Mundial de Motocross 2016 – 13a etapa – República Tcheca

Por Mariah Morgado | Fotos por MXGP | 24 de julho de 2016 - 23:00

Faltam cinco etapas para o encerramento da temporada 2016 do Mundial de Motocross e parece que as coisas não estão desacelerando dentro da pista. Pelo contrário, parece que as coisas estão esquentando entre os pilotos veteranos que sentem que têm algo a provar enquanto os jovens talentos continuam acelerando fundo e vencendo corridas.

MXGPstart_MXGP_13_CZ_2016

A temporada 2016 está sendo um caso de batalhas entre a old school contra a new school e os morros de Loket acenderam durante o final de semana com a 13a etapa do campeonato. Max Nagl finalmente encontrou aquela vantagem que têm procurado desesperadamente e a usou para derrotar o novato sensação do ano, Tim Gajser, fazendo sua primeira dobradinha de vitórias nas bateria para vencer seu primeiro MXGP da temporada. Enquanto isso na MX2, Dyla Ferrandis conquistou o melhor resultado de sua carreira com sua primeira dobradinha de vitórias em baterias.

Categoria MXGP

Max Nagl teve uma performance nada menos do que perfeita. Foi emocionante vê-lo correr com tamanha fome e intensidade e ter como resultado a vitória nas duas baterias para conquistar sua primeira vitória de Grand Prix do ano. Com o resultado, o alemão passou Romain Febvre e agora ocupa a terceira posição na classificação geral do campeonato com apenas 16 pontos atrás de Antonio Cairoli.

Max Nagl

Max Nagl

Tim Gajser é inacreditável. Mesmo com 92 pontos de vantagem na liderança do campeonato, ele continua forçando o acelerador, o que acabou sendo a sua desvantagem no final do dia com um pequeno erro que lhe custou a vitória da segunda bateria que o colocaria no topo do pódio pela oitava vez neste ano. Sem desmerecer o novato, ele ainda conseguiu ampliar sua liderança e manter sua sessão perfeita de pódios, são 13 em 13 etapas.

Romain Febvre e Tim Gajser

Romain Febvre e Tim Gajser

Quando se trata de pistas técnicas e desafiadoras, poucos pilotos conseguem dominá-las melhor do que o atual campeão da categoria, Romain Febvre. As largadas foram o ponto fraco do francês neste domingo, ele precisa melhorar se ele quer subir no topo do pódio de novo nessa temporada, mas em sua defesa, ele acaba de se recuperar de uma concussão então essa falha pode ser consequência disso. O mais importante é que ele ainda está em forma e mantendo o ritmo, o que é algo pelo qual ele pode e deve ter orgulho.

Jeremy Van Horebeek

Jeremy Van Horebeek

Clement Desalle empatou com 34 pontos com Jeremy Van Horebeek. Não subestime a velocidade dos belgas, eles ainda estão correndo com um ritmo feroz, só precisam encontrar aqueles milésimos de segundo extras para fazer a diferença em seus resultados gerais.

Clement Desalle

Clement Desalle

Nunca se sabe como um piloto vai se acostumar à transição para a moto maior. Para os pilotos como Fabvre e Gajser, foi moleza, mas para o ex campeão mundial MX2, Jordi Tixier, já não tem sido tão fácil. Mesmo assim, o novato do team green está evoluindo a cada etapa. O francês teve seu melhor resultado na MXGP em Loket com um sexto lugar no geral.

Jordi Tixier

Jordi Tixier

1a bateria da MXGP em Loket

1. Maximilian Nagl

2. Tim Gajser

3. Romain Febvre

4. Jeremy Van Horebeek

5. Clement Desalle

6. Glenn Coldenhoff

7. Antonio Cairoli

8. Jordi Tixier

9. Tommy Searle

10. Gautier Paulin

2a bateria da MXGP em Loket

1. Maximilian Nagl

2. Tim Gajser

3. Romain Febvre

4. Clement Desalle

5. Jeremy Van Horebeek

6. Jordi Tixier

7. Evgeny Bobryshev

8. Antonio Cairoli

9. Tommy Searle

10. Valentin Guillod

Geral da MXGP em Loket

1. Maximilian Nagl

2. Tim Gajser

3. Romain Febvre

4. Clement Desalle

5. Jeremy Van Horebeek

6. Jordi Tixier

7. Antonio Cairoli

8. Tommy Searle

9. Evgeny Bobryshev

10. Kevin Strijbos

Classificação da MXGP após 13 etapas 

1. Tim Gajser – 576 pontos

2. Antonio Cairoli – 467

3. Maximilian Nagl – 451

4. Romain Febvre – 448

5. Evgeny Bobryshev – 419

6. Jeremy Van Horebeek – 385

7. Valentin Guillod – 286

8. Glenn Coldenhoff – 248

9. Clement Desalle – 244

10. Shaun Simpson – 225 pontos

Campeonato de fabricantes MXGP após 13 etapas

1. Honda- 584 pontos

2. Yamaha – 522

3. KTM – 478

4. Husqvarna – 466

5. Kawasaki – 344

6. Suzuki – 262 pontos

Pódio MXGP em Loket

Pódio MXGP em Loket

Categoria MX2

Dylan Ferrandis é o único piloto a derrotar o Holandês Voador este ano e por isso foi facilmente o favorito a vencer o GP da República Tcheca. Na verdade, mesmo se Herlings estivesse na etapa, ele teria uma quantia decente de fãs torcendo por ele baseados em suas habilidades nas pistas duras. Ferrandis fez uma corrida tranquila para vencer a primeira bateria, mas precisou trabalhar mais na segunda com Max Anstie grudado em seu pescoço. Apesar o desafio intenso, o francês conseguiu manter a calma e levou sua primeira dobradinha de vitórias de baterias na carreira para casa.

Dylan Ferrandis

Dylan Ferrandis

Jeremy Seewer fez o que precisava fazer em Loket. Ele se manteve sobre as duas rodas e não fez nenhuma bobagem o que o colocou no segundo degrau do pódio. Mesmo assim ele não saiu satisfeito e disse que está ansioso para as areias de Lommel no próximo final de semana.

Jeremy Seewer

Jeremy Seewer

Max Anstie finalmente quebrou seu casco neste final de semana e conseguiu dois resultados sólidos para seu segundo pódio da temporada. Se o inglês não tivesse seguido o figurino Anstie e caído, ele teria vencido a etapa de Loket, afinal ele fez o tempo mais rápido na última bateria antes de cair na penultima volta quando esbarrou o guidão em Ferrandis enquanto tentava ultrapassá-lo.

Max Anstie

Max Anstie

Benoit Paturel não teve a melhor das largadas, mas é um dos jovens talentos mais promissores no gate da MX2 e conseguiu abrir caminho para terminar em quarto e quinto nas duas baterias e encerrar a etapa em quarto no geral enquanto Petar Petrov completou os cinco primeiros colocados.

Benoit Paturel

Benoit Paturel

Com Jeffrey Herlings optando por não correr no final de semana após quebrar a clavícula em uma etapa do campeonato holandês há três semanas, Pauls Jonass ficou encarregado por colocar a bandeira do exército laranja da Red Bull KTM no topo do pódio da MX2. O jovem letão começou o final de semana com uma vitória nas classificatórias de ontem o que lhe deu o direito de escolher o gate primeiro nas baterias de hoje. Jonass escolheu o gate de dentro na primeira bateria e usou a vantagem para garantir seu quinto holeshot da temporada. Ele liderou a primeira bateria com Dylan Ferrandis colado em sua traseira antes de tudo desmoronar quando ele caiu feio em um step down. Ele ainda provou ser uma espécie de super homem porque está tudo bem com ele.

1a bateria da MX2 em Loket

1. Dylan Ferrandis

2. Max Anstie

3. Jeremy Seewer

4. Benoit Paturel

5. Brian Bogers

6. Petar Petrov

7. Adam Sterry

8. Davy Pootjes

9. Conrad Mewse

10. Samuele Bernardini

2a bateria da MX2 em Loket

1. Dylan Ferrandis

2. Jeremy Seewer

3. Max Anstie

4. Thomas Covington

5. Benoit Paturel

6. Samuele Bernardini

7. Petar Petrov

8. Brian Bogers

9. Conrad Mewse

10. Ivo Monticelli

Overall da MX2 em Loket

1. Dylan Ferrandis

2. Jeremy Seewer

3. Max Anstie

4. Benoit Paturel

5. Petar Petrov

6. Brian Bogers

7. Samuele Bernardini

8. Thomas Covington

9. Conrad Mewse

10. Adam Sterry

Classificação da MX2 após 13 etapas

1. Jeffrey Herlings – 597 pontos

2. Jeremy Seewer – 470

3. Pauls Jonass – 403

4. Benoit Paturel – 359

5. Dylan Ferrandis – 358

6. Aleksandr Tonkov – 320

7. Max Anstie – 316

8. Petar Petrov – 282

9. Samuele Bernardini – 279

10. Brian Bogers – 246 pontos

Campeonato de fabricantes MX2 após 13 etapas

1. KTM – 626 pontos

2. Kawasaki – 485

3. Suzuki – 470

4. Yamaha – 450

5. Husqvarna – 406

6. TM – 279

7. Honda – 241 pontos

Pódio da MX2 em Loket

Pódio da MX2 em Loket

Calendário do Mundial de Motocross 2016:

Décima Quarta Etapa – 31 de Julho – Lommel / Bélgica
Décima Quinta Etapa – 07 de Agosto – Frauenfeld – Gachnang / Suíça
Décima Sexta Etapa – 28 de Agosto – Assen / Holanda
Décima Sétima Etapa – 03 de Setembro – Carolina do Norte / Estados Unidos
Décima Oitava Etapa – 11 de Setembro – Glen Helen / Estados Unidos

25 de Setembro – Motocross das Nações – Maggiora / Itália

21 de Agosto – Mundial de Motocross Júnior – Orlyonok / Rússia

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly