Ian Blythe conquista título do Brasileiro Borilli de Enduro FIM

Por CBM | Fotos por Janjão Santiago | 29 de setembro de 2016 - 18:40

O final de semana foi de decisões na última prova da temporada do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Realizada na cidade de Itupeva/SP, as 11ª e 12ª etapas do campeonato tiveram o Shopping SerrAzul como base para os pilotos, que tiveram que enfrentar quatro voltas no sábado e três no domingo, em um percurso de 35 quilômetros e três especiais em cada volta.

Algumas categorias já chegaram na etapa final com os campeões definidos, mas isso em nada prejudicou o nível das disputas. Encerrando sua segunda temporada no Brasil, o norte-americano Ian Blythe precisava apenas de um oitavo lugar em um dos dois dias, mas fez questão de acelerar durante todo o final de semana e dominou a prova, vencendo os dois dias e praticamente todas as especiais. Com isso confirmou o título na Classificação Geral e na Categoria E2.

Ian Blythe

Ian Blythe

“Estou muito feliz em vencer mais uma vez o campeonato, especialmente dominando a corrida final. Conquistar o título pela segunda vez é sempre mais difícil, mas felizmente consegui confirmar o bicampeonato brasileiro”, declarou Ian Blythe.

Rômulo Bottrel e Felipe Zanol

Rômulo Bottrel e Felipe Zanol

Na categoria E1 o mineiro Rômulo Bottrel confirmou o favoritismo e venceu os dois dias de prova, conquistando mais um título nacional para o currículo. Bruno Martins foi o segundo colocado e Diego Collet o terceiro.

“Só tenho a agradecer pela oportunidade de fazer o que eu amo e ainda ter a oportunidade de colecionar alguns títulos ao longo dessa jornada. Não foi fácil, e acredito que nunca vai ser, mas a recompensa é enorme”, destacou Rômulo Bottrel.

Na Categoria E2 vitória de Ian Blythe com Julio Ferreira na segunda colocação e Mauricio Rizzon em terceiro.

Pódio E3

Pódio E3

Na Categoria E3 o gaúcho Gustavo Pellin já tinha o título garantido, portanto o fato de ter abandonado a prova com fortes dores nas costas, não afetou a conquista do título. Quem aproveitou foi o mineiro Ripi Galileu, que venceu os dois dias da competição. Com o título confirmado pra Gustavo Pellin, Ripi Galileu conquistou o vice-campeonato na categoria. O segundo colocado na prova foi Tavinho Carradori.

 “Realizei mais um grande sonho, o título do Brasileiro é sempre uma meta importante. Estou muito feliz, o sabor de ser campeão é ainda melhor por correr ao lado dos meus amigos. Sem dúvidas o astral da equipe ajuda e é contagiante”, comenta Gustavo Pellin.

Vinicius Calafati chegou em Itupeva com o título praticamente garantido. Mas ainda assim chegou disposto a mostrar serviço: venceu com folga os dois dias na categoria Junior e brigou na frente na classificação Geral. Na segunda colocação no fim de semana, ficou o mineiro Vitor Borges Garcia. Em terceiro no fim de semana ficou o jovem piloto capixaba Patrik Capila, que também conseguiu finalizar o ano com o vice-campeonato brasileiro.

Pódio Junior

Pódio Junior

“É o meu primeiro título brasileiro e esse momento é inesquecível. Eu evoluí durante o ano e agora quero comemorar bastante. Em 2017, continuo na Categoria Júnior e vou fazer de tudo para defender bem esse título”, declara o piloto.

A maior disputa do final de semana foi na Categoria E35. Michel Cechet chegou em Itupeva com apenas dois pontos de vantagem para Nielsen Bueno. Para conquistar o título, Nielsen precisaria terminar os dois dias de prova na frente. Uma vitória em apenas um dos dois dias garantiria o título para Cechet. No sábado Nielsen saiu na frente e venceu a prova, levando a disputa do título para o segundo dia. E no segundo dia conseguiu ser ainda mais consistente e venceu ainda com mais folga, confirmando o título de Campeão Brasileiro de Enduro. Michel Cechet foi o segundo colocado na prova e garantiu o vice-campeonato. Oriel Casagrande Neto foi o terceiro colocado na prova.

Pódio E 35

Pódio E 35

“Eu estava afastado do Brasileiro de Enduro desde 2012 e voltei com a expectativa de ser o chefe de equipe. A vontade de pilotar veio forte e aproveitei a oportunidade, tive um ano muito duro e trabalhoso, realmente não foi nada fácil conquistar esse título. A taça foi disputada até a última volta, o que valorizou ainda mais a conquista. Precisei ter sangue frio e usar a minha experiência em todos os momentos, e no fim tudo deu certo e valeu a pena”, conta Nielsen Bueno.

Na E40 Cassiano Tebaldi já chegou com o título confirmado, mas ainda assim não quis saber de administrar e venceu os dois dias de prova, fechando a temporada em alto estilo. Kleber Gonçalves foi o segundo colocado e Mauricio Ghiraldelli o terceiro colocado no final de semana.

Pódio E4

Pódio E4

“Este é o meu segundo título brasileiro, já que fui campeão da E35 em 2012. Esse título é fruto de bastante dedicação e é motivo de muita felicidade, é a grande recompensa que vai ficar pelo meu esforço”, ressalta Cassiano Tebaldi.

Pêlmio Carvalho mostrou mais uma vez a regularidade do campeonato. Venceu as duas etapas do final de semana e fechou a temporada com 100% dos pontos possíveis. Evandro Bozetti foi o segundo colocado nos dois dias e Claudinei Rosinha foi o terceiro colocado.

Pódio   E45

Pódio E45

“O título já estava garantido por antecipação, mas ainda assim consegui vencer as duas etapas. Muito feliz pela temporada e pelas conquistas neste ano”, declara Pélmio Carvalho.

Pódio categoria Feminina

Pódio categoria Feminina

Campeonato Feminino – A prova de Itupeva contou pontos também para o Campeonato Brasileiro Feminino. E quem venceu a prova foi Janaina Souza, líder do campeonato. Tainá Aguiar venceu o segundo dia de prova mas fechou o fim de semana na segunda colocação. Em terceiro ficou Bárbara Gonzaga. A próxima etapa do Campeonato Feminino acontece no dia 23 de outubro, junto da Copa EFX de Enduro, em Mogi Mirim.

*assessoria da modalidade

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly