy Seewer – 428

3. Pauls Jonass – 403

4. Benoit Paturel – 325

5. Aleksandr Tonkov – 320

6. Dylan Ferrandis – 308

7. Max Anstie – 274

8. Petar Petrov – 253

9. Samuele Bernardini – 253

10. Vsevolod Brylyakov – 219 pontos

Campeonato de fabricantes MX2 após 12 etapas:

1. KTM – 597 pontos

2. Kawasaki – 435

3. Suzuki – 428

4. Yamaha – 416

5. Husqvarna – 364

6. TM – 253

7. Honda, 227 pontos

Pódio da MX2 do GP da Lombardia

Pódio da MX2 do GP da Lombardia

Calendário do Mundial de Motocross 2016:

Décima Terceira Etapa – 24 de Julho – Loket /República Tcheca
Décima Quarta Etapa – 31 de Julho – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 07 de Agosto – Frauenfeld – Gachnang / Suíça
Décima Sexta Etapa – 28 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 03 de Setembro – Carolina do Norte / Estados Unidos
Décima Oitava Etapa – 11 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

25 de Setembro – Motocross das Nações – Maggiora / Itália

21 de Agosto – Mundial de Motocross Júnior – Orlyonok / Rússia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly