Locutor Nenê: A nova geração da locução brasileira de motociclismo

Por Sílvio Bilhar | Fotos por Sílvio Bilhar e Divulgação Nenê | 30 de novembro de 2016 - 23:26

Hoje vamos bater um papo rápido com a voz dos regionais de motocrosss do RS, das Copas e de alguns eventos a nível Brasil. Ninguém fora sua família conhece Lucas, mas Nenê é figurinha carimbada no meio do cross. Acompanhe.

img_8379

Fala ai Nenê.

Meu nome é Lucas Queiroz tenho 28 anos de idade mais conhecido como Locutor Nenê por ser o mais novo do RS. No que me lembro, são dez anos de carreira (comecei com veloterra na Fiel Promoções – que foi na realidade minha escola inicial) e nesse tempo passamos da marca de 490 locuções.

O locutor não deve escolher trabalhos, certo? Mas em tipo de eventos você mais trabalhou?

Dentre os eventos que fiz a locução estão os shows de welling, show de drift e borrachão, encontro de trilheiros, encontro de motociclistas, campeonato citadinos como o CTO, a copa MAC, copa ASCAVE, copa Gramado, Copa MOCVA, regional de veloterra e motocross (André produções), FMX Negretti, FMX Ipiranga e a abertura do campeonato gaúcho de velocross 2016.

O que você tem a nos contar dessa trajetória?

Trabalhamos dez longos anos adquirindo experiência, aprendendo com outros locutores e se dedicando em criar uma identidade na locução estudando todas as modalidades de esporte a motor pra fazer o esporte crescer seja ele sobre 2 ou 4 rodas.

Hoje estamos à frente da locução do campeonato Pirelli de veloterra e do campeonato BSX Transportes de Motocross e também a copa MOCVA Borilli Racing de Veloterra em Venâncio Aires. Nesses casos tenho contrato para toda temporada.

logo-locutor-nene

Toda profissão Nenê tem suas adversidades me conte um pouco do que acontece com a sua?

Nem tudo é festa como as pessoas pensam. Você sabe bem disso pelas as dificuldades que passamos. Só para ter uma ideia, já dormimos em aeroporto inúmeras vezes já viajamos só com o dinheiro das despesas outras tantas,sem poder beber nem comer pois a grana não permitia, uma barra mesmo.São alguns contratempos que existem dentro do da profissão na narração nesse esporte.

O que mais te dá prazer na locução?

Você sabe que para crescer é difícil. A gente mata um leão por dia, às vezes um leopardo à noite,…. risos. Mas ao realizar o trabalho e ver que tudo deu certo, ver o sorriso no rosto das pessoas, perceber que elas tiveram momentos de grande emoção com a locução, isso com a certeza não têm preço. É a certeza do dever cumprido. Nesse momento a gente esquece todas as dificuldades. E que por mais complicada que é essa vida, valeu a pena todo aquele sacrifício.

Mas também tem momentos muito bons nessa tua trajetória? Conte alguns.

Olha só. Poder viajar e conhecer novas terras, outros lugares e outras pessoas, isso é maravilhoso é um privilégio. Conhecer feras do esporte como Jorge Negretti e Natan, feras da locução como Valério, Zezito e Chicão entre outros. E poder compartilhar a locução com profissionais como Márcio Frozza, Fábio Fiel e André Tramontinni, é realmente muito compensador.

nene-foto

Você deve ter algumas empresas que te apoiam na tua trajetória, cite que são esses parceiros.

Maciel Burguer, Lider MX, Transporte Rápido Lajeado, Nimbus Empreendimentos Imobiliários, Ozelame Móveis e Artesanataria Ricardo Borille Troféus. Além da imprensa especializada como o site Mundocross e Jornal O Podium.

Fique a vontade para mais alguns agradecimentos,

Eu gostaria de agradecer a Deus em primeiro lugar, por tudo que ele me proporciona. Agradecer ao Fábio Fiel e o André Tramontini da Costa por me apresentarem este mundo mágico que é esporte a motor. A todos os contratantes dos campeonatos e ventos citados a cima pelas oportunidades e confiança depositada em meu trabalho ao acreditarem em minha capacidade. A cada piloto, a cada equipe que fazem o espetáculo. A secretária da André produções que deixa tudo pronto para eu chegar e trabalhar. Não faço nada sozinho. Ao público que é fundamental, o meu muito obrigado mesmo. Por poder dividir emoções, por poder dividir momentos únicos, momentos especiais e por eu poder fazer parte destes momentos na vida dessas pessoas.

  Quando se faz com amor, com a alma e com dedicação. Tudo da certo.

“Para fazer locução é muito fácil. É vidrar os olhos para dentro da pista, deixar a mente livre, o coração falar e a boca transmitir os sentimentos em palavras através do microfone”. Nenê.

 

 

Compartilhe este conteúdo

Comentários

Desenvolvido por GetFly